Arquivo da categoria: Turismo

Feriado da Independência injetará R$ 4,9 bi na economia

O feriado prolongado do 7 de setembro, nesta sexta-feira, vai movimentar os destinos turísticos e a economia nacional. Segundo estimativa do Ministério do Turismo, considerando-se um período de quatro dias, serão realizadas 2,3 milhões de viagens com expectativa de movimentação financeira de R$ 4,9 bilhões nas cidades visitadas pelos turistas nacional.

“Os feriados prolongados impulsionam o turismo pois representam uma oportunidade de realização de viagens curtas fora dos períodos de férias escolares. E assim, movimentam a rede hoteleira, o comércio, os atrativos das cidades com possibilidade de geração de empregos temporários”, avalia o ministro do Turismo, Vinicius Lummertz.

Praias e cidades históricas estão entre os destinos mais buscados pelo brasileiro para as viagens do feriadão. Segundo a operadora CVC, os campeões de vendas no Nordeste são pacotes para Porto de Galinhas (PE), Maceió e Fortaleza. Outros lugares bastante demandados na operadora são Balneário Camboriú, com o parque Beto Carreto, em Santa Catarina; Gramado (RS) e cidades históricas de Minas Gerais.

Este é o terceiro feriado prolongado do ano, depois do Dia do Trabalhador e Corpus Christi. Até o final de 2018, outros quatro feriados prolongados (N.S Aparecida, Finados, Proclamação da República e Natal), devem fazer o brasileiro botar o pé na estrada e movimentar as economias de municípios de todas as regiões do país.

FERIADOS 2018 – A estimativa do Ministério do Turismo é de que os sete feriados prolongados de 2018 resultem em 13,9 milhões de viagens e injetem R$ 28,84 bilhões na economia brasileira. O cálculo não inclui a Semana Santa e nem o Carnaval por já serem prolongados normalmente.

Ministério do Turismo disponibiliza imagens do RN feitas por fotógrafo macaibense

Acervo conta com mais de 150 fotos do estado, incluindo trabalho feito pelo fotógrafo macaibense Frankie Marcone. As imagens fazem parte do projeto “15 anos do MTur” para promoção dos destinos brasileiros.

Lançado em abril, pelo Ministério do Turismo, para auxiliar destinos turísticos a mostrarem seus atrativos para o mundo, o banco de imagens batizado de “MTur Destinos” não podia deixar de fora o Rio Grande do Norte. As belezas do estado foram registradas pelas lentes dos fotógrafos Alex Regis, Pacífico Medeiros, Rodrigo Sena, Frankie Marcone, Júnior Santos, Ney Douglas, Vlademir Alexandre, Canindé Soares, Alex Fernandes e Humberto Sales que captaram, em imagens, os muitos atrativos turísticos. Ao todo são 150 fotografias da capital Natal e de outros três municípios: Mossoró, Tibau e Tibau do Sul.

O acervo, que já está disponível no FLICKR, reúne os principais destinos de lazer por meio de fotos da cultura, gastronomia, arquitetura e natureza de 169 cidades brasileiras. Todo o material é 100% gratuito para download e utilização das imagens, basta clicar aqui para ter acesso as mais belas paisagens do Brasil.

O banco foi realizado por meio do trabalho de fotógrafos regionais que valorizaram a cultura das cidades e utilizaram de seu “olhar nativo” para mostrar os encantos dos locais onde vivem. “Esse é um trabalho inovador realizado pelo Ministério do Turismo com o intuito de dar ainda mais visibilidade para nossos destinos e, assim, estimular que cada vez mais brasileiros e estrangeiros se encantem com nosso país”, comenta o ministro do Turismo, Vinicius Lummertz.

MTUR DESTINO – Em um primeiro momento, foram capturadas e categorizadas 5.880 imagens de 169 destinos. Para participar, o município precisava atender a alguns critérios, como vocação de lazer, fazer parte do Mapa do Turismo Brasileiro estar nas categorias A e C – ou seja, que têm fluxo de turistas domésticos e internacionais, empreendimentos regularizados e empregos gerados no setor. A expectativa é que o conteúdo seja atualizado periodicamente, para que outros destinos e atrativos sejam incorporados à plataforma.

O banco de imagens faz parte de uma série de iniciativas da Pasta para promoção dos destinos brasileiros. Em 2017, foram investidos R$ 60 milhões nas campanhas internas de divulgação de cidades. O valor é 67% maior que os R$ 35,7 milhões investidos em 2016 e 180% superior aos R$ 21,3 milhões de 2015.

“Potiguar Sou Eu”: Artesanato potiguar terá selo com logomarca oficial

O artesanato potiguar passará a ser reconhecido oficialmente pela nova logomarca estadual “Potiguar Sou Eu”. A marca valoriza o estilo de arte nordestina representada pelos traços em xilogravura. A logomarca está fortemente ligada ao sentimento e orgulho de ser potiguar, representado pelo coração e a frase “Potiguar Sou Eu”.

“Essa é a marca que vai embalar, identificar, divulgar, promover e vender nosso artesanato, inclusive como importante atrativo turístico”, ressalta o secretário do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social, Vagner Araújo.

A logomarca foi instituída por meio da Lei do Artesão sancionada pelo governador Robinson Faria. A lei garante também percentuais mínimos para os espaços públicos que comercializam artesanato sendo 20% nos dois primeiros anos de vigência da lei; 40% no terceiro e quarto ano; e 60% a partir do quinto ano. Também foi instituído o Programa Estadual de Artesanato (Proarte-RN) e criado o Fundo Estadual do Artesanato que será utilizado para custear ações para o segmento.

“A ideia é que tenhamos comerciantes ‘correndo atrás’ de artesãos em todo o estado para adquirir seus produtos, gerando valorização, emprego e renda. E isso serve também para os produtos da nossa gastronomia como os bolos, doces e queijos artesanais. Importante que cada artesão tenha sua carteira, que é fornecida mediante credenciamento e aferição feita pela equipe do Proarte-RN”, explica o secretário.

O Proarte-RN atua na valorização, divulgação e comercialização dos trabalhos realizados por artesãos independentes, associações, cooperativas e grupos de produções dos 167 municípios do Rio Grande do Norte.

Atualmente, o artesanato potiguar consolida-se como uma fonte de renda para famílias que buscam melhorias nas condições socioeconômicas. A Sethas garante, o ano inteiro, a participação dos artesãos potiguares em feiras, exposições e eventos em todo o país. São mais de 10 mil artesãos cadastrados no programa.

RN lança campanha turística: “Tudo Começa Aqui”

É na esquina do continente, em um lugar de imensa riqueza natural, nas terras em que está fincado o Marco Colonial de Touros, que tudo inicia. Para onde o turista for, o destino dele começa aqui. Foi ressaltando esses privilégios que, em uma ação inédita, o Governo do Estado, através da Secretaria de Estado de Turismo, lançou a nova campanha turística do Rio Grande do Norte: “Tudo Começa Aqui”. O evento foi realizado na noite desta terça-feira (13) no Centro de Convenções, em Natal, com a presença do governador Robinson Faria, dos secretários de Estado Ruy Gaspar (Turismo)e Vagner Araújo (Ação Social/Governo Cidadão), de gestores públicos, representantes do trade turístico, imprensa e dirigentes de entidades representativas do turismo do RN.

 O chefe do Executivo estadual destacou a realização da Campanha e a prioridade que o Governo deu para o setor. “Estamos deixando um legado para a posteridade, para o turismo que foi meta fundamental do nosso Governo, pois este é um dos segmentos que ajuda o nosso estado a crescer, gerando renda e emprego para o nosso povo. Essa campanha foi planejada com carinho para devolvermos a autoestima ao RN, restaurar o sonho, a esperança e o amor pelo nosso Rio Grande do Norte”, frisou.

Com investimento total de R$ 2,6 milhões, via recursos do programa Governo Cidadão, do Banco Mundial, a campanha “Tudo Começa aqui” integra uma das ações mais importantes do segmento turismo da história do Estado potiguar: O Plano Estratégico e de Marketing Turístico do RN. Desenvolvido através de um amplo estudo, o qual teve duração de um ano e meio, o Plano objetivou estimular a interiorização do turismo destacando as potencialidades dos cinco polos turísticos do estado, seja por meio do turismo religioso, histórico, de aventura ou gastronômico, aliando recursos de infraestrutura e planejamento promocional para o setor nos próximos 15 anos.

Ruy Gaspar lembrou que a campanha vem para expandir o mercado e o reconhecimento turístico. “Ela vai trazer uma forte revelação do RN, tanto para o Brasil, para o exterior e para nós, norte-rio-grandenses. Buscamos uma provocação histórica, teórica sobre o descobrimento do Brasil começar aqui”, afirmou sobre a inspiração temática da iniciativa.

A campanha é apresentada por meio de folders dos cinco polos turísticos – Costa das Dunas, Costa Branca, Agreste Trairí, Seridó e Serrano – de um vídeo, displays que serão alocados em aeroportos, shopping centers e estandes de feiras, além de itens promocionais, como sacolas e camisetas, que serão distribuídos nos eventos. Na ocasião, também foi apresentada a nova identidade visual que inclui um novo slogan e diretrizes gráficas que remetem ao estilo artístico do cordel e xilogravuras

Ministério do Turismo fiscaliza meios de hospedagem de Natal 

Fiscais do Ministério do Turismo realizam nesta semana a operação “Verão Legal 2018” para fiscalizar os meios de hospedagem da capital potiguar.  O objetivo é conferir se os prestadores de serviço turístico estão seguindo o que determina a Lei do Turismo e estão devidamente registrados no Cadastur, cadastro do Ministério do Turismo.

Segundo a legislação, é obrigatório o registro de meio de hospedagem, agência de turismo, parque temático, acampamento turístico, organizadora de eventos, guia de turismo e transportadora turística. A fiscalização será realizada em vários pontos da cidade a partir de quarta-feira (14), com apoio da Secretaria de Turismo do Rio Grande do Norte. Para manter o fator surpresa, a imprensa interessada em cobrir a fiscalização deverá se dirigir à sede da secretaria para saída em direção aos locais fiscalizados durante a ação.

Turismo: No RN, apenas 26% dos meios de hospedagem estão regulares

O Rio Grande do Norte vai poder contar, a partir desta quinta-feira (01), com uma nova versão do cadastro de prestadores de serviços turísticos: Cadastur. A partir de agora, todo o cadastro na região Nordeste será feito eletronicamente, tornando o processo mais rápido e moderno, uma vez que possui interface amigável e interligada ao banco de dados da Receita Federal.

Com a medida, a expectativa do Ministério do Turismo é garantir o cadastro dos 594 meios de hospedagem registrados pelo censo da hotelaria encomendado pelo MTur no ano passado. Atualmente, apenas 157 estão no sistema. Além da formalização de meios de hospedagem, o cadastro também é obrigatório para outras seis categorias – agência de turismo, parque temático, acampamento turístico, organizadora de eventos, guia de turismo e transportadora turística.

“Esse é um importante marco para o turismo brasileiro uma vez que com o novo Cadastur daremos mais um passo em direção à regularização do setor em todo o país. Nossa intenção é melhorar a segurança e a qualidade dos serviços prestados aos turistas. Acredito que os próprios empresários e trabalhadores deste importante segmento da nossa economia entendem e apoiam esse trabalho”, comentou o ministro do Turismo, Marx Beltrão.

FISCALIZAÇÃO – De acordo com o cronograma do Ministério do Turismo, até abril de 2018 todas as capitais brasileiras receberão equipes de fiscalização da Pasta para sensibilizar os prestadores de serviços sobre a importância da formalização do setor. A “Operação Verão Legal” já esteve em Brasília, Rio de Janeiro e Boa Vista e na próxima semana estará em Alagoas para realizar mais fiscalizações.

Como resultado do esforço que vem sendo feito pela pasta para ampliar a formalização do setor, em dezembro de 2017 foram identificados 64.591 cadastros, um crescimento de 14% em relação ao mesmo período do ano anterior. Importante alertar que quem for flagrado com cadastro fora de validade será considerado ilegal e pode ser autuado pelos órgãos de controle. Caso não regularize sua situação, ainda pode ser penalizado com uma multa que pode chegar a R$ 854 mil.

CRONOGRAMA – O Cadastur estará em vigor em todo o país até março. A implantação será feita em etapas e começou pelo Distrito Federal, em 18 de janeiro, com um projeto piloto.  Agora, o lançamento acontece no Nordeste e posteriormente no Centro-Oeste, Sudeste, Norte e Sul.

Artesãos macaibenses se  preparam para participar da Fiart

A Fiart – Feira internacional de Artesanato – deste ano acontece no período de 20 a 29 deste mês, no Pavilhão das Dunas do Centro de Convenções, das 16 às 22h, em Ponta Negra. Com renomados e qualificados artesãos de várias partes do Brasil, numa ação do Programa do Artesanato Brasileiro, da Secretaria da Micro e Pequena Empresa da Presidência da República. Como acontecem todos os anos, um grupo de artesãos participa da feira, com produtos de diversos segmentos.

A promotora da feira, a Espacial Eventos, anuncia números positivos com relação a última Fiart. 85% dos expositores aprovaram o fluxo de visitantes. A feira movimentou R$ 9.700.000,00 com a venda de produtos e a promoção do artesanato e colocou no palco dando visibilidade e oportunidade à 1.460 artistas. Artesãos de todas as regiões do Brasil e de 14 países participaram da feira.  Pesquisa da Smart apontou que 92% dos entrevistados disseram que gostariam de visitar a próxima edição.

Para 2017 o coordenador da Fiart, Neiwaldo Guedes, anuncia que o tema será, “As tramas entre a arte, o talento e as oportunidades”. Para Guedes essa temática escolhida, “objetiva valorizar uma das técnicas de artesanato mais utilizadas em nosso Estado e no Brasil, os trançados, destacando a importância do trabalho manual e artístico para o surgimento de novas oportunidades de negócios”.

A XXII FIART em 2017 contará com 385 estandes e tem o apoio do Programa do Artesanato Brasileiro (Secretaria da Micro e Pequena Empresa da Presidência da República), Governo do Estado do RN, Prefeitura da Cidade do Natal e SEBRAE/RN.