Governador lança financiamento para renovação da frota de táxis do RN

Mais uma linha crédito para fomento da economia do Rio Grande do Norte foi apresentada pelo Governo do Estado na manhã desta sexta-feira (15). O governador Robinson Faria lançou o programa Pró-Taxista, um financiamento especial para proprietários de táxis, disponibilizado com recursos próprios da Agência de Fomento do RN (AGN).

A parceria da nova linha de crédito está sendo firmada com a Cooperativa dos Proprietários de Táxis de Natal (Cooptax) e tem o objetivo de incentivar a renovação da frota dos veículos. A meta inicial é financiar 100 taxistas e o investimento pode chegar a R$ 3,5 milhões.

No lançamento, o governador assinou o termo de cooperação com a entidade e ainda celebrou a entrega das chaves do novo carro do primeiro beneficiado, o taxista Francisco das Chagas Rodrigues. Ele comemorou a conquista do novo automóvel. “Meu carro não era tão confortável e agora tenho um veículo mais moderno e espaçoso para atender meus clientes”, disse o taxista.

Robinson Faria destacou o investimento do governo no empreendedorismo do Estado. “Mesmo com a escassez de recursos, atendemos aos anseios da cadeia produtiva, garantindo melhores condições de trabalho aos taxistas. Com o financiamento, estão sendo beneficiados os profissionais dos transportes, com mais conforto e segurança; o turismo, que também ganha com uma melhor estrutura para os visitantes que chegam ao Estado; e o comércio de veículos, que deve vender mais e movimentar a economia”, ressaltou o chefe do Executivo estadual.

“Estamos trabalhando para que nos próximos meses, o convênio possa ser estendido a mais taxistas através de outras cooperativas do RN”, acrescentou o diretor-presidente da AGN, Murilo Diniz.

O valor a ser financiado é de até R$ 35 mil, com quitação em 48 meses e taxas de juros abaixo da média praticada no mercado financeiro. Atualmente, a frota de táxi, associada à Cooptax em Natal, é de 600 veículos, o que equivale a cerca de 60% da frota da capital. Para solicitar o subsídio, o taxista não pode ter restrições, deve comprovar a situação de matrícula profissional e ser associado da Cooptax.

         “Estamos muito felizes com a medida do governo, pois agora teremos como investir em um novo instrumento de trabalho e oferecer um melhor serviço aos usuários de táxis”, disse o presidente da Cooptax, Genário Torres.

         A solenidade que aconteceu no auditório da governadoria, no Centro Administrativo, teve a participação dos secretários estaduais do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social, Julianne Faria; de Infraestrutura, Jader Torres; e de Relações Institucionais, Getúlio Ribeiro. Também participaram da assinatura, o Deputado Estadual, Jacó Jácome; o presidente da Federação das Empresas de Transportes de Passageiros, Eudo Laranjeira; e taxistas

Jornalistas doam livros e revistas para o Centro de Detenção de Macaíba

Jornalistas da Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Macaíba realizam doação de 200 exemplares entre livros e revistas para serem utilizados no projeto de leitura do Centro de Detenção Provisória (CDP de Macaíba).

Na terça-feira (12), os jornalistas Sergio Nascimento e Tadeu de Oliveira e o fotógrafo Márcio Lucas entregaram todo o material para a diretora do CDP, Rebeca Ludmilla.  Todos os livros e revistas foram arrecadados por todos os profissionais da Assessoria.

Entre os exemplares doados estão dois livros de autores macaibenses: a obra “A cidade que ninguém inventou, de Osair Vasconcelos  e “Uma escola possível”, de João Batista Xavier. Osair Vasconcelos é jornalista e escritor com passagem por vários veículos de comunicação do estado. João Batista Xavier é poeta, escritor e ex-secretário de Educação macaibense.

Por meio da leitura

A direção do CDP de Macaíba utiliza uma forte ferramenta de ressocialização dos mais de 90 detentos reclusos no local: a leitura.  Sabendo do belo projeto e das dificuldades da direção em renovar o acervo de livros, os profissionais da Assecom desenvolveram uma campanha interna e conseguiram angariar dezenas de exemplares. Dentro do CDP Macaíba, de acordo com a diretora Rebeca Ludmilla, o projeto de leitura é o mais requisitado pelos presos.

A diretora agradeceu pelo gesto e comemorou o recebimento das diversas obras literárias que serão cuidadosamente utilizadas na ressocialização. Um dos grandes nomes do projeto é do português José Luís Vaz Marques Rosa, que já escreveu cinco obras literárias, a última, “as confusões de Florinda, presenteado à Assecom, foi lançada em 2015.

IFRN lança edital com 195 vagas para cursos de graduação

Blog-Folha-de-Macaiba_463x66px

O Instituto Federal do Rio Grande do Norte divulgou na tarde desta quinta-feira (14)  o Edital Nº 23/2016, que regirá o processo seletivo para ocupação de vagas para os Cursos de Graduação.

As inscrições na seleção devem ser realizadas entre às 14h, do dia 18 de julho, até às 22h do dia 3 de agosto, através do site Processo Seletivo do IFRN. Para o processo seletivo serão consideradas as notas das últimas cinco edições (2010-2015) do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM). O candidato deverá informar no momento da inscrição o ano da edição que deseja utilizar.

Metade das 195 vagas ofertadas serão destinadas aos candidatos que cursaram integramente o ensino médio em escolas públicas. Nove campi estão ofertando as vagas, sendo 77 vagas para os Cursos Superiores de Licenciatura (Biologia, Matemática, Química e Física) e 118 vagas para os Cursos Superiores de Tecnologia (Design de Moda, Gestão Ambiental, Processos Químicos, Análise e Desenvolvimento de Sistemas e Logística).

UFRN: Comperve retifica edital e divulga programas para concurso

Blog-Folha-de-Macaiba_463x66px

O Núcleo Permanente de Concursos (Comperve) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) divulga os programas de estudo do concurso público para provimento de cargo técnico-administrativo em educação. Além da divulgação dos programas de estudo, foi publicada uma retificação do edital vigente.

Para o concurso, são oferecidas três vagas de nível E (Superior) e 31 vagas de nível D (Médio/Técnico), destinadas aos campi Natal, Caicó, Currais Novos, Santa Cruz e Macaíba. Há oportunidades para os cargos de analista de tecnologia da informação; médico; técnico de tecnologia da informação; técnico de laboratório/biologia; desenhista projetista; técnico em nutrição e dietética; assistente em administração e operador de câmera de cinema e TV.

O certame será executado pela Comperve e coordenado pela Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (Progesp) da UFRN, com inscrições abertas até 22 de agosto, realizadas exclusivamente pela internet. As taxas de inscrição são de R$ 80 para nível superior e R$ 60 para os níveis técnico e médio.

Os candidatos serão avaliados por meio de provas objetivas, discursivas e práticas, esta última para os cargos de desenhista projetista e operador de câmera de cinema e TV. As provas serão aplicadas em setembro nos municípios de Natal, Caicó e Santa Cruz. Os conteúdos programáticos estão disponibilizados no site da Comperve,

Governador recebe estudo da FIERN sobre perspectivas para a economia

 

O Governador Robinson Faria recebeu hoje da Federação das Indústrias do Rio Grande do Norte (FIERN), o estudo Mais RN, elaborado pela entidade e que apresenta um diagnóstico sobe as principais atividades econômicas do Estado.

O Mais RN contém informações sobre as perspectivas de desenvolvimentos do setor de produção de energia, turismo, fruticultura, pesca e educacional. O trabalho foi elaborado durante três anos. O presidente da FIERN, Amaro Sales disse que “Há um longo caminho para desenvolver o Estado e a união das instituições públicas e privadas pode ajudar muito a alcançar este objetivo”.

Robinson Faria ressaltou que a administração estadual busca parcerias e entendimento com os outros poderes e com os diversos setores da sociedade para enfrentar os graves problemas enfrentados, principalmente neste momento de grandes dificuldades econômicas em todo o país. “Aqui no nosso Estado não é diferente. Temos dificuldades provocadas pela retração da economia brasileira e pela frustração de receitas federais que alcança o maior montante de todos os tempos”, afirmou o governador, externando sua confiança de que “as dificuldades serão superadas com o apoio e o comprometimento dos demais poderes, de instituições como a Fiern e do conjunto da sociedade”, declarou o chefe do Executivo estadual.

Também acompanharam a entrega do estudo os assessores da presidência da Fiern, Marcos Formiga, Hélder Maranhão e o jornalista da entidade, Tácito Costa.

Mais da metade das famílias potiguares se recusa a doar órgãos de parentes com diagnóstico de morte cerebral

Blog-Folha-de-Macaiba_463x66px

De acordo com os dados do Ministério da Saúde, cerca de 240 pessoas estavam aguardando por um transplante no estado do Rio Grande do Norte em 2015. Do total de pacientes na fila de espera, 180 necessitavam da doação de um rim e mais de 60 de um transplante de córneas. Durante o ano passado, 157 pessoas foram notificadas como potenciais doadores de órgãos no estado, mas somente 36 tiveram algum algum órgão ou tecido doado neste período. A alta taxa de recusa familiar (55%) tornou-se motivo de preocupação.

O médico Leonardo Borges de Barros e Silva e o enfermeiro Edvaldo Leal de Moraes, coordenadores da Organização de Procura de Órgãos do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), informam que os motivos para a recusa da doação pela família são diversos: desde crenças religiosas que impedem a realização do transplante até o desconhecimento e não aceitação da morte encefálica, o que faz muitos familiares acreditarem que a condição do ente querido com o corpo quente e o coração batendo seja um indicativo de que ele sobreviverá.

“Entretanto, o diagnóstico de morte encefálica – conhecida também como morte cerebral – é irreversível, ou seja, o paciente perde todas as funções que mantêm a sua vida, como a consciência e capacidade de respirar. O coração permanece batendo e os demais órgãos funcionando. Com exceção das córneas, pele, ossos,vasos e valvas do coração, é somente nessa situação que os órgãos podem ser utilizados para transplante”, observam os especialistas.

Autorização

O consentimento informado é a forma oficial de manifestação à doação. A retirada de tecidos, órgãos e partes do corpo de pessoas falecidas para transplantes ou outra finalidade terapêutica dependem da autorização do cônjuge ou parente maior de idade, obedecida a linha sucessória, firmado em documento subscrito por duas testemunhas presentes à verificação da morte.

“Evidentemente, a manifestação em vida da pessoa a favor à doação de seus órgãos e tecidos para transplante pode favorecer o consentimento após a morte, mas, de acordo com a lei, é a vontade da família que deve prevalecer”, esclarecem o médico Leonardo Borges de Barros e Silva e o enfermeiro Edvaldo Leal de Moraes.

Segundo números do Ministério da Saúde, 237 transplantes foram realizados no estado do Rio Grande do Norte em 2015. Desses, 131 casos foram de córneas transplantadas, 39 de medula óssea e 67 de rim.

“A Central tem investido bastante na identificação ativa de potenciais doadores, mas registra recusa familiar superior a 50%, com queda no número de doadores efetivos”, conta Patrícia Suerda Oliveira Maciel, Coordenadora da Central de Notificação, Captação e Distribuição de Órgãos (CNCDO) do Rio Grande do Norte.

População tem o Portal da Transparência com fonte de pesquisa

Blog-Folha-de-Macaiba_463x66px

Em ano eleitoral, uma ótima fonte de pesquisa para a população avaliar principalmente os candidatos à reeleição é o Portal da Transparência. Mas, para isso, é indispensável que a ferramenta esteja realmente atendendo às exigências estabelecidas pela Lei de Acesso à Informação (nº 12.527/2011). Ou seja, que o eleitor tenha condições de identificar com facilidade e clareza nos sites das Prefeituras e das Câmaras Municipais como o dinheiro arrecadado foi utilizado pelas administrações, se bem gasto ou não em benfeitorias à população.

“O Portal da Transparência pode até existir, mas nem sempre cumpre com todas as suas obrigações. Pode-se pecar pela falta de atualização das informações, por não responder a algumas solicitações dentro do prazo determinado pela Lei ou até mesmo por omissão”, diz Douglas Rodrigues Caetano, diretor da Conam – Consultoria em Administração Municipal, que atende a mais de 120 entidades governamentais entre Prefeituras, Autarquias, Fundações e Câmaras Municipais nos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Bahia.

Uma avaliação do Portal da Transparência de todos os Estados e Municípios brasileiros, divulgada em junho pelo Ministério Público Federal, mostra como a LAI está sendo cumprida pelo país. De acordo com informações no site do MPF, se na primeira avaliação (entre setembro e outubro de 2015) foi detectado um alto número de notas zero e pouquíssimas notas 9 e 10, na segunda avaliação (em maio de 2016) a tendência se inverteu, fazendo com que o número de municípios no topo do ranking fosse maior do que aqueles que sequer possuem site na internet ainda.

Taboão da Serra, em São Paulo, é um ótimo exemplo dessa mudança. Na primeira avaliação, a nota do MPF para o seu Portal foi de 1,1. Na nova avaliação, obteve nota 10 – uma evolução de 809,1%, o que a coloca na segunda posição em um ranking das “15 Maiores Evoluções com Nota 10 na 2ª Avaliação”. Além de também aparecer entre as 7 prefeituras paulistas que alcançaram nota máxima. Entre elas, Caçapava, Guarujá e Sorocaba. Em comum, o Portal das quatro cidades foi desenvolvido pela Conam.

Caetano conta que o Portal da Transparência de cada uma das cidades passou por um profundo processo de modernização. ”Além de providenciar o atendimento aos itens recomendados pela ENCLA – Estratégia de Combate à Corrupção e Lavagem de Dinheiro, um novo layout tornou mais simples e fácil a navegabilidade dos usuários. E para ajudar a população a buscar qualquer informação sobre as receitas ou as despesas da Administração Municipal, vídeos com tutoriais mostram o passo a passo para se chegar ao que se deseja saber”, explica o diretor da Conam.

“O Portal reflete o empoderamento do cidadão, que agora pode fiscalizar e contribuir com a administração local”, acredita a advogada Giselle Gomes Bezerra, da Conam, especialista em Direito Público. “O eleitor pode saber como votou cada vereador nas pautas da Câmara, verificar se o seu candidato está atendendo ou não suas expectativas, se está de fato representando seus interesses. Esse acompanhamento permite à população avaliar o desempenho do seu candidato, se mereceu e se merece novamente o seu voto”, conclui a advogada.

Sobre a Conam – No mercado há 37 anos, a Conam – Consultoria em Administração Municipal conta com uma equipe de mais de 150 colaboradores e profissionais altamente qualificados. A empresa atende atualmente a mais de 120 entidades governamentais entre Prefeituras, Autarquias, Fundações e Câmaras Municipais nos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Bahia.