MPF denuncia quadrilha envolvida em roubos a agências dos Correios no RN

Um total de dez assaltos a agências dos Correios. Esse é o número de ações criminosas promovidas, em apenas 12 meses, por uma quadrilha denunciada pelo Ministério Público Federal (MPF). Entre maio de 2017 e maio de 2018, Kleber Jota Barbosa, conhecido como “Cabeludo”, liderou um grupo com outras 11 pessoas – contando com dois ainda não identificados e um menor de idade – que realizaram roubos em sete cidades do Rio Grande do Norte.

Além do líder da organização, tornaram-se réus seu cunhado, Jadson Cardoso Varela; a irmã de Kleber e companheira de Jadson, Cláudia Jéssica Jota Barbosa; Nyelton Cunha do Nascimento e seu pai Nivaldo Ribeiro do Nascimento; Sebastião Ivanildo da Silva, o “Nildo Madruga”; Francisco dos Santos Moura; Francisco Adalázio Mendes, o “Socó”; e Josimar Pinheiro Pedro, o “Véio”. Desses, cinco se encontram presos: Kleber e Nildo Madruga, em Alcaçuz; Jadson, Nyelton e Francisco dos Santos, no Centro de Detenção Provisória da Zona Sul.

A atuação da quadrilha foi investigada na “Operação Xavantes”, que levantou provas da participação do grupo em assaltos a três agências de Natal (na Rua Princesa Isabel e duas vezes no Bairro Pitimbu), além das de Extremoz, Ceará-Mirim, Macaíba, Vera Cruz, Santa Maria, Parnamirim e Nova Parnamirim. Os valores roubados totalizaram R$ 626.742,27.

Os crimes foram esclarecidos a partir de depoimentos de testemunhas, análise das imagens das câmeras de segurança, provas apreendidas nas residências de alguns dos integrantes, confissões dos participantes e dados telefônicos obtidos através de autorização judicial. Os dois que ainda não foram identificados eram conhecidos pelos comparsas como “Neguinho” e “Tiozinho”. Outro não pôde ser denunciado em razão de ter apenas 17 anos, quando dos assaltos. Em relação a este, foi enviada uma cópia dos autos das investigações para a Vara da Infância e da Juventude, a fim de que sejam adotadas as providências cabíveis previstas no Estatuto da Criança e do Adolescente

Organização – A quadrilha agia quase sempre com dois integrantes entrando armados nas agências, fazendo ameças a funcionários e clientes. Eles chegaram a levar armas e munições dos vigilantes e, em um dos crimes, se passaram por representantes da companhia de águas e esgotos. Já em outra ocasião, renderam a tesoureira da agência quando ela se encontrava em um veículo com o marido e a filha, que foram feitos reféns.

Kleber Jota liderava o grupo, participou de todos os assaltos e era um dos responsáveis pelo planejamento dos crimes, reunindo os comparsas e definindo como agiriam. Jadson teve participação decisiva em oito dos roubos e, embora tenha chegado a entrar nas agências, costumava ser o responsável por dirigir para o grupo e dar proteção na área externa, como “olheiro”.

Cláudia Jéssica mantinha, durante os assaltos, os criminosos em contato através de ligações telefônicas ou mensagens de redes sociais. Nyelton Cunha foi “olheiro” em metade dos roubos, enquanto seu pai Nivaldo forneceu o veículo usado em pelo menos duas oportunidades. Francisco dos Santos era o responsável pelo armazenamento, guarda e fornecimento de armas e munição.

Adalázio e Josimar Pinheiro foram responsáveis pela receptação de uma das armas roubadas dos vigilantes e esse último, que é ex-policial militar, auxiliou no assalto à agência da Princesa Isabel, intermediando a entrega das armas utilizadas. Já Nildo Madruga, concunhado de Kleber, atuou como “olheiro” em três dos crimes, ajudando ainda como motorista. Ele foi preso junto com o líder da organização, em maio, quando tentavam roubar um posto de combustíveis em Parnamirim.

A culinária potiguar foi o destaque, durante a Semana de Gastronomia

Regional do Restaurante-escola Senac Downtown Rio de Janeiro, nos dias 12 e 13 de setembro. Com o tema “Ser Tão Potiguar”, os chefs do Rio Grande do Norte, Elizabeth Assunção e Angelo Madeiros, desenvolveram cardápio a partir de ícones locais.

O camarão foi o carro-chefe, em uma preparação que uniu creme de tapioca e leite de castanha de caju. Outro prato servido foi a moqueca de carne de sol, em uma releitura da moqueca de peixe utilizando uma proteína originária do sertão. Entre as sobremesas, a Torta Presidente, com goiaba, doce de leite e chocolate, encantou os cariocas.

A programação contemplou também uma aula-show, onde foi abordada a importância da valorização dos ingredientes regionais e ocorreu apresentação de duas receitas que integraram o cardápio do evento.

O objetivo da Semana de Gastronomia Regional é dar visibilidade à gastronomia norte-rio-grandense e apresentar a qualidade técnica ofertada pelo Senac na qualificação de mão de obra no estado. Esta é a terceira vez que o estado participa do evento.

Jemas: Jogos Escolares de Macaíba começam nesta segunda-feira, 17 de setembro

A edição deste ano dos Jogos Escolares de Macaíba (Jemas 2018) terá início nesta segunda-feira, 17 de setembro e prossegue até o dia 28. A competição vai contar com participação de estudantes de escolas públicas (municipal e estadual) e particulares.

Segundo os organizadores, esta edição vai reunir 36 escolas, envolvendo mais de 1.200 alunos em duas categorias: 9 a 11 anos; 12 a 14 anos, nos dois gêneros (feminino e masculino).

Para o secretário municipal de esportes e lazer, Flaubert Benício, as modalidades esportivas dos Jemas 2018 são: Futsal, Futebol Society (Fut7), Vôlei, Xadrez, Capoeira, Atletismo, Handebol, Jiu-Jitsu, Ginástica Olímpica e Ginástica Rítmica. Os polos de jogos serão: Vila Olímpica, Ginásio de Traíras e Ginásio Edilson Albuquerque (Centro).

Congresso técnico

Ainda de acordo com Flaubert, na tarde desta sexta-feira (14), no Centro de Cultura, no horário das 15h, acontecerá um congresso técnico referentes aos Jemas 2018, onde serão repassadas todas as informações a respeito das competições. Esse evento vai reunir todos os responsáveis pelas equipes/escolas envolvidas nos jogos em questão.

Meia Maratona do Sol ganha ruas de Natal neste sábado (16)

A 5ª edição da Meia Maratona do Sol acontecerá neste sábado (15), reunindo mais de 7 mil atletas, a largada ocorre pontualmente às 16h, no pátio externo da Arena das Dunas, em Natal, para as distâncias de 21km, 10km e 5km. A entrega dos kits teve início nesta quarta-feira (12) e segue até a sexta-feira (14), das 10 às 22h, no 3º piso do Midway Mall. Pensando nos maraturistas, atletas que viajam o país para participar de corridas de rua, a entrega do kit do atleta será estendida até o sábado (16), das 10h às 12h.

O kit é composto por número de peito, camiseta em tecido tecnológico, chip de cronometragem eletrônica e regulamento da prova. No momento da retirada do kit, o responsável deverá conferir os dados, número de peito e chip. “Vale lembrar que o atleta que não retirar o material no dia e horário estipulado fica impedido de participar da corrida, uma vez que os itens são obrigatórios desde a largada”, explica Gabriel Negreiros, um dos organizadores.

Associada a temáticas como saúde, bem estar e qualidade de vida, além de incentivar a prática de esporte, a prova desperta nos corredores a solidariedade. Na entrega do kit do atleta, os corredores poderão doar um quilo de alimento não perecível. Todos os mantimentos arrecadados serão destinados ao Armazém da Caridade, entidade filantrópica sem fins lucrativos do Rio Grande do Norte, que presta um serviço social ao Estado há décadas. A meta da organização neste ano é contribuir com mais de sete toneladas de alimento.

Percurso – Nesta edição, a prova é repleta de novidades que não poderiam faltar no percurso, que teve 10% de sua rota modificada para tornar a corrida ainda mais agradável aos oito mil corredores. Mesmo sabendo que encontrar um trecho absolutamente plano em Natal é uma tarefa muito difícil, a organização investiu todos os esforços em minimizar as dificuldades do percurso, que terão trajetos de 21km, 10km e 5km.

No começo da prova, os atletas não sentirão diferenças do novo caminho, ao partirem da Arena, chegarem à marginal da BR-101 e acessarem o túnel em direção à Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). “O percurso todo de ida acontece contra o vento. O atleta sai da Arena das Dunas em direção à Via Costeira encarando a famosa brisa natalense de frente”, comenta Gabriel Negreiros.

A prova segue pelo anel viário do Campus até a Rua Solon Miranda, liga a UFRN a Engenheiro Roberto Freire, margeando a cerca do Parque das Dunas. Deste ponto, a atleta seguirá pela Avenida Engenheiro Roberto Freire até a Via Costeira. “Já que aumentamos o percurso da reta final da prova, diminuímos o retorno na praia. Nós corríamos boa parte da via, mas agora, logo após o hotes Sehrs, cerca de 1,5Km, o corredor já retorna”, explica Nivaldo Pereira, um dos organizadores.

“As ladeiras em Natal são inevitáveis e aumentamos ainda mais uma na prova deste ano que é a subida do viaduto do Quarto Centenário”, explica Nivaldo Pereira. A organização também relembrou que os corredores sempre seguem no sentido normal das vias. “Antes nós usávamos a via também na contramão do fluxo de veículos”, explicou.

De acordo com Nivaldo, um dos trechos mais complicados para os competidores é o local de retorno na Via Costeira. “É um trecho bem difícil aquele da saída da Via Costeira retornando a Engenheiro Roberto Freire, pois temos uma ladeira íngreme e com cerca de 200m de distância a ser percorrida. No entanto, depois o atleta tem um pouco de calma porque já está voltando a favor do vento, em um local que é a parte mais plana da prova. Na sequência, o atleta volta à UFRN, acessa a marginal da BR-101 no sentido normal e chega ao viaduto do Quarto Centenário”, explica.

Após o viaduto, outra novidade. O atleta passa em frente ao Sebrae/RN, entra à direita na Romualdo Galvão e retorna passando pelo túnel que liga a Romualdo à BR-101 já no sentido Parnamirim. Contorna a Arena das Dunas e segue rumo à chegada, no bairro de Lagoa Nova.

Trânsito – A corrida provocará alterações mínimas no trânsito em toda a área que compreende o trajeto da prova, sob o monitoramento da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU), Comando da Polícia Rodoviária Estadual (CPRE) e Polícia Rodoviária Federal (PRF). Os agentes vão supervisionar toda a extensão das três opções de percursos e, também, os locais onde serão necessários bloqueios viários para o deslocamento seguro dos competidores, condutores de veículos e os pedestres.

O ordenamento no trânsito começa a partir das 13h. As principais alterações acontecem nas Avenidas Romualdo Galvão e Engenheiro Roberto Freire. No caso da Romualdo, o tráfego no túnel será suspenso durante toda a prova. Já nas vias da Roberto Freire, apenas uma das faixas segue livre. Uma será bloqueada para passagem dos corredores durante a prova, com acréscimo de via de mão dupla. A previsão é de que as vias sejam liberadas após 19h30.

Trechos interditados e monitorados pela STTU, CPRE e PRF

Marginal da BR 101 sentido Natal Shopping;

Marginal da BR entre o Via Direta e o viaduto do Quarto Centenário;

UFRN, desde o acesso ao túnel de Candelária até a Rua Solon de Miranda Galvão;

Avenida Engenheiro Roberto Freire, lado do calçadão;

Via Costeira, lado das dunas;

Avenida Romualdo Galvão, entre a Lima e Silva e a Miguel Castro;

Túnel da Romualdo.

Não use cotonete!

Muitas pessoas perguntam se o uso do cotonete, objeto de higiene pessoal utilizado principalmente para limpar os ouvidos da acumulação de cera, é recomendado pelos otorrinolaringologistas. A resposta é não.

Por que não usar? Porque o cerume – secreção proveniente das glândulas sebáceas que se encontram situadas no canal auditivo externo – que produzimos é benéfico, pois tem substâncias que combatem bactérias, fungos e vírus.

É importante lembrar que limpar demasiadamente o ouvido deixa a pele do canal auditivo externo absolutamente sem proteção. Portanto, qualquer contato com água que não esteja bem tratada, seja numa piscina ou o banho em casa, pode levar uma infecção aos ouvidos.

A limpeza diária com cotonete, como muitas pessoas fazem, além de tirar toda a proteção dos ouvidos, provoca um eczema, inflamação cutânea que produz um tipo de alergia caracterizada, inicialmente, por coceira e, depois, por uma aguinha que, ao sair, pode provocar uma infecção, exatamente pela falta de proteção.

Em síntese, não limpe os ouvidos com cotonete e, para fazê-lo, pegue a sua toalha e passe nas dobrinhas atrás das orelhas até onde o seu dedo alcançar.

Por José Eduardo Lutaif Dolci – Professor Titular de Otorrinolaringologia da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo. 

Evento sobre envelhecimento ativo prevê participação de 4 mil pessoas

A 3 Feira Vida Mais RN – Desafios do Envelhecimento Ativo deverá receber a visita de quatro mil pessoas nos dois dias de realização. A previsão é dos organizadores, que afirmam que quase todos os estandes de produtos e serviços já foram comercializados e que restam poucas vagas no auditório para as palestras. O evento será realizado nos próximos dias 27 e 28 de setembro no Holiday Inn Natal, das 9h às 20h, e antecipa a comemoração do Dia do Idoso (1º de outubro). 

 
Entre as atrações, haverá feira com estandes de produtos e serviços, lounge interativo com dinâmicas de grupo e oficinas, espaços com aferição de pressão e check-up vascular, entre outras oportunidades. Paralelamente à feira, em auditório formatado para 400 pessoas, haverá palestras, debates e mesas-redonda, nos dois dias, pela manhã e à tarde, sobre temas voltados para o envelhecimento ativo.
 
Alguns temas que serão abordados: “Pilares para a longevidade saudável”, “Planejamento para uma aposentadoria com qualidade de vida”, “Riscos do sobrepeso e da obesidade após os 50 anos”, “Depressão no envelhecimento: estratégias para preservar a saúde mental”, “A saúde bucal e seus impactos na autoestima”, “Dor e fragilidade: reconhecer e tratar”, “A influência da visão nos acidentes domiciliares” e “Ressignificar a arte de envelhecer”.  
 
Uma das palestras do evento tratará da “Violência contra a Pessoa Idosa” e estará a cargo de Fábio Moassab, diretor do Departamento de Políticas Temáticas dos Direitos da Pessoa Idosa, vinculado ao Ministério dos Direitos Humanos. Trata-se de um dos nomes mais respeitados, em Brasília, na questão que envolve os direitos dos idosos. 
 
Além da feira e das palestras, o evento terá uma interface festiva. No encerramento dos dois dias, entre 18h e 20h, haverá apresentações culturais a cargo do grupo folclórico do Sesc, Coral de João Câmara, espetáculo de dança da Casa Séfora, performances da Tuareg Casa do Oriente e show do grupo da Associação Brasileira do Clube da Melhor Idade (ABCMI-RN), entre outras atrações.
 
Mais um momento relevante do evento estará a cargo das oficinas vivas de artesanato, com artistas de vários municípios do Rio Grande do Norte. O material produzido in loco será exposto e colocado à venda. Vale lembrar que, embora voltado para o público com mais de 50 anos, o evento também recebe jovens que já planejam um envelhecimento saudável. 
 
A 3 Feira Vida Mais RN é uma realização da Argus Eventos e da Agência Lar, com apoio da Secretaria de Estado do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social (Sethas), Secretaria de Esporte e Lazer da Prefeitura de Natal, Unimed Natal, Simbios Care e DataShow.

Banco do Brasil paga cotas do Pasep a cotistas do Rio Grande do Norte

Cotistas do Pasep de todo o país têm até o dia 28 deste mês para sacar recursos disponíveis no Fundo PIS-Pasep.

O Banco do Brasil (BB) segue efetuando pagamentos a servidores públicos com saldo de cotas do Pasep. Em todo o país, aproximadamente 2,8 milhões de participantes com direito às cotas já receberam R$ 3,32 bilhões. Para o Estado do Rio Grande do Norte, ainda estão disponíveis para retirada R$ 34.166,437, pertencentes a 15.865 participantes.

Os saques estão liberados para cotistas do Fundo PIS-Pasep de qualquer idade até o dia 28 de setembro. Após essa data, poderão efetuar o resgate apenas maiores de 60 anos, aposentados, militares reformados ou da reserva, beneficiários de amparo social, portadores de HIV/Aids e de neoplasias malignas, bem como herdeiros de cotista falecido.

Os correntistas e poupadores do Banco do Brasil receberam seus créditos em conta automaticamente no dia 08 de agosto. Como os juros e a correção das cotas são realizadas anualmente no mês de julho, o Banco do Brasil realizou os créditos dos valores atualizados.

Para os cotistas com saldo de até R$ 2,5 mil, os saques podem ser realizados a qualquer momento na internet (no endereço eletrônico www.bb.com.br/pasep) e nos terminais de autoatendimento, com transferência do valor para conta de sua titularidade, via TED, sem nenhum custo.

A Medida Provisória 813/2017 alterou as regras de pagamentos das cotas do Fundo PIS-Pasep, permitindo o saque pelos cotistas com idade a partir de 60 anos de forma automática. A MP foi convertida na Lei 13677/2018, pelo Congresso Nacional, com emenda que possibilita o pagamento das cotas para todos os participantes do fundo até 29 de junho de 2018, independentemente da idade. Decreto do presidente da República estendeu o prazo de pagamento para até 28 de setembro de 2018.

Para saber se o participante possui cotas do Pasep, basta acessar: www.bb.com.br/pasep. O saldo da conta deve ser consultado em qualquer agência do BB, onde poderá efetuar o saque, portando documento oficial, com foto.

Herdeiros
No caso de cotistas falecidos, o beneficiário legal, de posse do CPF e da  data de nascimento do cotista ou de sua inscrição Pasep, pode consultar a existência de saldo disponível para saque no endereço eletrônico:www.bb.com.br/pasep