investigação

Maternidade Januário Cicco alerta para o teste do pezinho, gratuito e obrigatório

Uma furadinha que não dói e é essencial para salvar vidas. O teste do pezinho é um exame obrigatório realizado em todos os recém-nascidos, normalmente a partir do 3º dia de vida, e faz parte da triagem neonatal e testes preventivos que investigam diversas doenças. Todo bebê que nasce no Brasil tem o direito de realizar gratuitamente essa triagem e, na Maternidade Escola Januário Cicco da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (MEJC-UFRN), vinculada à Rede Ebserh, são realizados em média 230 testes por mês. Esses testes possibilitam o diagnóstico de algumas doenças genéticas e metabólicas, que uma vez identificadas, permitem que o tratamento seja iniciado precocemente, evitando complicações e promovendo a qualidade de vida das crianças.

O Dia Nacional do Teste do Pezinho, celebrado no dia 6 de junho, tem como meta informar à população os objetivos do Programa Nacional de Triagem Neonatal, a importância da realização do teste e sua obrigatoriedade para todos os recém-nascidos. Com esta simples coleta, é possível identificar precocemente: Hipotireoidismo Congênito (HC), Fenilcetonúria (PKU), Doença Falciforme (DF), Aminoacidopatias (AA), Fibrose Cística (FC), Hiperplasia Adrenal Congênita (HAC) e Deficiência de Biotinidase (BIO).

No dia 26 de maio, uma nova lei foi sancionada a fim de ampliar para 50 o número de doenças rastreadas pelo Teste do Pezinho oferecido pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Com a nova lei, o exame passará a abranger 14 grupos de doenças. Essa ampliação ocorrerá de forma escalonada e caberá ao Ministério da Saúde estabelecer os prazos para implementação de cada etapa do processo.

Dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) mostram que existem entre 6 e 8.000 doenças raras no mundo. Destas, apenas 4% contam com algum tipo de tratamento e 30% dos pacientes morrem antes dos cinco anos de idade, principalmente por conta do diagnóstico tardio. No Brasil, estima-se que 13 milhões de pessoas tenham alguma doença rara, sendo 75% delas crianças.

Para a pediatra neonatologista da MEJC, Anna Cristina Barreto, o teste do pezinho ampliado permitirá a redução da mortalidade infantil. “Através do teste conseguimos detectar precocemente algumas doenças antes mesmo que elas manifestem sintomas. Isso permite que possamos iniciar a investigação complementar e dá início ao tratamento, evitando assim, o óbito da criança e a instalação de sequelas”, afirma.

A pequena Maria Cecília, em seu terceiro dia de vida, realizou o teste do pezinho na MEJC, e o pai João Robério diz-se confiante em voltar para casa com o teste realizado. “Feliz por ter a oportunidade de sair da maternidade com o teste do pezinho, me sinto mais seguro em levar minha filha para casa, saber que ela está bem, está saudável”, comenta.

Como é feito

O teste do pezinho é feito por meio da coleta de pequenas gotas de sangue do calcanhar do bebê, que são colocadas em um papel de filtro e enviado para o laboratório para que sejam feitas as análises e verificada a presença de alterações.

Quando fazer o teste do pezinho

O teste do pezinho deve ser feito na própria maternidade ou no hospital em que o bebê nasceu, sendo indicado a partir do 3º dia de vida do bebê, no entanto pode ser realizado até o primeiro mês de vida do bebê.

No caso de resultados positivos, a família do bebê é contactada para que sejam realizados novos exames mais específicos e, assim, possa ser confirmado o diagnóstico e iniciado o tratamento adequado.

Informações sobre o teste do pezinho e sobre os resultados do exame realizado na MEJC podem ser obtidos por meio do telefone (84) 3215.2815.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: