parabéns.

Aniversário do “Rei”: Cantor Roberto Carlos completa 80 anos

Esta semana do mês de abril é contemplada com os aniversários de um rei e de uma rainha. O Rei da Música Popular Brasileira, Roberto Carlos completa, hoje, 80 anos de idade e a Rainha Elizabeth II celebrou, no dia 19 de abril, 95 anos de vida. O título de Rei para Roberto Carlos surgiu no Programa do Chacrinha, em 1966, na TV Excelsior, quando o cantor ganhou o título de “Rei da Juventude”, sendo, naquela oportunidade, coroado pela sua mãe “Lady Laura”.

“Zunza”, quarto filho do relojoeiro Robertino Braga e da costureira Laura Moreira Braga, nascido na cidade de Cachoeiro de Itapemirim, Espírito Santo, aquele que, aos 13 anos, deixou a sua cidade e foi morar com a sua tia Jovina, a Dindinha, em Niterói, nunca pensou em completar 80 anos sendo consagrado o cantor mais popular do Brasil, porém no exato momento em que o mundo vive um dos seus maiores dramas de todos os tempos, quando enfrenta a pandemia do Covid-19. Neste contexto, por ser Roberto Carlos referência – o nosso Rei – e um defensor da vida, tornou-se símbolo pela defesa da vacina em nosso país.

Segundo relato de familiares de Roberto Carlos, ele antes de falar, assobiou. Começou a cantar com 5 anos de idade, se apresentando, timidamente, na casa onde morava, às amigas de sua mãe, que se tornaria conhecida depois como “Lady Laura”. Havia, então, uma vocação latente e uma predestinação simbolizada na medalha banhada a ouro que ele recebeu da Irmã Fausta, de 90 anos, religiosa do Colégio Cristo Rei, onde Roberto Carlos estudou na sua infância. Sabe-se que o cantor sempre usou a insígnia como uma venera sentimental e um amuleto da sorte.

Há muitos relatos sobre as crendices Roberto Carlos, algumas envolvendo números e cores. Ele distribui 180 rosas nos seus shows, sendo 144 vermelhas e 36 brancas. Ele é conhecido como supersticioso, tendo aversão ao número 13, comemora o ano-novo uma hora após à meia-noite, não usa as cores roxo e marrom, não assina documentos na lua minguante, evita dar marcha à ré ao dirigir um veículo, sai pela porta que entra, o número do apartamento onde reside ou se hospeda deve estar em ordem crescente, entre outras.

Quando Roberto Carlos saiu de Niterói para o Rio de Janeiro, conheceu, na Rua Matoso, bairro da Tijuca, Erasmo Carlos e Tim Maia, formando o grupo “The Sputniks”, voltado para o estilo do rock. Porém, em 1964, com os hits “Broto do Jacaré”, “O calhambeque” e “Um leão está solto na rua”, o Rei tornou-se o maior astro pop do Brasil, levando-o a lançar, em 1965, o programa de TV, “Jovem Guarda”, movimento que mudou a moda e o comportamento do jovem brasileiro.

Há de se ponderar que o sucesso alcançado por Roberto Carlos foi precedido de muitas dificuldades, sem que jamais lhe abatesse ou o fizesse cair em desistência. Ele, inicialmente, bateu as portas de várias gravadoras existentes no Rio de Janeiro, sendo recusado por todas, exceto pela gravadora Polydor, quando foi levado por Chacrinha. Na Polydor ele gravou duas canções: “João e Maria” e “Fora do Tom”. Em seguida, apadrinhado por Carlos Imperial e Robero Corte Real, assinou contrato com a Gravadora CBS, por coincidência, um “Real”, o outro, “Imperial”. O seu primeiro LP,  1961, “Louco por Você”, misturando bossa nova, bolero e rock, é considerado o mais raro e valioso disco de vinil existente o Brasil, com apenas 3 mil cópias.

A partir dos anos 1970, o cantor enveredou pelo estilo romântico, permanecendo neste ritmo até a presente data. O talento e a postura de Roberto Carlos são reconhecidos no Brasil e no mundo, sendo o cantor solo com mais álbuns vendidos na história da MPB, cerca de 140 milhões de cópias, incluindo gravações em espanhol, inglês, italiano, francês, fato que resultou em gravar seu nome na Calçada da Fama em Miami. No seu repertório estão pérolas de letra e música, tais como: “A distância” (1972), “Emoções” (1981), “Detalhes” (1971), “Os seus botões” (1976), “O portão” (1974), “Proposta” (1973), “Cavalgada” (1977), “Debaixo dos caracóis do seu cabelo” (1971), homenagem que fez a Caetano Veloso quando o cantor baiano estava exilado em Londres, entre outras.

Roberto Carlos casou três vezes, respectivamente, com Cleonisse Rossi, Myriam Rios e Maria Rita Simões. Ele sempre foi reconhecido como um pai dedicado aos quatro filhos: Ana Paula Rossi Braga (falecida), Luciana Carlos Braga, Roberto Carlos II (Dudu Braga) e Rafael Carlos Braga.

O cantor celebra seu aniversário, hoje, informando que não irá aparecer na varanda de seu apartamento, como todo ano faz, para não gerar aglomeração. Nesta data especial, todos os brasileiros aplaudem de pé a vida e a obra de Roberto Carlos, a prova viva de que o amor sempre vence. Viva o nosso eterno Rei!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: