Educação

Psicóloga dá dicas de como controlar a ansiedade para o 2º dia de provas do Enem

A segunda prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021 acontece neste domingo, 28, aproximando o sonho de milhares de brasileiros de ingressar no Ensino Superior. Contudo, esta proximidade também aumenta o nível de ansiedade destes estudantes, chegando ao ponto de prejudicar o desempenho na prova.

Para a psicóloga Mirian Conrado, a prova do Enem já traz uma ansiedade natural, principalmente pela autocobrança para passar no vestibular. Muitos estudantes também têm uma cobrança dos pais, que vêem na faculdade a possibilidade de o filho ter um futuro de sucesso.

“É natural de qualquer ser humano, diante de algum evento importante, ter sinais de ansiedade. O que acontece é que esta ansiedade pode surgir sem desaparecer e aumentar de intensidade, se tornando mais preocupante”, destaca a especialista, que também atua no Núcleo de Apoio Psicopedagógico da Medicina UniFTC.

Mirian pontua a necessidade do estudante aprender a criar uma rotina de estudos que envolva momentos de lazer e descanso. “É importante que o jovem esteja empenhado em estudar, buscar aulões, para na hora da prova estar mais tranquilo. Mas é importante também buscar o aprendizado de todo este processo de estudos, como se o estudante teve rotina, disciplina e autocuidado da mente”.

Esgotamento mental
A falta de rotina e o estudo em excesso podem gerar no estudante um quadro de esgotamento mental que, aliado com a ansiedade, acaba gerando diversos sintomas capazes de prejudicar o desempenho na prova do Enem. Entre os sintomas, pode-se citar: coração acelerado, problemas intestinais, dores de cabeça, falta de sono, pouco apetite ou vontade descontrolada de comer, apatia, entre outros.

Para evitar que a ansiedade chegue ao nível de desgaste físico no estudante que irá realizar a prova do Enem neste domingo, a psicóloga recomenda alguns exercícios para o dia a dia, como meditação, técnica pomodoro e caminhada.

“Uma das dicas que vejo até muitos professores passarem é a meditação. Mas não aquela meditação longa de ficar ‘com a mente vazia’, mas colocar uma música calma, com cinco minutos controlando a respiração. Já a técnica Pomodoro consiste em, durante os estudos, se dedicar por 50 minutos e descansar 10 minutos. E por fim uma caminhada de pelo menos 40 minutos por dia, seja ao ar livre, seja no passeio de onde o estudante mora ou até nas áreas de lazer do prédio”.

Entretanto, Mirian faz um alerta sobre a técnica Pomodoro: “Agora, é importante evitar ficar nas redes sociais durante estes 10 minutos de descanso, pois acaba dispersando dos estudos e cansando a mente devido à quantidade de estímulos”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: