Educação

Escola Agrícola de Jundiaí desenvolve atividades durante período de distanciamento social

Durante o período de distanciamento social, causado pela pandemia da Covid-19, muitas atividades da Escola Agrícola de Jundiaí (EAJ-UFRN) estão sendo realizadas de forma virtual. Alguns projetos foram criados durante esse tempo e outros continuaram acontecendo remotamente, buscando se adaptar à nova realidade.

Uma das atividades criadas pela escola para esse período foi o Quarentemas. O professor Anderson Viana conta que a ideia surgiu logo no início da pandemia, quando a Organização Mundial de Saúde (OMS) começou a falar sobre os impactos emocionais causados pela perda de perspectivas e de contato humano durante esse período. “Nosso grupo de professores acreditava que poderíamos contribuir de alguma forma para impedir que o processo de isolamento acentue a restrição de acesso ao conhecimento e cultura, além dos impactos emocionais causados por esse distanciamento. Vimos a possibilidade de utilizar os ambientes virtuais, como o Instagram, para poder ter acesso aos alunos, ex-alunos e outros que acompanham as atividades da EAJ”, disse.

As transmissões do Quarentemas aconteceram até junho. Ao todo, foram 11 semanas com 11 temas distintos. Fake News, Trabalho, Mulheres e Meio Ambiente foram alguns dos temas abordados. Outra iniciativa criada foi o Seeds at home, do Grupo de Estudos em Tecnologia de Sementes – GETSem, da UFRN, que trouxe palestras com profissionais de todo Brasil sobre o setor de produção e tecnologia de semente.

As palestras foram destinadas a estudantes e profissionais das ciências agrárias que buscam atualização e novos conhecimentos na área de produção e tecnologia de sementes. A última palestra do programa de extensão acontece nesta quinta-feira, dia 6, e conta com a presença do Presidente da Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes (Abrates), Francisco Carlos Krzyzanowski.

Outros projetos, também continuaram desenvolvendo atividades nesse período de distanciamento, como a Empresa Jr. de Agronomia, a Agromais, que vem realizando seleção remota de novos membros para a equipe. Através das redes sociais, a empresa tem feito divulgação sobre seu funcionamento − uma das transmissões contou com a presença do Secretário de Estado da Agricultura, da Pecuária e da Pesca do RN, Guilherme Moraes Saldanha.

O Programa de Educação Tutorial de Zootecnia (PETZootecnia) ao longo desse tempo fomentou ainda mais as atividades online, com transmissões ao vivo, dicas e curiosidades sobre a área e diversos outros assuntos. O professor Valdi de Lima Júnior lembrou a importância do PETZootecnia para a instituição e os pilares que são trabalhados no programa.

“O Programa de Educação Tutorial trabalha diferente de outros programas conhecidos. Nós temos quatro pilares de atuação: o ensino, a pesquisa, a extensão e a cultura. Nossas ações, durante todo o ano, estão voltadas para essas áreas. Isso permite que os nossos estudantes possam sair com uma formação mais completa, com uma visão mais holística, com senso crítico e com uma visão mais humana. Por isso, nesse período estamos fazendo lives com diversas temáticas para que nossas atividades continuem”, afirmou.

Esses são alguns dos projetos que continuaram com as atividades remotas ou que foram criados nesse período. Ainda podemos citar o setor de psicologia, com ações voltadas para as redes sociais, criando dicas e formas de encarar esse período de distanciamento social, as reuniões voltadas para a saúde do servidor, as atividades do setor de comunicação, entre outros.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: