Educação

Fim da licença maternidade: como escolher o berçário ideal para o bebê


Família deve estar atenta à infraestrutura do local e às atividades desenvolvidas com as crianças

Com quem ficará o meu bebê enquanto trabalho? Ele estará em um lugar seguro e será bem cuidado? Essas dúvidas e inseguranças estão presentes nas mentes das mães que precisam voltar ao trabalho ao fim da licença maternidade, que em geral dura de quatro a seis meses.

Diante desta realidade, é cada vez mais crescente o número de bebês que iniciam a vida escolar ainda nos primeiros meses de vida. Muitas famílias preferem a segurança de uma escola a deixar seus filhos aos cuidados de uma babá. É preciso saber escolher bem a instituição que ajudará a criança a dar os primeiros passos na longa caminhada educativa.

No Colégio Nossa Senhora das Neves, em Natal, o Berçário recebe bebês a partir dos quatro meses de idade. A partir desse momento, as crianças são estimuladas a vivenciar o contato com a natureza e com o seu próprio corpo, por meio de atividades lúdicas dentro e fora de sala de aula, que possibilitam momentos de novas descobertas e aprendizagens. O espaço conta com infraestrutura ideal que contribui para o desenvolvimento sociocultural e socioafetivo, seja na Horta Escolar, na Sala de Psicomotricidade, no Jardim Sensorial, no Espaço Kids ou no Parque Infantil. 

Para ser uma extensão do lar do bebê, é necessário que o local proporcione conforto, segurança e aconchego, como explica a vice-coordenadora da Educação Infantil do Colégio das Neves, Cláudia Milene. “A família deve visitar diversos locais e atentar-se à infraestrutura, que diz respeito a um espaço físico adequado à faixa etária do bebê. Espaços confortáveis, equipados, seguros e ventilados são essenciais”, afirma.

Ela também explica a importância de observar se são realizadas atividades de estímulos psicomotores, já que os bebês estão em processos de desenvolvimento muito importantes. “Atividades de estimulação devem ocorrer durante a rotina da criança, sendo integradas às necessidades de higiene, alimentação e repouso”, acrescenta.

No Colégio das Neves, a proposta educacional envolve psicomotricidade e musicalização, além das atividades de rotina, como banho de sol, contação de histórias e exploração tátil e sensorial. “Todos esses recursos são muito importantes para que o bebê desenvolva as suas habilidades de forma adequada”, comenta a educadora.

Essas ações devem ser realizadas por uma equipe de profissionais qualificados. “É essencial uma equipe multidisciplinar, formada por professores, nutricionista, odontopediatra, psicóloga, psicomotricista, musicoterapeuta e monitoras com formação em Pedagogia. Dessa forma, as atividades serão realizadas por profissionais treinados e especializados na educação e cuidado das crianças”, complementa Cláudia.

Suporte e acompanhamento da amamentação à introdução alimentar
A alimentação também é um ponto muito importante a ser observado pelos pais no momento da escolha do berçário. A nutricionista do Colégio das Neves, Aline Santos, especializada em alimentação escolar para bebês e crianças, acredita que o local deve proporcionar uma nutrição balanceada e prazerosa à criança.

Para os bebês que se alimentam exclusivamente de leite materno, é importante que ocorra nesse processo inicial um momento de amamentação, caso seja possível para a mãe. “Temos um ambiente especializado e apropriado para que a mãe venha amamentar o seu bebê em alguma pausa no horário de trabalho. Se a visita não for viável, a mãe pode enviar o leite congelado para o berçário, pois os profissionais são treinados para realizarem o descongelamento”, explica Aline.

Ao longo do tempo, ao passo em que o bebê vai crescendo e se desenvolvendo, a introdução alimentar entra como novo momento da rotina. Por isso, a nutricionista pontua três dicas sobre o que as famílias devem se atentar nos aspectos voltados à alimentação:

– Observe o local onde a criança vai se alimentar, pois deve ser um ambiente higienizado e confortável;
– Verifique se os utensílios utilizados são seguros e não correm o risco de machucar o bebê;
– Certifique-se de que a escola conte com uma nutricionista que acompanhe a evolução alimentar do bebê de forma contínua

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: