Pesquisa de Opinião

Saúde não exige código de confirmação por celular em pesquisa sobre Covid-19 no Brasil

Os selecionados para participar da Pesquisa de Prevalência de Infecção por Covid-19 no Brasil (PrevCOV) já estão recebendo ligações do Ministério da Saúde para realização da entrevista e agendamento de coleta de sangue. A pasta, no entanto, não solicita nenhum código para confirmar informações ou dados pessoais dos participantes.

O objetivo da PrevCOV é estimar quantas pessoas tiveram a Covid-19 no Brasil, para compreender a doença e seus fatores de risco a fim de combatê-la e preveni-la. A pesquisa, que mostrará o comportamento da Covid-19 em território nacional, contará com a participação de 211.129 brasileiros, em mais de 62 mil domicílios de 274 municípios.

Os participantes do estudo também fizeram parte da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD-Covid/IBGE), que ocorreu em 2020. Quem quiser saber se está na lista, basta ligar na Ouvidoria, no número 136. No mesmo telefone podem ser tiradas quaisquer dúvidas sobre o estudo.

As coletas de sangue começam em 7 de junho. Os selecionados na PrevCOV serão contatados até 10 de julho. Nenhum participante terá seus dados divulgados. Os resultados dos exames poderão ser consultados pelos participantes, por sistema próprio construído para a pesquisa, e instruções específicas serão dadas no momento da consulta.

COMO A PESQUISA É REALIZADA

O Ministério da Saúde já entrou em contato com o cidadão por SMS/Whatsapp para informar que foi selecionado para participar da pesquisa. Os selecionados receberão uma ligação para confirmar a participação no estudo; realizar entrevista e agendar coleta de material biológico de todos os moradores da residência que aceitarem participar.

Depois, profissionais de saúde de laboratório do Grupo Pardini (empresa contratada) farão visita em domicílio para coletar amostra de sangue dos moradores da residência selecionada. Todos os participantes receberão o termo de consentimento livre e esclarecido e os menores de 18 anos deverão ter autorização dos pais ou responsáveis para participar do estudo. Após a coleta de sangue o laboratório irá identificar e transportar as amostras para laboratório da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) que realizará a análise para SARS-CoV.

As amostras coletadas farão parte da soroteca nacional de Covid-19 com outras milhares de amostras. A participação no estudo é essencial para entender a dinâmica da doença no Brasil e adotar medidas de prevenção e controle da Covid-19.

Nathan Victor

Ministério da Saúde

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: