Esporte

“RN Vida” retoma matrículas e atividades; programa atende 150 crianças e adolescentes entre 7 e 16 anos de idade

Programa direcionado à iniciação de práticas esportivas, artísticas e culturais para crianças e adolescentes entre sete e 16 anos, o “RN Vida” está retomando suas atividades presenciais em sua plenitude, momentaneamente interrompidas por causa da pandemia de coronavírus.

O “RN Vida” é um programa que conta com parceiros importantes como a Federação do Comércio de Bens e Serviços do Rio Grande do Norte (Fecomércio RN), através do Serviço Social do Comércio (Sesc RN), que disponibiliza não apenas recursos humanos, mas materiais que viabilizam as práticas, entre esses o fardamento. Outra importante parceria, e imprescindível, é a Associação dos Magistrados do Trabalho da 21ª Região (Amatra 21), que doa os kimonos, entre outras demandas atendidas à medida que há necessidade.

Hoje, o “RN Vida” vem atendendo 150 alunos da rede pública de ensino, mas a sua coordenadora, a arte-educadora Maria das Dores Tomaz, informa que o programa já começou a rematrícula para se alcançar a capacidade de atendimento a 600 crianças e adolescentes: “O intuito é não ficar com vagas ociosas, a gente quer receber matrículas até onde for possível”. Ela destaca a importância do Programa e do papel dos parceiros, importantes na caminhada para oferecer essas atividades às crianças e adolescentes atendidos.

O Programa “RN Vida” é vinculado ao Gabinete Civil do Governo do Estado e, praticamente há uma década, vem funcionando na avenida Jerônimo Câmara, 1749, ocupando as instalações do antigo CAIC de Lagoa Nova. “A única exigência é a criança estar matriculada na escola, se não estiver matriculada, não entra”, avisa Maria Tomaz.

Maria Tomaz explica que o “RN Vida”, que começou a funcionar em agosto de 2013, “é todo voltado para o atendimento pedagógico das crianças, especializado no ensino de modalidades esportivas e arte e cultura. Somos uma escola de formação complementar, funcionando no contraturno escolar, não é um ensino regular”.

Segundo ela, o acesso ao Programa “RN Vida” não traz custo nenhum para os pais dos beneficiários, que são em sua maioria, inclusive, de baixa renda. “Nas entrevistas, há de se considerar que 80% do público atingindo são pessoas carentes. Algumas não têm renda nenhuma ou são do bolsa-família [Auxílio Brasil]”, completou, mas informando que o acesso é permitido a filhos de pai com renda familiar de até três salários mínimos, o equivalente a R$ 3,6 mil.

A coordenadora do “RN Vida” diz que o programa dispõe de amplo espaço para atendimento de oito modalidades artísticas, culturais e esportivas. Só para dar um exemplo, a piscina olímpica utilizada no Caic é uma das quatro dessa modalidade que existem no Rio Grande do Norte.

A auxiliar de escritório Miriam Alves de Souza conta que se não fosse o “RN Vida”, a única filha adolescente, que vai completar 15 anos, não teria tido chance de realizar o sonho de infância – dançar balé. “Esporte é muito caro. Não tinha condições de pagar em outro lugar”, disse ela.

Mirian de Souza disse que a filha gostava tanto de esporte, que começou praticando capoeira, ginástica rítmica e balé, depois focou em balé, que é o que gostava mais: “Começou cedo, logo aos oito ou nove anos, depois a professora disse que ela tinha capacidade e foi selecionada para ser atleta de rendimento de ginástica rítmica”.

A filha Melina hoje faz parte da Associação de Ginastas que funciona em Petrópolis, de onde saiu para participar e vencer competições estaduais, regionais e nacionais. “No ‘RN Vida” foi onde tudo começou. A gente mora em Nazaré, era perto e tinha como ir e buscar todo dia”.

A dona de casa Jaciane Bezerra da Silva tem uma filha de oito anos e um filho de 12 anos inscritos no programa “RN Vida”, que é desenvolvido no Centro Integrado de Esporte e Cultura. Segundo ela, que reside na Cidade da Esperança, em Natal, o filho Adrian faz aula de violão, caratê e futebol de salão, sai de casa pela manhã, almoça e depois vai para Escola Municipal Ivonete Maciel, onde soube, há uns quatro anos, que tinha oportunidade de colocar os filhos no “RN Vida”.

Jaciane Silva fez a rematrícula das crianças porque, no seu entendimento, dependendo da escolha, elas “vão levar o aprendizado para o resto da vida”, além do fato que a participação no projeto “é o único divertimento que tem para eles. Na escola, só tem atividade de Educação Física, na verdade eles adoram”.

Serviço

Centro Integrado de Esporte e Cultura RN Vida

Onde: Avenida Jerônimo Câmara, 1749. Lagoa Nova

Contato: 3232.4004

Documentação de matrícula

– Faixa etária atendida: 7 a 16 anos de idade

– Declaração de matrícula de aluno

– Originais e cópias do RG e CPF do aluno e do responsável pelo aluno

– Comprovante de residência

– Cópia de certidão de nascimento

– Dias fotos em tamanho ¾

Modalidades artísticas

– Balé, flautas, violão

Modalidades esportivas

– Judô, capoeira, caratê, ginástica rítmica, natação

Fonte – Programa RN Vida

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: