Arquivo da categoria: Pesquisa de Opinião

Smart Pesquisa de Opinião: torcedor escolhe destaques da crônica esportiva

Novamente Marcos Lopes (Rádio Globo Natal) foi escolhido pelos entrevistados como o melhor narrador esportivo de Natal.

Pesquisa da Smart junto ao torcedor que comparece aos estádios de futebol em Natal aponta os destaques da crônica esportiva no ano de 2017. A pesquisa, que seguiu o método de observação direta, realizou 300 entrevistas em jogos do Abc na série B, entre os meses de maio e novembro, e do América na série D, entre os meses de maio e agosto. A empresa Smart Pesquisa de Opinião, localizada em Natal, tem experiência em sondagens científicas de opinião pública. A pesquisa realizada pela Smart sobre os destaques da crônica esportiva natalense teve a parceria da ACERN (Associação dos Cronistas Esportivos do RN), e foi coordenada pelo jornalista e sociólogo Tadeu Oliveira, e pelo estatístico Thiago Rodrigues de Souza.

Os entrevistados escolheram os destaques na crônica natalense na narração esportiva, nos comentários, nas reportagens, na ancoragem das jornadas, e na emissora de sua preferência quando o assunto é futebol.

A rádio de maior preferência do natalense, quando se trata de futebol, é a 98 FM, com 47,67% dos entrevistados, logo atrás vem a Rádio Globo com 41,33%. A 98 FM é mais forte junto ao torcedor americano, com 48,72% de preferência, e 46,53% dos abecedistas. A Rádio Globo tem maior preferência entre os torcedores abecedistas, com 43,06%, e 39,74% entre os americanos.

Os torcedores preferem o rádio como veículo para se informarem sobre o futebol, 43,67%, seguido da televisão, 42,67%. Mesmo perdendo terreno o rádio de pilha continua forte na vida dos amantes do futebol em Natal: 35% disserem utilizá-lo frequentemente quando vão aos estádios, e 8,33% disseram que o utilizam raramente. 56,67% disseram que já não utilizam o rádio de pilha nos estádios.

Vale dizer nessa situação que o smartphone passa a ser um veículo cada vez mais requisitado para o acompanhamento da partida de futebol pelo rádio nos estádios. Nesse sentido, prevalece de forma soberana o rádio FM frente ao AM. O rádio AM, já em desuso, também está ausente de boa parte dos rádios de pilha mais novos. Isso indica, no plano local, que a preferência pela Rádio Globo, que é superior a 40% na pesquisa, aponta para a qualidade e um esforço hercúleo de seus profissionais, que conseguem sobreviver mesmo no absolutamente decadente AM.

Os narradores de futebol preferidos pelo natalense são Marcos Lopes, um dos principais responsáveis pela audiência da Rádio Globo AM, com 46,33%, e Jorge Audir, da 98 FM, com 36,67%. Os dois comentaristas esportivos preferidos são Lupércio Luiz (in memorian), da 98 FM, com 30%, e Pedro Neto, da Rádio Globo AM, com 21,67%. Os repórteres esportivos preferidos pelo torcedor natalense são Francisco Inácio, da 98 FM, com 32,67%, e Marcos Lira, Rádio Globo AM, com 18%. Os dois âncoras preferidos são Santos Neto, Rádio Globo AM, com48,66%, e Luiz Eduardo, da 98 FM, com 13,67%.

Os reportes/editores de esporte de jornal ou portal de Natal preferidos pelo torcedor são Itamar Ciríaco, Tribuna do Norte, com 23,33%, e Vicente Estevam, Tribuna do Norte, com 18,33%. Apresentadores/comentaristas de televisão mais indicados pelos entrevistados são Thiago Cesar, com27,33%, e Victor Lira, com 16,67%. Repórteres fotográficos mais indicados pelos torcedores são Adriano Abreu, com 6,33%, e Diego Major, com 5%

Pesquisa identifica as principais desculpas de motoristas imprudentes no trânsito

Pelo segundo ano consecutivo, a Arteris realiza uma pesquisa nacional sobre o comportamento de motoristas no trânsito. Em 2017, o estudo examina as principais desculpas dadas por motoristas ao admitir comportamento de risco.

O estudo abordou quatro eixos de análise – uso do cinto de segurança, direção após o consumo de bebida alcoólica, excesso de velocidade e utilização do celular ao volante. O único que apresentou melhoria em relação aos dados coletados no ano passado foi o cumprimento aos limites de velocidade. Neste ano, 59,3% dos entrevistados declararam sempre respeitar os limites de velocidade estabelecidos, enquanto em 2016, o percentual foi de 51,3%. Para os demais eixos, não houve variação estatística significativa.

Mesmo cientes dos riscos e da legislação vigente, condutores imprudentes acreditam que desculpas como pressa, falta de atenção, trajetos de curta distância ou até mesmo a confiança na capacidade de guiar após ingerir bebida alcoólica justificam posturas incorretas no trânsito, que coloca em xeque sua própria segurança e de outras pessoas.

Esse tipo de atitude reforça a tese de que é preciso investir, cada vez mais, em ações de sensibilização e de educação para que, de fato, as estatísticas sejam revertidas e a insegurança no trânsito deixe de ser uma das principais preocupações globais da atualidade. Segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), 1,25 milhão de pessoas perde a vida no trânsito, por ano, ao redor do mundo. No Brasil, cerca de 40 mil óbitos a cada ano são registrados conforme os dados do Ministério da Saúde.

A pesquisa traz, no Dia Nacional do Trânsito, 25 de setembro, um alerta para motoristas, ciclistas, motociclistas e pedestres para que observem suas condutas e adotem atitudes mais prudentes no trânsito.

Para Elvis Granzotti, gerente corporativo de operações da Arteris, o trânsito é um sistema complexo. A qualidade da via, dos veículos e o comportamento de condutores e pedestres contribuem para o seu bom funcionamento. “Infelizmente, o que se verifica é que a maioria dos acidentes tem como causa falhas humanas, que, hoje, temos certeza de que estão ancoradas em comportamentos deliberados de risco”, afirma.

A pesquisa foi realizada entre 15 e 27 de julho, com 2.686 motoristas, das cinco regiões do País, que responderam a um conjunto de perguntas sobre o seu próprio comportamento no trânsito. O levantamento retrata a distribuição no território nacional de condutores e a margem de erro é de 1,9%.

USO DE CELULAR ENQUANTO DIRIGE

A infração mais recorrente identificada na pesquisa é o uso do celular ao volante. A maioria dos motoristas brasileiros (51,9%), mesmo cientes da proibição, faz uso do telefone enquanto dirige. O que a grande maioria dos motoristas esquece é que alguns segundos de distração ao manusear o celular podem levar a um desvio de atenção grave, inclusive possibilitando que percorram vários metros “às cegas”. As principais desculpas apresentadas foram o uso de aplicativos (37,7%) e a realização ou recebimento de ligações importantes ou urgentes (36,1%).

CINTO DE SEGURANÇA

O cinto de segurança é um dispositivo de uso obrigatório, tanto no banco da frente, quando no de trás, e uma proteção vital em caso de acidentes. Além disso, não utilizá-lo configura infração grave, podendo render cinco pontos na carteira de habilitação e multa.

A pesquisa revelou que 91,1% dos condutores brasileiros usam o dispositivo. Entre aqueles que admitiram nem sempre usar ou exigir que passageiros do veículo usem, as principais desculpas são a falta de atenção (35,5%), a transferência da reponsabilidade pelo emprego do dispositivo para os passageiros (15,5%), e a baixa necessidade de uso do cinto em trajetos curtos (12,8%).

DIREÇÃO APÓS O CONSUMO DE BEBIDA ALCÓOLICA

Desde o ano passado, a punição para os motoristas flagrados dirigindo após o consumo de álcool se tornou mais severa no Brasil. A multa, hoje, ultrapassa R$ 2 mil. Mesmo assim, 25,6% dos condutores brasileiros afirmaram dirigir, ainda que raramente, após a ingestão de bebidas alcoólicas.

Quando questionados sobre o motivo deste comportamento, 25,6% disseram que conduziram o veículo porque estavam sozinhos ou porque era a única pessoa que poderia dirigir naquele momento; 20,9% porque acreditam que a quantidade ingerida não altera sua condição de dirigir, e 13,9% porque os trajetos percorridos eram curtos. O mais alarmante é que 99,1%, ou seja, praticamente todos os entrevistados, demonstraram ciência sobre a proibição legal de dirigir após a ingestão de álcool.

EXCESSO DE VELOCIDADE

O excesso de velocidade favorece a perda de controle do veículo e pode aumentar a gravidade das colisões e das lesões das vítimas. Está caracterizado como infração gravíssima no Código de Trânsito Brasileiro (CTB) e é a segunda infração mais recorrente entre as quatro analisadas no estudo. No levantamento, 40,7% dos motoristas admitiram exceder os limites de velocidade e, para esses, as três principais desculpas apresentadas foram a pressa (28,7%), os limites de velocidade baixos (13,4%) e a falta de atenção (11,3%).

Acern entrega troféu Top na crônica esportiva ao narrador Marcos Lopes

Em solenidade realiza na tarde do sábado(15), na sala de imprensa, do estádio Arena das Dunas, o narrador esportivo da rádio Globo de Natal, Marcos Lopes, recebeu o troféu “Top Da Crônica Esportiva do RN”, premiação máxima entregue a um profissional da mídia local pela Acern. A pesquisa é realizada anualmente pela Associação dos Cronistas Esportivos do Rio Grande do Norte (Acern), em parceria com o Instituto Smart de Pesquisa e Opinião & Mercado.

O Top da Crônica é o profissional que consegue percentual de votação superior a todas as demais categorias atingidas pela pesquisa. “Como narrador esportivo da Rádio Globo Natal AM640, meu percentual de votação foi maior que o de todos os colegas que participaram da pesquisa, o que para mim é motivo de um grande e verdadeiro orgulho, já que são profissionais de muita qualidade”, disse Marcos Lopes após receber o prêmio.

O narrador da Globo recebe o prêmio pela segunda vez consecutiva. “Sou agraciado duplamente, como o melhor narrador e como Top da Crônica Esportiva, e quero mais”, afirma Marcos Lopes. Ele falou ainda que enquanto tiver saúde para narrar futebol vai trabalhar sempre para fazer o melhor e para ser lembrado pelo público ouvinte de futebol.

O presidente da Acern, o radialista Walfran Velentin, disse que a parceria com o Instituto Smart garante credibilidade ao projeto de escolha dos melhores da crônica esportiva potiguar. “Vamos continuar neste ano com o prêmio”, disse.

O diretor do instituto Smart, jornalista de sociólogo, Tadeu oliveira, disse que a partir de sábado (15), pesquisadores estão apostos no trabalho de coleta de dados para este ano. Além da escolha dos melhores do jornalismo esportivo na opinião do torcedor potiguar, o instituto Smart busca informações sobre o uso do radinho de pilha nos estádios, smartphone e aplicativos.

Pesquisa aponta as marcas mais lembradas pelos consumidores

A caminhada de um ano, os desafios, as conquistas, a dinâmica da concorrência, os investimentos em marketing, os novos lançamentos, a qualificação dos colaboradores, as mudanças de rumo, a medição do que realmente alcançou o interesse do consumidor. Tudo isso está presente em um trabalho único e feito levando em consideração a abrangência de uma cidade inteira que, independente de classes sociais, deseja, sonha e consome.

Por sua tradicional amplitude, a pesquisa de opinião pública Top of Mind da Revista Foco Nordeste, este ano de 2017 chegando a sua 16ª edição, é um verdadeiro balizador do mercado de Natal e região metropolitana que, em termos de influência, alcança a todo o Rio Grande do Norte.

A pesquisa aponta tendências de mercado em seus mais diversos segmentos a partir de uma preferência que se faz presente na lembrança imediata do consumidor. Ao ser indagado sobre que marca lhe vem à mente quando se fala sobre um ramo do mercado, o consumidor está referência a um determinado produto ou empresa, o que já aponta uma tendência. Essa presença na mente do consumidor, detectada pela pesquisa Top of Mind, indica o que realmente está dando certo, as estratégias bem sucedidas, o que precisa mudar, o alcance do investimento feito no marketing, isto é, a verdadeira situação de como anda a relação da marca com o consumidor.

Instituto Smart

Feita pela empresa Smart Pesquisa de Opinião, a Top of Mind 2017 conserva os decisivos critérios da abrangência, se estendendo por todas as regiões e bairros de Natal, e da independência na coleta de dados e na análise estatística dos resultados. A Smart Pesquisa de Opinião, 15 anos no mercado do Rio Grande do Norte, dirigida pelo jornalista Tadeu Oliveira, e com trabalhos de análises estatísticas do especialista Thiago Rodrigues.

A pesquisa Top of Mind 2017 ouviu 700 consumidores natalenses de todas as regiões da Cidade no período de 5 a 30 de abril. A pesquisa tem uma margem de confiança de 95% e uma margem de erro de 3%. Foram feitas pesquisas com consumidores moradores na Zona Norte: Igapó, Lagoa Azul, Nossa Senhora da Apresentação, Potengi, Redinha e Pajuçara; Zona Oeste: Bom Pastor, Quintas, Planalto, Nazaré, Bairro Nordeste, Cidade da Esperança, Cidade Nova, Guarapes e Felipe Camarão; Zona Sul: Candelária, Capim Macio, Ponta Negra, Nova Descoberta, Lagoa Nova,

Neópolis e Pitimbú; Zona Leste: Alecrim, Barro Vermelho, Lagoa Seca, Mãe Luíza, Santos Reis, Rocas, Tirol, Petrópolis, Areia Preta e Cidade Alta.

Padarias Gosto de Pão conquista mais um troféu Top Of Mind

A rede de padarias Gosto de Pão continua colecionando premiações em Natal, onde atua com quatro unidades nas principais avenidas da cidade. Vem vencendo o Top Natal e continua na preferência da população – através de votação espontânea, alcançando quase três vezes a pontuação da segunda colocada no Top Of Mind, uma iniciativa da revista Foco Nordeste, em parceria com o Instituto de Pesquisas Smart Opinião & Mercado.

O empresário Tennyson Brito comemora mais este feito lembrando que o sucesso da Gosto de Pão está neste olhar para o consumidor e para os produtos comercializados, disponibilizando nas lojas alimentos que podem ser consumidos ali mesmo  – através de alimentação no peso, e os que são levados para casa, lembrando sempre da variedade dos itens expostos.

A Rede de Padarias Gosto de Pão, nesta época junina, oferta kits que já são tradicionais na cidade.

Para receber  a honraria esteve presente no evento a gerente da loja da Jaguarari, Mariza Otília. Além desta unidade na Jaguarari, a rede atua na Roberto Freire, Hermes da Fonseca e Prudente de Morais, se destacando pelo atendimento e variedade de produtos.

IBGE começa coletar dados para a Pesquisa de Orçamento Familiar

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística começa a coletar dados para a Pesquisa de Orçamento das Famílias (POF) 2017-2018 a partir desta segunda-feira (26). O levantamento será feito até maio do ano que vem e os resultados deverão ser divulgados em 2019. Por meio da pesquisa, o instituto pretende atualizar a lista de gênero de consumo das famílias brasileiras e a estrutura de ponderação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que mede a inflação oficial do país. Macaíba será uma das cidades do Rio Grande do Norte que terá amostra coletada.

O IBGE começou a analisar os hábitos de consumo das famílias em 1974 por meio do Estudo Nacional da Despesa Familiar. Nos anos 1980, o estudo foi substituído pela POF, cuja última edição foi realizada entre 2008 e 2009. Ao longo do tempo, a pesquisa sofreu modificações em sua estrutura metodológica e amostragem – nos anos 80 e 90, por exemplo, ela se concentrava somente nas regiões metropolitanas urbanas.

Nesta edição da POF serão visitados 75 mil domicílios – 9 mil a mais que na edição anterior – em cerca de 1,9 mil municípios brasileiros. Cerca de mil agentes de pesquisa irão a campo levantar as informações ao longo de 12 meses. Pela primeira vez, os recenseadores do IBGE irão utilizar tablets para a coleta dos dados.

Top of Mind: Cosern é reconhecida como a empresa que mais investe em Cultura e Meio Ambiente no RN

A Cosern, empresa do Grupo Neoenergia, foi premiada na noite desta quarta-feira (21) com o troféu Top of Mind 2017 como a empresa potiguar que mais investe nas áreas de Cultura e Meio Ambiente. Esta é a sétima vez que a Distribuidora potiguar é laureada com o troféu, entregue pela Revista Foco Nordeste aos 32 segmentos de mercado mais lembrados em entrevistas feitas pelo Instituto Smart Pesquisa de Opinião com 700 natalenses de 5 a 30 de abril em todas as regiões da capital. Prestigiaram a cerimônia o Diretor-Presidente da Cosern, Luiz Antonio Ciarlini, e a Gerente de Comunicação Institucional e Sustentabilidade, Karine Severo.

Ao receber o troféu, Ciarlini ressaltou os investimentos em cultura e meio ambiente e lembrou que o papel da Cosern vai muito além do fornecimento de energia elétrica. “Desde 1999, foram investidos mais de R$ 36 milhões através de leis de incentivo à cultura federal e estadual, como prova de que a empresa tem compromisso com a sustentabilidade do nosso estado. É com muita alegria que recebemos esse troféu, prova de que somos a força para a cultura potiguar e a empresa que tem compromisso com a sustentabilidade do Rio Grande do Norte”, concluiu.

Somente em 2016, a Cosern apoiou a realização de 18 projetos culturais nos segmentos de música, cinema e audiovisual, educação e literatura, artes cênicas, e cultura popular, incentivados por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura Câmara Cascudo e da Lei Federal Rouanet, totalizando um investimento de R$ 3,04 milhões.

A Cosern também contribui de forma significativa, por meio dos projetos de Eficiência Energética do Grupo Neoenergia, com o meio ambiente. O Projeto Vale Luz, que troca resíduos sólidos recicláveis por descontos na conta de energia elétrica, já recolheu 180 toneladas de lixo desde dezembro de 2013 e concedeu R$ 50 mil de descontos nas contas de 1.033 clientes cadastrados no projeto.

Só este ano, já foram trocadas 4.682 lâmpadas incandescentes por LED, mais eficientes e econômicas, em ações realizadas em Natal e Mossoró. Outra iniciativa importante é a opção do consumidor de receber a fatura mensal por e-mail, economizando papel e, consequentemente, contribuindo para diminuir o desmatamento florestal.

A Cosern também já substituiu 11.190 quilômetros da sua rede elétrica (51% do total) em todo estado por redes multiplexadas ou protegidas,  evitando podas de árvores, convivendo harmonicamente com o meio ambiente e garantindo uma maior confiabilidade ao sistema elétrico e segurança às pessoas.

Sobre a pesquisa

A pesquisa Top of Mind 2017 ouviu 700 consumidores natalenses de todas as regiões da Cidade no período de 5 a 30 de abril. A pesquisa tem uma margem de confiança de 95% e uma margem de erro de 3%. Foram feitas pesquisas com consumidores moradores na Zona Norte: Igapó, Lagoa Azul, Nossa Senhora da Apresentação, Potengi, Redinha e Pajuçara; Zona Oeste: Bom Pastor, Quintas, Planalto, Nazaré, Bairro Nordeste, Cidade da Esperança, Cidade Nova, Guarapes e Felipe Camarão; Zona Sul: Candelária, Capim Macio, Ponta Negra, Nova Descoberta, Lagoa Nova, Neópolis e Pitimbú; Zona Leste: Alecrim, Barro Vermelho, Lagoa Seca, Mãe Luíza, Santos Reis, Rocas, Tirol, Petrópolis, Areia Preta e Cidade Alta.