Cosern reforça equipes de atendimento durante feriado da Semana Santa

Banner-MOSQUITO-560x80px

A Cosern preparou um plano de ações especial para o feriado da Semana Santa, com o objetivo de manter a normalidade do fornecimento de energia elétrica no estado e agilizar o atendimento em caso de solicitações emergenciais.

Preventivamente, foram realizadas inspeções visuais e termográficas, além de manutenções na rede de distribuição da empresa. A estrutura de atendimento emergencial será reforçada em cerca de 30%, incluindo as áreas de maior concentração popular. A operação especial realizada durante o feriado da Semana Santa, que começa a partir dessa quinta-feira (24.03) e continuará até o Domingo de Páscoa (27.03), contará com a mobilização de cerca de 150 profissionais.

Todo o monitoramento e controle do sistema elétrico do Estado é supervisionado pelo Centro de Operação e Informação (COI) da Cosern, localizado no edifício-sede, em Natal. Os consumidores que precisarem de atendimento no feriado da Páscoa devem entrar em contato com a empresa por meio do teleatendimento gratuito 116, que funciona ininterruptamente, como ocorre durante todo o ano e, para o serviço exclusivo de falta de energia, o consumidor poderá manter contato através do envio de SMS gratuito no número 27308. Neste caso, basta enviar o número da conta contrato que se encontra na fatura de energia e, em poucos instantes, o solicitante receberá um torpedo com informações sobre o atendimento que será realizado.

Qualidade das águas do RN será avaliada pela ANA

O Governador Robinson Faria recebeu na quarta-feira (23), o Diretor de Gestão de Recursos Hídricos da Agência Nacional de Águas (ANA), Paulo Varella. Na ocasião, foi assinado um contrato de adesão do programa QUALIÁGUA, que vai permitir avaliar os recursos hídricos do Rio Grande do Norte. O Instituto de Gestão das Águas do RN (IGARN) será responsável por executar o projeto, onde serão monitorados 63 pontos, entre açudes, lagoas, poços e rios perenes. Com a adesão do programa, o Estado vai receber da ANA nos próximos cinco anos, cerca de 4 milhões de reais para realizar o projeto.

De acordo com o governador, Robinson Faria, o projeto veio para potencializar um trabalho que já vem sendo realizado pelo IGARN. “Ficamos muito satisfeitos com a adesão do programa, já que seremos capazes de duplicar a capacidade de monitoramento da qualidade das águas superficiais do Estado, oferecendo mais qualidade de vida e segurança à população”, afirmou.

O programa determina parâmetros para a coleta e análises laboratoriais da água, padronizando as informações em todo o país. Segundo o Diretor Geral do IGARN, Josivan Cardoso Moreno, o QUALIÁGUA vai oferecer a infraestrutura para que mais pontos sejam acompanhados pelo Estado. “Recebemos veículos baús para a coleta da água e equipamentos para fazer as análises laboratoriais. Já fazemos o monitoramento pelo projeto Água Azul, mas agora será possível avaliar os pontos com mais frequência, uma vez a cada trimestre”, explicou Moreno.

BB inova e libera crédito para empreendedores não bancarizados

O Banco do Brasil lança um serviço inovador para liberação de recursos de Microcrédito Produtivo Orientado (MPO): o Conta Fácil MPO. A solução busca atender empreendedores não bancarizados, oferecendo uma forma simplificada e ágil para obtenção de crédito. Por meio de conta cartão pré-paga, operada diretamente pelo celular, o empreendedor pode acessar o crédito, sem necessidade de abrir uma conta corrente.

O Conta Fácil MPO ainda oferece algumas funcionalidades inéditas, tais como: recebimento dos recursos de operações de MPO em uma conta virtual; liberação imediata do crédito, confirmada por meio de token, pelo celular do empreendedor, via SMS; e possibilidade de recargas eventuais, por meio do Banco Postal. As transações de saque sem cartão são realizadas somente nos Terminais de Autoatendimento do Banco do Brasil. Assim, após o recebimento do cartão, o empreendedor passa a ter acesso a mais de 1,7 milhão de pontos de venda da rede Cielo, a maior operadora de cartões do país.

As contratações do Conta Fácil MPO são realizadas pela Movera (parceira do BB para atuação com microcrédito), por meio de seus agentes, que prestam orientação financeira e acompanhamento personalizado aos empreendedores, com foco no uso consciente do crédito. As operações de MPO são feitas a partir de R$ 1.000,00, com prazo de quatro a 18 meses e taxas a partir de 2,80% ao mês, precisando comprovar no mínimo seis meses de experiência em seu ramo de atividade. Os clientes ainda têm a possibilidade de tomar crédito por meio da constituição de grupos solidários, de 3 a 7 pessoas.

“O Banco do Brasil, ao oferecer a inovadora solução do Conta Fácil MPO, busca simplificar e ampliar o acesso ao crédito, que conta com orientação financeira no local do empreendimento por agentes capacitados, favorecendo a educação financeira do empreendedor e a obtenção do crédito conforme as necessidades e condições de seu empreendimento”, afirma Osmar Dias, vice-presidente de Agronegócios e Micro e Pequenas Empresas do Banco do Brasil.

Ministério da Saúde investiga 4.293 casos de microcefalia no país

 

Banner-MOSQUITO-560x80pxO Ministério da Saúde está investigando 4.293 casos suspeitos de microcefalia e outras alterações do sistema nervoso, sugestivas de infecção congênita. Dos casos já analisados, 907 foram confirmados e 1.471 descartados. Desde o início da investigação, foram notificados 6.671 casos suspeitos de microcefalia. Os dados do informe epidemiológico do Ministério da Saúde são enviados semanalmente pelas secretarias estaduais de Saúde e foram fechados no último sábado, dia 19 de março.

Os 907 casos confirmados ocorreram em 348 municípios, localizados em 19 unidades da federação: Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Sergipe, Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Pará, Rondônia, Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Rio Grande do Sul. Os 1.471 casos descartados foram classificados por apresentarem exames normais, ou apresentarem microcefalias e/ou alterações no sistema nervoso central por causas não infeciosas.

Os 6.671 casos notificados, desde o início das investigações, estão distribuídos em 1.266 municípios, de todas as regiões do país. A maioria foi registrada na região Nordeste (5.270 casos, o que corresponde a 79%), sendo o Estado de Pernambuco a Unidade da federação com o maior número de casos que ainda estão sendo investigados (1.210). Em seguida, estão a Bahia (670), Paraíba (417), Rio de Janeiro (308), Rio Grande do Norte (290) e Ceará (249).

Cabe esclarecer que o Ministério da Saúde está investigando todos os casos de microcefalia e outras alterações do sistema nervoso central, informados pelos estados, e a possível relação com o vírus Zika e outras infecções congênitas. A microcefalia pode ter como causa diversos agentes infecciosos além do Zika, como Sífilis, Toxoplasmose, Outros Agentes Infecciosos, Rubéola, Citomegalovírus e Herpes Viral.

Até o dia 19 de março, foram registrados 198 óbitos suspeitos de microcefalia e/ou alteração do sistema nervoso central após o parto ou durante a gestação (abortamento ou natimorto). Destes, 46 foram confirmados para microcefalia e/ou alteração do sistema nervoso central. Outros 130 continuam em investigação e 22 foram descartados.

Do total de casos de microcefalia confirmados, 122 tiveram resultado positivo para o Zika. Nestes casos, foi utilizado critério laboratorial específico para o vírus Zika. No entanto, o Ministério da Saúde ressalta que esse dado não representa, adequadamente, a totalidade do número de casos relacionados ao vírus. Ou seja, a pasta considera que houve infecção pelo Zika na maior parte das mães que tiveram bebês com diagnóstico final de microcefalia.

Até o momento, sinalizaram ao Ministério da Saúde a circulação autóctone do vírus Zika 23 unidades da federação: Goiás, Minas Gerais, Distrito Federal, Mato Grosso do Sul, Roraima, Amazonas, Pará, Rondônia, Mato Grosso, Tocantins, Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Bahia, Sergipe, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo e Paraná.

Consumo de gás natural em residências cresce 13,9% em janeiro

 

Banner-MOSQUITO-560x80px

Aumento de consumo em 12 meses é resultado do investimento das concessionárias em expansão das redes de distribuição e do esforço na captação de novos clientes

Rio de Janeiro, 22 de março de 2016 – O consumo total de gás natural em todo o País caiu no início de 2016. Em janeiro deste ano foram consumidos 68 milhões de metros cúbicos/dia de gás natural – queda de 3,12% em relação a dezembro de 2015, quando foram comercializados 70,19 milhões de metros cúbicos/dia de gás natural. Na comparação com janeiro de 2015, a retração é de 13,8%.

O destaque positivo é o segmento residencial, que apresentou crescimento de 13,9% em janeiro na comparação com o mesmo período de 2015, resultado do investimento das concessionárias na expansão da rede de distribuição e no esforço pela captação de novos clientes.

Os dados são de levantamento estatístico realizado mensalmente pela Associação Brasileira das Empresas Distribuidoras de Gás Canalizado (Abegás) com informações pesquisadas em 20 unidades da federação.

Refletindo o pequeno aumento na produção industrial do país registrado pelo IBGE e por outros índices, o volume de gás natural comercializado nesse segmento apresentou crescimento (4,6%) em janeiro de 2016 frente a dezembro de 2015. Mas na comparação com o primeiro mês de 2015, a queda é de 13,3%.

“A queda no consumo em geral, no mês de janeiro, é consequência do desligamento de parte das termoelétricas a gás, por conta de melhores condições nos reservatórios de água das hidrelétricas, mas o mercado de gás natural vem sendo impactado desde 2015 pela desaceleração da economia e pela retração da produção industrial registrada no ano passado”, afirma o presidente executivo da Abegás, Augusto Salomon.

De acordo com Salomon, é importante que o Brasil esteja preparado para a retomada do crescimento econômico e o gás natural é um insumo estratégico. “O gás natural é uma fonte de energia versátil e mais limpa. Por isso, o País precisa de políticas que fortaleçam o mercado desse energético, ampliando sua oferta a preços competitivos e estimulando novos investimentos, especialmente nos segmentos industrial, de cogeração e automotivo.”

A sazonalidade do período das férias contribuiu para a retração de 16,4% no segmento comercial em janeiro de 2016 frente a dezembro de 2015. Na comparação com janeiro de 2015, o volume de consumo se manteve estável.

Já o segmento automotivo registrou recuo de 1,4% na comparação com mesmo período de 2015.

Em cogeração, os resultados de janeiro apontam ligeira retração, de 1%, em relação ao mesmo período do ano anterior. Em geração elétrica, o consumo caiu 7,27% frente a dezembro de 2015 e 20,33% em relação a janeiro de 2015.

Empreendedores participam de palestra sobre estratégias para lidar com a crise

 

Banner-MOSQUITO-560x80px

O Sistema Fecomércio RN, por meio do Senac, e a Casa do Empresário de Macaíba firmaram parceria para promover palestra com o intuito de auxiliar os empreendedores do município a lidar com a crise econômica. Com o tema “Desafio ou Crise? Estratégias para romper barreiras”, o evento ocorrerá no dia 29 de março, às 19h, na Casa do Empresário de Macaíba. Para se inscrever, os interessados devem procurar a sede da Casa do Empresário e doar 2 kg de alimentos não perecíveis (exceto sal).

Durante a palestra, serão abordados cenários e perspectivas para 2016, bem como direcionamentos e ações estratégicas que podem ser desenvolvidas, a fim de alavancar os negócios. O conteúdo será ministrado pelo administrador e gerente de planejamento e gestão do Senac, Alex Corsino. Ele também é coach certificado pela International Coaching Community – ICC, formador de líderes, e ministra treinamentos sobre gestão de negócios e relações interpessoais, dentre outros.

O presidente do Sindcomércio Macaíba e vice-presidente da Fecomércio, Luiz Antônio Beserra Lacerda, explica que, apesar do momento econômico difícil, é preciso manter a serenidade. “A crise é uma realidade, porém precisamos trabalhar com criatividade, buscarmos novas formas de fazer, atendermos ainda melhor nossos clientes. Não podemos nos deixar abater pelo pessimismo, pois isso só dificultará ainda mais o cenário que vivenciamos. Nosso país é maior do que os problemas atuais, sobretudo por seu povo que gosta de trabalhar e empreender. A intenção desse evento é exatamente de discutir essas questões e apontar ideias que possam ser implementadas no nosso município, contribuindo para melhoria das vendas e aquecimento da economia local”, afirmou.

Há mais de 20 anos presente em Macaíba, o Senac atua na cidade ofertando cursos nos segmentos de Gestão e Negócios, Segurança, Meio Ambiente, Beleza, Turismo e Hospitalidade e Informática.  O Centro de Educação Profissional da instituição está localizado no Largo Cônego Estevão Dantas, no Centro.

Outras informações sobre a palestra podem ser obtidas por meio do telefone (84) 3271-1502.

Suzy Noronha assume direção do Departamento Estadual de Imprensa

 

Banner-MOSQUITO-560x80px

O governador Robinson Faria empossou, na noite desta segunda feira (21), a jornalista Suzy Noronha como nova diretora geral do Departamento Estadual de Imprensa (DEI). A posse foi realizada no gabinete do governador, no Centro Administrativo.

“Temos novos projetos e o DEI será um dos protagonistas deste trabalho. já há materiais bem interessantes, como a República e o Nós do RN, sendo feitos por lá. Estamos inovando”, destacou o governador Robinson Faria, ao desejar sucesso à jornalista.

Após assinar o termo de posse, Suzy realçou sua satisfação em assumir o cago. “É um prazer fazer parte de sua equipe. Contribuiremos com mais de 10 anos de experiência em TV e assessoria de comunicação. Vamos trabalhar para fazer acontecer e investir em novos projetos”, ressaltou.

O Departamento Estadual de Imprensa é um órgão da administração que tem por objetivo a edição do Diário Oficial (DOE) e de outras publicações de interesse do Estado, como livros, revistas e periódicos, além da produção de conteúdo de comunicação, em parceria com a Assessoria de Comunicação Social.