Acontece primeiro parto na maternidade de Macaíba depois de reaberta

A primeira criança a nascer na maternidade do hospital regional Alfredo Mesquita Filho, após seis anos de fechamento recebe o nome de Ágata Gabriela. Filha do casal Gabriela Jacinto Elesbão e Alber da Silva Brito, Ágata nasceu na quinta-feira (16), às 14h14m, pesando 3,460 k, de parto por cesariana.

Para o governador Robinson Faria, o nascimento de Ágata, celebra a dignidade que foi devolvida às mulheres macaibenses, que tinham que se deslocar para outras cidades para dar à luz. Há seis anos, não tínhamos uma criança sequer nascida Macaíba. Nas redes sociais, Robinson expressou seu sentimento pelo nascimento da mais nova macaibense. “Ágata simboliza o início de uma nova era para as famílias macaibenses. Que Deus abençoe!”cita.

Inaugurada na última segunda-feira (13), havia muita expectativa na cidade pela primeira criança a nascer na maternidade do hospital Alfredo Mesquita Filho. O fechamento da maternidade servia até de deboche e desrespeito as macaibenses que tinham opção de parto em maternidades de outros municípios, como em Natal, São Gonçalo e Parnamirim. As últimas crianças nascidas no “Alfredo Mesquita” já estão grandes com mais de seis anos de idade.

 

Potigás deve ser acionada antes de escavações

Com mais de 379 quilômetros, a rede de gasodutos da Companhia Potiguar de Gás passa por diversas ruas e avenidas das maiores cidades do estado. Por este motivo, é importante ficar atento sobre a presença da malha da Potigás, caso haja necessidade de escavação, e ligar para o telefone de contato disponibilizado pela Companhia, 3204-8500.

Os locais que contam com a comodidade do Gás Natural Canalizado são demarcados com uma sinalização da Potigás. O site da Companhia na internet também disponibiliza o mapa da rede para quem precisar escavar ruas e avenidas de forma a tomar conhecimento acerca da rede de gasodutos.

“O Gás Natural Canalizado é distribuído pela Potigás através de tubulações especialmente projetadas, dentro da mais avançada tecnologia. Em caso de escavação, a equipe de operação e manutenção faz todo o acompanhamento com reuniões e visitas em campo para discutir o serviço a ser realizado”, esclarece o Gerente de Operação e Manutenção da Potigás, Aluisio Azevedo Neto.

O maior gasoduto da Companhia compreende o município de Natal com o total de 221.147 metros. Em Macaíba, são 39.289 metros e em Mossoró, 32.880 metros. O gasoduto de Ielmo Marinho tem 25.890 metros e o de São Gonçalo do Amarante, 24.484 metros.

A malha está em constante processo de ampliação, como a de Parnamirim que aumentou quase 3 mil metros em 2016, passando para 18.541 metros. Da mesma forma, o gasoduto de Goianinha foi acrescido de quase 8 mil metros, no início deste ano, e agora conta com 17.639 metros para atender o polo industrial do município, tendo como âncora a Cerâmica Elizabeth em processo de instalação no loca

IFRN oferta 196 vagas em cursos gratuitos de especialização

Blog-Folha-de-Macaiba_463x66px

O Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) lançou nesta quinta-feira, 16 de junho, 6 editais de processo seletivo para cursos de especialização. Todos os cursos são gratuitos, com aulas presenciais. Os interessados devem se inscrever no período de 20 de junho a 4 de julho, no site de processos seletivos do IFRN.

A taxa de inscrição no processo seletivo é R$ 30 e deve ser paga até o dia 5 de julho, em qualquer agência bancária. A solicitação de isenção da taxa pode ser feita entre 20 e 23 de junho, no mesmo site de inscrições, por estudantes pertencentes à família de baixa renda que comprovem inscrição no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico). A seleção de estudantes será realizada a partir da análise de currículo acadêmico e do histórico do curso de graduação, observando-se o Índice de Rendimento Acadêmico (IRA).

SOBRE AS VAGAS

São ofertadas vagas para Especialização em Educação de Jovens e Adultos no contexto da Diversidade (Campus Canguaretama – Edital 17/2016); Ensino de Ciências Naturais e Matemática (campi Currais Novos, Macau e Parnamirim – Edital 18/2016) e Gestão de Programas e Projetos de Esporte e de Lazer na Escola (Campus Natal-Cidade Alta – Edital 19/2016).

Os editais 20, 21 e 22 ofertam os mesmos cursos com vagas reservadas a servidores efetivos do IFRN, portadores de diploma de graduação, que atuam como professores e/ou gestores.

O preenchimento das vagas, por campus e curso, dar-se-á através de processo classificatório e eliminatório e será realizado por meio de análise do curriculum acadêmico e do histórico acadêmico do curso de graduação dos candidatos inscritos, observando-se, neste, o Índice de Rendimento Acadêmico (I.R.A.).

Microcefalia: RN tem 258 casos suspeitos em investigação

Blog-Folha-de-Macaiba_463x66px

Desde o início das investigações, em outubro de 2015, 7.936 casos suspeitos foram notificados ao Ministério da Saúde. Destes, 3.308 já foram descartados e 3.047 permanecem em investigação

O Ministério da Saúde confirmou 1.581 casos de microcefalia e outras alterações do sistema nervoso, sugestivos de infecção congênita em todo o país. Os dados estão no boletim epidemiológico divulgado nesta quarta-feira (15). O informe reúne as informações encaminhadas semanalmente pelas secretarias estaduais de saúde referentes à semana 23 deste ano, que vai até 11 de junho.

O novo boletim registrou 3.308 casos descartados por apresentarem exames normais, ou por apresentarem microcefalia e ou malformações confirmadas por causa não infecciosas ou não se enquadrarem na definição de caso. Outros 3.047 permanecem em investigação. Ao todo, desde o início das investigações, em outubro de 2015, foram notificados 7.936 casos suspeitos de microcefalia em todo o Brasil.

Do total de casos confirmados, 226 tiveram confirmação por critério laboratorial específico para o vírus Zika. O Ministério da Saúde, no entanto, ressalta que esse dado não representa, adequadamente, a totalidade do número de casos relacionados ao vírus. A pasta considera que houve infecção pelo Zika na maior parte das mães que tiveram bebês com diagnóstico final de microcefalia. Os 1.581 casos confirmados em todo o Brasil ocorreram em 562 municípios, localizados em 25 unidades da federação e no Distrito Federal. Não existe registro de confirmação apenas no estado do Acre.

Em relação aos óbitos, no mesmo período, foram registrados 317 óbitos suspeitos de microcefalia e/ou alteração do sistema nervoso central após o parto ou durante a gestação (abortamento ou natimorto) no país. Destes, 73 foram confirmados para microcefalia e/ou alteração do sistema nervoso central. Outros 198 continuam em investigação e 46 foram descartados.

O Ministério da Saúde ressalta que está investigando todos os casos de microcefalia e outras alterações do sistema nervoso central, informados pelos estados, e a possível relação com o vírus Zika e outras infecções congênitas. A microcefalia pode ter como causa, diversos agentes infecciosos além do Zika, como Sífilis, Toxoplasmose, Outros Agentes Infecciosos, Rubéola, Citomegalovírus e Herpes Viral.

A pasta orienta as gestantes adotarem medidas que possam reduzir a presença do mosquito Aedes aegypti, com a eliminação de criadouros, e proteger-se da exposição de mosquitos, como manter portas e janelas fechadas ou teladas, usar calça e camisa de manga comprida e utilizar repelentes permitidos para gestantes.

Distribuição dos casos notificados de microcefalia por UF, até 11 de junho de 2016

Regiões e Unidades Federadas

Casos de Microcefalia e/ou malformações, sugestivos de infecção congênita

Total acumulado1 de casos notificados de 2015 a 2016

Em investigação

Confirmados2,3

Descartados4

Brasil

3.047

1.581

3.308

7.936

Alagoas

61

73

173

307

Bahia

667

254

214

1.135

Ceará

178

122

205

505

Maranhão

81

130

56

267

Paraíba

297

139

450

886

Pernambuco

474

366

1.159

1.999

Piauí

9

87

73

169

Rio Grande do Norte

258

113

63

434

Sergipe

73

110

50

233

Região Nordeste

2.098

1.394

2.443

5.935

Espírito Santo

92

12

49

153

Minas Gerais

59

3

55

117

Rio de Janeiro

276

70

145

491

São Paulo

209ª

8b

166

383

Região Sudeste

636

93

415

1.144

Acre

21

0

17

38

Amapá

1

7

3

11

Amazonas

11

6

5

22

Pará

40

1

0

41

Rondônia

5

5

7

17

Roraima

5

10

11

26

Tocantins

48

11

80c

139

Região Norte

131

40

123

294

Distrito Federal

4

5

36

45

Goiás

59

14

67

140

Mato Grosso

86

23

118

227

Mato Grosso do Sul

2

2

14

18

Região Centro-Oeste

151

44

235

430

Paraná

3

4

30

37

Santa Catarina

1

1

5

7

Rio Grande do Sul

27

5

57

89

Região Sul

31

10

92

133

Cremern faz nova fiscalização e desinterdita hospital Alfredo Mesquita

O Conselho Regional de Medicina do Rio Grande do Norte – Cremern, através do seu Departamento de Fiscalização, desinterditou o Hospital Regional Alfredo Mesquita Filho, em Macaíba. A desinterdição aconteceu depois da realização esta semana de uma nova fiscalização no hospital para verificar a conclusão das obras de reforma da maternidade e se a mesma oferece condições de realizar partos.

Interditado pelo Conselho desde agosto de 2011 por não atender as exigências básicas de atendimento, o Hospital Regional Alfredo Mesquita Filho chegou a sofrer uma desinterdição parcial em fevereiro de 2012 apenas para uso de 20 leitos. Agora o hospital está totalmente liberado para atendimento na maternidade e centro cirúrgico.

A comissão formada pelos conselheiros fiscais Francisco de Almeida Braga, Maria do Carmo Lopes e Giana Escócia de Melo realizaram fiscalização atendendo solicitação da Secretaria Estadual de Saúde.

“Diante do que foi exposto durante nossa fiscalização ficou claro que o esforço por parte da diretoria para concluir a reforma e estruturação da maternidade em tempo hábil para a inauguração obteve êxito”, afirmou o médico Francisco de Almeida Braga, chefe do Defis do Cremern.

Macaíba volta ter maternidade após hiato de seis anos

Macaibense volta ter o direito de nascer em sua terra natal, após seis anos.  É que o governador Robinson Faria inaugurou, na noite desta segunda-feira, 13, o setor de maternidade do Hospital Regional Alfredo Mesquita Filho. A unidade, ampliada pelo governo estadual, permitirá o nascimento de cerca de 250 crianças por mês, após um hiato de seis anos sem nascer um macaibense sequer.

Ampliação do hospital ganha ainda mais relevância, quando se leva em conta que ele está situado em uma área estratégica que compreende também os municípios de São Gonçalo, Parnamirim e Natal, com alta demanda de pacientes.

Segundo informações da governadoria do RN, a nova ala materno-infantil da unidade está dotada de 51 leitos e dois centros cirúrgicos para atender às mulheres em trabalho de parto.

São João: Cosern alerta para os cuidados com a segurança

Para assegurar a segurança durante os festejos juninos, a Companhia Energética do Rio Grande do Norte (Cosern) alerta a população para situações de risco envolvendo fogueiras e fogos de artifício e para a instalação de decoração típica do período, próximos à rede de distribuição de energia elétrica. É importante lembrar que pequenos detalhes e cuidados simples reforçam a segurança na mais tradicional festa nordestina.

A primeira recomendação é sempre manter distância da rede elétrica e não soltar fogos de artifício na direção de postes e condutores de energia. A Cosern ressalta que os artefatos somente devem ser manuseados por adultos e utilizados em locais distantes das redes elétricas, afastados inclusive de bandeirinhas e outros materiais inflamáveis. Da mesma forma, as fogueiras não devem ser acesas perto de postes ou sob os fios elétricos, uma vez que o calor das chamas pode superaquecer a rede, provocando rompimento da fiação.

A decoração junina é outro item que requer atenção na prevenção de acidentes. Enfeites de ruas e praças como as típicas bandeirolas, faixas e outros adereços devem ser produzidos com materiais não condutores de eletricidadee não podem ser afixados próximos da fiação elétrica. Jamais devem ser amarrados aos postes ou mesmo aos fios condutores de eletricidade. A Cosern adverte que não é permitida a fixação de adornos, painéis, bonecos de pano, e artifícios de decoração, próximo à rede elétrica.

Outro alerta refere-se aos balões. A Cosern lembra que, além de crime, soltar balões é uma brincadeira de alto risco, especialmente se o balão entrar em contato com um fio energizado ou cair dentro de uma subestação. Nesse último caso, pode haver risco de explosões.

No ambiente doméstico ou na rua, os cuidados com a eletricidade devem ser redobrados. Em casos de  ligações provisórias de energia para o suprimento das instalações elétricas de arraiais ou barraquinhas que comercializam comidas típicas e fogos de artifício, o serviço apenas pode ser executado por profissionais da Cosern. Ligações clandestinas, além de sobrecarregar o sistema e representar risco de curto-circuito e acidentes graves, é crime previsto no Código Penal Brasileiro