Esporte

Treinar acompanhado pode melhorar performance na academia; famílias compartilham espaço nas atividades

Não sentir motivação para treinar e falhar em conseguir inserir as academias na rotina são situações comuns que afastam as pessoas de uma vida mais ativa. Principalmente nos primeiros meses de treino, é importante ter um motivo para continuar seguindo e ultrapassar os desconfortos característicos da fase de adaptação para conseguir imergir no novo estilo de vida.

Para alguns, a estratégia para conseguir manter o foco e a motivação não vem de pré-treinos audaciosos ou playlists animadoras, e sim de inserir alguém importante nessa experiência. O potiguar Maxwell dos Santos, de 52 anos, encontrou sua rotina ideal há 3 anos, quando começou a treinar na academia Bodytech Tirol ao lado do seu filho João Pedro. 

Maxwell explica que, além do estímulo de ser exemplo de uma vida saudável e ativa para o filho, ele ainda ganha um incentivo extra para ultrapassar seus próprios limites treinando em dupla. “Como ele é bem mais jovem, tem mais gás. Por isso, tê-lo ao meu lado faz com que eu tente acompanhá-lo, o que melhora cada vez mais a minha performance”, relata. 

Além dos benefícios vindos desse “desencontro” geracional, contar com a companhia de alguém que você ama neste momento não só deixa a atividade física mais prazerosa, como também cria momentos de qualidade. 

Assim como na história de Maxwell e João Pedro, a relação de pai e filha dos potiguares Werbert e Letícia Barradas também é fortalecida enquanto os dois dão tudo de si nos treinos. Depois que Letícia, 23, entrou na faculdade, o tempo em família diminuiu drasticamente, e foi aí que o tempo junto com o pai na academia se tornou mais importante ainda.

“É bom porque sempre temos um assunto em comum e algo para fazermos juntos, já que no dia a dia acabamos não tendo muitas experiências em dupla. Indo juntos, além de termos companhia, também temos um incentivador. Quando um de nós está sem energia, o outro sempre motiva a ir”, explica Letícia. 

Nos encontros que os dois têm toda semana, pai e filha sempre criam novas formas de deixar o treino mais divertido. Werbert Barradas, 51, explica que, além de aproveitar o tempo de qualidade junto da filha, as brincadeiras que os dois criam durante os treinos sempre o estimulam mais ainda. “A companhia dela durante os treinos é revigorante, e os nossos desafios de bike indoor são ótimos. Tentar vencê-la nessas competições sempre me faz ir mais longe”, conclui. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: