Saúde

VACINAÇÃO: Saúde alerta estados e municípios que é imprescindível seguir o Plano Nacional de Vacinação contra Covid-19

O Ministério da Saúde está trabalhando em todas as frentes para que haja o cumprimento do Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação Contra a Covid- 19. Apesar da autonomia de estados e municípios na distribuição e aplicação das vacinas, a Pasta, em uma gestão tripartite, alerta para a necessidade de se seguirem as orientações coordenadas pelo Ministério da Saúde, que prevê ciclos de vacinação de acordo com os grupos prioritários definidos em estudos populacionais com a comunidade científica.

Por meio de ofício, encaminhado nesta terça-feira (19), o Ministério alertou o Conselho Nacional de Secretários Estaduais de Saúde (Conass) e o Conselho Nacional das Secretarias Municipais de Saúde (Conasems), assim como todos os Secretários Estaduais de Saúde e todos os Conselhos Estaduais das Secretarias Municipais de Saúde (Cosems), que é imprescindível que todas as unidades de saúde da Federação cumpram as diretrizes para que o país tenha vacinas suficientes para imunizar com as duas doses previstas este primeiro ciclo da campanha de vacinação, de forma a garantir uma imunização eficaz no país.

O Brasil conta, neste momento, com 6 milhões de doses do imunizante disponibilizado pelo Instituto Butantan, que foram distribuídas pelo Ministério da Saúde aos 26 estados e ao Distrito Federal, de forma proporcional e igualitária, em apenas 24 horas, com apoio de empresas aéreas, do Ministério da Defesa e do Ministério da Justiça e Segurança Pública. Esse quantitativo atenderá, em esquema vacinal de duas doses, aproximadamente 2,8 milhões de pessoas, com meta de vacinação de 90% para cada grupo prioritário em todo país.

Destacamos que deverá ser obedecido o intervalo previsto entre a 1a e a 2a doses, de duas a quatro semanas, conforme orientação do posto de vacinação, para garantir a eficácia e proteção previstas para a vacina aplicada.

Nesse primeiro ciclo de aplicação de doses, serão contemplados profissionais de saúde, idosos acima de 60 anos institucionalizados, portadores de deficiência com mais de 18 anos institucionalizados e indígenas aldeados em terras homologadas. A campanha e os grupos contemplados serão escalonados de acordo com a disponibilidade de doses da vacina contra a Covid-19.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: