Retratos de Macaíba

Solar da Madalena: imponente casarão que resguada história de Macaíba; momento erguido no começo do século XX

Por Marcelo Augusto Medeiros Bezerra

Solar da Madalena, imponente casarão que resguarda parte da história de Macaíba. Monumento erguido no início do século XX, precisamente entre 1915 e 1917, sob a batuta do mestre Carneiro baseado em planta do arquiteto Giácomo Palumbo. Era de propriedade do grande líder e ex-prefeito de Macaíba, coronel Manoel Maurício Freire (Neco Freire), homem que por mais de trinta e cinco anos manteve-se firme como liderança política local.

Vila Soledade era o seu antigo nome, local que se celebrava a festa da Jabuticaba, cujos pés ainda hoje resistem ao tempo e fornecem os suculentos frutos grudados no próprio tronco da árvore.Já na década de cinquenta, o casal Aguinaldo Ferreira e Leonor Leiros Ferreira adquiriram o imóvel e residiram por muitos anos.

Frequentei muitas vezes acompanhando meus avós Romão e Enedina, e nunca esqueci da fidalguia daquele casal, dos seus filhos e netos. Lembro-me também do belo jardim, impecável, embelezando ainda mais a imponente construção.Bem ao lado, fica a capelinha dedicada a Nossa Senhora da Soledade, que contarei sua história em publicação exclusiva.

O imóvel é tombado pelo patrimônio público estadual, e guarda parte da nossa história, e deverá ressurgir em breve como equipamento cultural a disposição do nosso povo.Viva nossa Macaíba nos seus 144 anos de emancipação política e administrativa.

Foto : Marcelo Augusto.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: