Comportamento

Isolamento social: Governo reforça a importância de ficar em casa durante feriadão

Com o feriadão viabilizado no RN após a antecipação do feriado de 3 de outubro (Mártires de Cunhaú e Uruaçu) para esta sexta-feira, 12, o Governo do Estado visa aumentar a taxa de isolamento social no Estado, uma das medidas mais efetivas para evitar a transmissão do novo coronavírus (Covid-19). A taxa de isolamento está em 41,3%, quando o ideal seria acima de 60%.

O dado foi revelado na coletiva de imprensa desta quinta-feira (11), na Escola de Governo, que teve a participação dos secretários Francisco Araújo (Segurança) e Petrônio Spinelli (Adjunto da Saúde- Sesap) e do assessor de Inovações Tecnológicas do Ministério Público do RN (MP-RN), Israel Garcia.

Há 710 pessoas internadas em hospitais da rede pública e particular e 354 pessoas em leitos críticos. “Esses dados por si só já falam da importância do isolamento social. Temos muitos leitos para abrir, mas com esse ritmo da evolução da epidemia os leitos não serão suficientes”, enfatizou Petrônio Spinelli. De acordo com os registros há 13.234 casos confirmados, 22.627 casos suspeitos, 22.945 descartados, 496 óbitos, mais 90 em investigação, e 1.993 pessoas recuperadas.

Sobre a ocupação dos leitos, a taxa está em 98% na região metropolitana, 100% em Pau dos Ferros, 93,3% na região Oeste e 59,3% no Seridó. “Os que precisam sair para atividades essenciais, os que estão trabalhando lembrem de usar máscaras e manter o distanciamento social, além de proteger as pessoas vulneráveis como os idosos. Estamos trabalhando incansavelmente para abrir novos leitos em todo o Estado. Temos uma quantidade de leitos sendo abertos, estamos trabalhando constantemente para novos leitos funcionarem o mais rápido possível, mas também precisamos da colaboração de todos, frisando mais uma vez o papel de cada cidadão”, disse Petrônio.

O Governo do RN abriu nesta quarta-feira, 10, mais 5 leitos de UTI, todos já ocupados.  “Temos leitos sendo abertos frequentemente, mas a intenção é não ter pacientes para ocupá-los. Isso só é possível se aumentarmos o isolamento social. O Pacto pela Vida está tendo excelentes resultados nessa primeira fase, com o diálogo colaborativo e importante com os prefeitos de todas as regiões. Os municípios que fizeram dever de casa, com isolamento, fiscalização e controle da população idosa pela atenção básica estão tendo resultados concretos e reais. O momento é de união, trabalhar juntos, abrir leitos e aumentar o isolamento social”, finalizou o secretário Petrônio.

O Governo do Estado encerrou nesta quarta-feira o ciclo de encontros sobre o Pacto pela Vida com os gestores municipais das oito regionais de saúde, que abarcam os 167 municípios do Estado. O secretário da Segurança (Sesed), Cel. Francisco Araújo, lembrou que as polícias Civil e Militar e o Corpo de Bombeiros estão à disposição dos municípios para atuar de forma integrada e conjunta com agentes de saúde e segurança locais, uma das premissas do Pacto pela Vida. “Já tivemos ações integradas de orientação à população em Pau dos Ferros, Assú e Mossoró. Quando o cidadão insiste em desobedecer, ele é conduzido à delegacia. O objetivo do Pacto pela Vida é exatamente a preservação da vida, fazer com que diminua a quantidade de pessoas nas filas dos hospitais e garantir o isolamento social”, afirmou o secretário.

Aplicativo “Tô de Olho”

Em funcionamento há dois meses, o aplicativo “Tô de Olho” é uma parceria estadual, via fornecimento de dados da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), com o Ministério Público do Estado (MP-RN) e o Instituto Metrópole Digital (IMD/UFRN). Durante a coletiva, o assessor de Inovações Tecnológicas do MP-RN, Israel Garcia, explicou a importância da ferramenta no combate ao novo coronavírus: “É uma ferramenta tecnológica que se soma aos esforços para conter a epidemia. Temos 15 mil pessoas cadastradas e 2.800 mil denúncias de 92 cidades diferentes”.

O sistema trabalha com três eixos: denúncia, dados de isolamento social e identificação de pessoas infectadas. Nele, a população pode denunciar aglomerações e outras violações da quarentena. O segundo eixo traz dados de isolamento social de cidades e bairros potiguares. A terceira função identifica, por meio de um algoritmo e do histórico de localização, quem teve algum contato com uma pessoa infectada no período de contágio, sem identificar os cidadãos.

“Esta é uma técnica usada em vários países e é importante na questão dos pré-sintomáticos. São informações qualificadas e muito importantes neste momento da epidemia. Assim, os usuários poderão intensificar o isolamento social e a adoção de cuidados, evitando mais ainda alguns locais. A ferramenta também serve como aliada para combater a cadeia de contágio. Quanto mais gente baixar o aplicativo, mais informações de localização teremos qualificando nossos dados”, afirmou Israel.

Os interessados podem baixar o aplicativo de forma gratuita no sistema Androide ou consulta-lo no site www.todeolho.mprn.mp.br.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: