Economia

A inflação de março é a maior desde 1994; no mês passado o IPCA registrou uma alta de 1,62%

O IPCA de março registrou uma alta de 1,62%. Esta é a maior inflação para um mês de março nos últimos 28 anos (desde 1994) e a maior alta mensal desde janeiro de 2003 (2,25%). O resultado foi impactado principalmente pelo aumento nos preços dos combustíveis. Neste cenário, o Copom deve elevar a Selic para 12,75% em maio, alta de 1 ponto percentual. O Banco Central sinalizou a intenção de encerrar assim o ciclo de altas – iniciado em março de 2021 – em maio deste ano. Mas, os dados recentes da inflação sugerem que poderá ocorrer uma nova alta em junho, para aproximadamente 13,25%.

Outro destaque é a valorização do real na comparação com o dólar. A moeda norte-americana fechou o último mês cotada a R$ 4,75, acumulando uma baixa de 14,63% no ano. Esta valorização do real se deve ao intenso fluxo de capitais estrangeiros no país, resultado da elevação dos juros e da alta no preço das commodities, esta última que pode ser vista também como um fator de grande influência na alta da inflação. Por outro lado, o câmbio e alta dos juros se somam às isenções tributárias setoriais e à melhora no nível dos reservatórios (que reduz o preço da energia) como fatores que podem aliviar as pressões inflacionárias.  

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: