Todos os posts de tadeufm

UFRN: Suplentes da segunda chamada devem realizar cadastramento

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) realiza durante esta semana o cadastramento dos candidatos convocados na segunda chamada do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que inclui aprovados e suplentes para preenchimento das vagas remanescentes da instituição. Os campi de Caicó, Currais Novos e Santa Cruz fazem o atendimento dos retardatários de todos os cursos nesta sexta-feira, 23, enquanto em Natal os períodos de cadastramento são divididos por curso até sexta-feira e no sábado, 24, serão atendidos todos os retardatários.

A pró-reitora de Graduação da UFRN, Maria das Vitórias Vieira Almeida de Sá, ressalta que os suplentes também devem realizar o cadastramento para futura convocação em caso de disponibilidade de vagas. “Não haverá outro período para cadastramento, portanto, todos os interessados devem comparecer neste momento”, alerta. Os candidatos devem consultar a lista de convocação no endereço www.sisu.ufrn.br, no qual também está disponível o edital com a documentação necessária para cadastramento e matrícula.

Em Natal, o cadastramento acontece na Escola de Ciência e Tecnologia (ECT) da UFRN, localizada no campus central, onde são atendidos os aprovados e suplentes para os cursos dos campi de Natal e Macaíba. Os demais devem comparecer aos respectivos campi onde foram aprovados impreterivelmente até sexta-feira, 23. O horário de cadastramento é o mesmo em todos os locais, das 8h às 11h30 e das 13h30 às 17h.

Rio Grande do Norte terá 6.893 agentes de saúde formados em técnico em enfermagem

O Ministério da Saúde irá qualificar 6.893 agentes comunitários de saúde (ACS) e de combate às endemias (ACE) como técnico em enfermagem no estado do Rio Grande do Norte. A medida faz parte da nova Política Nacional de Atenção Básica (PNAB), que amplia a atribuição desses profissionais, proporcionando maior resolutividade aos atendimentos realizados à população. Ao todo, serão investidos R$ 1,25 bilhão na formação dos agentes, que terão o curso totalmente gratuito, livres de taxas, mensalidades ou quaisquer contribuições relativas à prestação do serviço.

O curso será ofertado por instituições de ensino públicas e privadas do estado, habilitadas pelo Ministério da Educação e habilitadas no Programa de Formação Técnica para Agentes de Saúde (PROFAGS). Para participar do programa, as instituições precisam se credenciar para indicar a quantidade de vagas possíveis de serem atendidas, por município de abrangência e por semestre. Após isso, as entidades encaminharão para avaliação do Ministério da Saúde documentos que comprovem habilitação jurídica, regularidade fiscal e trabalhista, além de qualificação técnica e econômico-financeira. O edital, para as entidades interessadas em participar do programa, está disponível no site www.saude.gov.br.

“A medida permitirá uma ampliação do acesso à Atenção Básica, levando um atendimento de qualidade e com alta resolutividade à população brasileira, evitando custos desnecessários e assistência mais complexa. Estamos contando com as instituições para que qualifiquem, com o que possuem de melhor, esses agentes de saúde”, destacou o ministro da Saúde, Ricardo Barros.

Em todo o país, serão mais de 250 mil vagas de qualificação. O curso será totalmente gratuito, livres de taxas, mensalidades ou quaisquer contribuições relativas à prestação do serviço. Um dos objetivos do Ministério da Saúde com a formação desses profissionais é ampliar o acompanhamento da saúde da população no atendimento que é feito nos domicílios e nas comunidades, reduzindo agravos.

A expectativa é de que a partir de março, os agentes comunitários de saúde e de combate às endemias já possam dar início ao curso, que terá o prazo de dois anos (1.800 horas/aula) para concluir a formação. Após esta qualificação, os profissionais poderão fortalecer as ações de promoção da saúde e de prevenção de doenças, passando a fazer curativos em domicílio, medir a pressão e a glicemia, entre outras atribuições que levarão atendimento primário à casa do paciente. Eles, também, poderão ajudar no combate ao Aedes aegypti, transmissor dos vírus da zika, dengue e chikungunya. Atualmente, segundo estimativa do Ministério, até 30% dos agentes que atuam no SUS já possuem a formação em Técnico em Enfermagem.

Macaíba incluída na primeira mostra de cinema do Sesc

A 1ª Mostra Sesc de Cinema vai começar a exibir gratuitamente no Rio Grande do Norte os 34 curtas e longas metragens vencedores, oriundos das cinco regiões do país – incluindo dois curtas potiguares. A estreia será em Natal nesta quarta-feira (21 de fevereiro), às 18h30, no Sesc Cidade Alta. A iniciativa do Serviço Social do Comércio (Sesc RN), instituição do Sistema Fecomércio, circulará em março nas cidades de Mossoró, São Paulo do Potengi, Caicó, Macaíba e Nova Cruz. Em Macaíba, os filmes serão exibidos entre os dias 12 e 16 de março.

Na capital, a abertura contará com um bate-papo com cineastas e equipes dos curtas potiguares selecionados pelo concurso nacional do Sesc: “O menino do dente de ouro” e “Ainda não lhe fiz uma canção de amor”, além de diretores à frente de algumas obras exibidas. A Mostra fica em cartaz até dia 27 de fevereiro no Sesc Cidade Alta.

Em Mossoró e São Paulo do Potengi, a 1ª Mostra Sesc de Cinema exibe filmes de 5 a 9 de março; em Caicó, de 5 a 16 de março. Em Macaíba e Nova Cruz, a população poderá assistir aos filmes entre os dias 12 e 16 de março. As exibições são gratuitas e acontecem em horários variados, sempre na unidade Sesc do município.

A programação de filmes por cidade está disponível no site do Sesc RN, o www.sescrn.com.br.

Sobre a Mostra Sesc de Cinema

A Mostra Sesc de Cinema pretende difundir a produção cinematográfica brasileira que não chega ao circuito comercial de exibição, sendo um espaço de lançamento e promoção de artistas de todo o país.

Além da premiação com um contrato de licenciamento, a Mostra certifica os destaques de melhor roteiro, filme, direção de fotografia, desenho de som, direção de arte, direção de elenco e montagem.

Na edição 2016/2017, primeira do projeto, 1.250 filmes foram inscritos. Destes, 957 foram habilitados a participar do concurso, sendo 640 oriundos das capitais e 317 das cidades do interior dos 27 estados brasileiros. 121 filmes foram premiados nas mostras estaduais, com licenciamento para exibição no âmbito de seus estados de origem e indicados para concorrer à vaga na mostra nacional. O resultado da 2ª Mostra Sesc de Cinema (2017/2018) será divulgado no segundo semestre de 2018.


Cine Sesc

Além de mostras temporais, o Sesc atua sistematicamente na área audiovisual com exibições de filmes que não entram nos circuitos comerciais de cinema. As obras, com classificações indicativas e gêneros variados, são exibidas gratuitamente em todas as unidades Sesc do estado. A programação mensal está sempre disponível no site da instituição.

Detran realiza vistoria em transporte público escolar do RN

O Departamento Estadual de Trânsito (Detran) começou no sábado (17) o trabalho de vistoria nos ônibus utilizados pelas prefeituras do interior do Estado para transportar estudantes. As primeiras cidades visitadas pelos técnicos do Detran foram Nova Cruz e Santa Cruz, sendo vistoriados cerca de 60 ônibus. Neste primeiro semestre, outros 18 municípios terão ônibus estudantis inspecionados pelo Detran.  Os ônibus que circulam e Macaíba serão vitoriados na próxima etapa do cronograma.

O trabalho tem o objetivo de zelar pela segurança dos estudantes que utilizam regularmente o transporte no trajeto de ida e volta à escola. A ação consiste em notificar as prefeituras para que envie para o procedimento de vistoria todos os ônibus cadastrados pelo munícipio a realizar o transporte de estudantes. Nesse sentido, as equipes de vistoriadores veiculares do Detran analisam os itens de segurança e demais especificações determinadas pela legislação.

O cronograma de vistorias para o primeiro semestre deste ano segue nos próximos dias com fiscalizações nas cidades de Canguaretama, Macaíba, Caicó, Currais Novos, João Câmara, São Paulo do Potengi, Angicos, Assú, Pau dos Ferros, São Miguel, Mossoró, Apodi, Parnamirim, Ceará Mirim, Alexandria, Patu, Parelhas e Jucurutu.

A medida faz parte do Acordo de Cooperação Técnica firmado entre o Detran e o Ministério Público Estadual (MPE) que tem como objetivo fiscalizar a frota de ônibus estudantis que transportam alunos das escolas públicas de todo o Rio Grande do Norte. Os resultados das fiscalizações são encaminhados através de relatório ao Ministério Público Estadual (MPE) para que, se preciso for, sejam tomadas as devidas providências legais. As vistorias iniciam às 8h e sempre aos sábados.

Advogado explica como funciona o seguro para Escolas em caso de bullying

O bullying é um problema social que provoca muitos danos, mesmo que algumas pessoas considerem que tudo não passa de exagero, sensibilidade extrema às brincadeiras de escola, o grande problema é quando as brincadeiras e apelidos ultrapassam os limites e passam a provocar danos à saúde física e psicológica do indivíduo nas mais variadas formas. A Lei n. 13.185, em vigor desde 2016, classifica o bullying como uma intimidação sistemática, quando há violência física ou psicológica em atos de humilhação ou discriminação. O advogado, Dr. Fábio de Souza, do escritório Küster Machado Advogados Associados, explica que a classificação também inclui ataques físicos, insultos, ameaças, comentários e apelidos pejorativos, ente outros. “A lei foi criada para tentar acabar com o bullying, principalmente, nas instituições de ensino”, destaca.

Dr. Fábio ressalta que a partir do momento em que o aluno adentra ao estabelecimento de ensino é do local a responsabilidade pela guarda dos indivíduos que ali estão, tornando-se responsáveis não só pelo ensino, mas pela saúde física e psicológica dos alunos. “Devido a  isso, muitas instituições têm optado pela contratação do seguro de Responsabilidade Civil que traz, em suas garantias, a continuidade dos estudos em casos como falecimento e invalidez do responsável, bem como a reparação de danos materiais ou morais advindos de ação judicial decorrente de bullying”, comenta.

O especialista explica que, diante do conceito trazido pelo Código de Defesa do Consumidor, as escolas são consideradas fornecedoras de serviço e os pais os tomadores do serviço e, com isso, as instituições podem ser penalizadas e até multadas, podendo, ainda, em casos extremos, serem condenadas a custear o tratamento do ofendido, bem como a reparação do dano moral sofrido. “Nos casos específicos de bullying, quando a instituição de ensino informa o sinistro, o aluno passa a receber orientação psicológica, bem como, dependendo do grau da ofensa e extensão dos danos, o tratamento pode e deve ser estendido aos funcionários e professores”, avalia.

            Segundo o advogado, a garantia prevista deverá cobrir as despesas que a instituição de ensino segurada venha a ter caso seja responsabilizada judicialmente por atos de violência física ou psicológica ocorridas em suas dependências, sejam elas provocadas por alunos e/ou funcionários do estabelecimento. “O seguro ainda pode prever o pagamento de eventuais custas com processos judiciais derivados da prática do bullying. A apólice de Responsabilidade Civil Profissional garante ao aluno a indenização a que tem direito, em caso de condenação judicial da instituição de ensino, por atos interpretados como negligência”, conclui.

Dia do Esportista: Como o esporte pode contribuir para uma vida melhor?

A prática de esportes, além de fazer bem ao corpo, ainda gera sensação de bem-estar para a mente e trabalha a sociabilização. “Fazer atividades físicas é um exercício de autoconhecimento e reconhecimento das capacidades de cada um. Também libera hormônios, como a endorfina, que, além de auxiliar na melhora das dores do corpo, regula nossas emoções”, explica a psicóloga do Grupo São Cristóvão Saúde, Aline Melo.

Muitos descobrem no esporte uma maneira de superar dificuldades e dar sentido à vida. Este é o caso de Kisy Nascimento, 18 anos, jogadora de voleibol feminino. Ela foi descoberta aos 12 por um professor de educação física da escola estadual em que estudava. “Não me passava pela cabeça um dia ser atleta. Porém, sempre fui alta. Hoje tenho 1,89m de altura. Então, meu professor me indicou para jogar vôlei e ganhar uma bolsa de estudos numa escola particular. Após um tempo nesta nova escola, fui chamada para o time iniciante do São Cristóvão Saúde/São Caetano“, conta.

No início, não foi fácil para a Kisy. “Eu não sabia jogar direito e ainda sou canhota. Algumas jogadoras de times rivais desdenhavam de mim. Tive que aprender e praticar muito as técnicas do esporte para poder evoluir e hoje estar treinando com o técnico da equipe profissional de São Caetano”. Outro contratempo era a distância entre os treinos e a escola. Entretanto, graças ao apoio dos pais e colegas do time que nunca a deixaram desistir, ela conseguiu conciliar o esporte com os estudos.

De acordo com a psicóloga Aline, a superação de limites que o esporte proporciona colabora para um maior equilíbrio emocional, amenizando estresses, tensões e ansiedade. “Eu aprendi com o vôlei a ter disciplina, a pensar mais nos outros, a aceitar opiniões contrárias, a acreditar no meu potencial e a não deixar que me falem que eu não consigo. Eu aconselho a todos, mesmo que por lazer, praticar algum esporte. Sem dúvidas, o vôlei mudou a minha vida para melhor”, finaliza Kisy.

Escola de samba macaibense é campeã do Grupo B do carnaval de Natal

A Escola de Samba Grande Rio do Norte retorna a elite do Carnaval Multicultural de Natal em 2019 ao vencer o Grupo B do desfile deste ano na avenida Duque de Caxias, na Ribeira.

No desfile da famosa “Duque de Caxias”, a representante de Macaíba levou para avenida fatos sua própria história, que acredita ser, vitoriosa em seus 20 anos de existência e homenageou seu fundador, o professor Ciron Coelho.

Falecido em 2016, o carnavalesco Ciron Coelho foi um grande agitador cultural da juventude macaibense. Professor por profissão, Coelho foi descoberto para o segmento cultural pela ex-prefeita Odiléia Costa, chegando a articular um potente grupo de Fanfarra formado por jovens para animar finais de tardes do centro da cidade.

Reclamação

Carnavalescos reclamam da falta de apoio do poder público macaibense para viabilizar e promover desfile de carnaval na cidade, como havia em épocas passadas, em que milhares de pessoas se concentravam para prestigiar belas apresentações na avenida Nossa Senhora da Conceição, no Centro.

Para levar o nome da Macaíba ao carnaval da capital, a escola contou com patrocínio do segmento empresarial da cidade. Também desfila no carnaval de Natal a Escola de Samba Confiança do Samba.

Grupo A

A grande campeã do Carnaval Multicultural de Natal foi a Escola de Samba Balanço do Morro, do bairro das Rocas. A escola levou para a avenida o samba enredo “Hélio Galvão: Saber Como Herança”. A Acadêmico do Morro, de Mãe Luiza caiu e vai desfile no próximo ano no Grupo B.