Educação

Empresas Juniores colocam UFRN em destaque nacional

O pró-reitor adjunto da Pró-Reitoria de Extensão (Proex), Edvaldo Vasconcelos, representou o reitor José Daniel Diniz Melo na terça-feira, 22, durante a apresentação do Ranking de Universidades Empreendedoras 2019, na Câmara dos Deputados, em Brasília. Realizado pela Brasil Júnior, a Confederação das Empresas Juniores Brasileiras, o evento reuniu o índice das universidades mais empreendedoras do Brasil. A UFRN alcançou a 11ª colocação no ranking nacional e conquistou o título de Universidade Empreendedora do Nordeste.

Para o pró-reitor Edvaldo Vasconcelos, o anúncio foi importante, uma conquista que traduz o esforço e chega como um reconhecimento ao trabalho feito pela UFRN. “A Universidade forma para o mercado, produz de forma competente novos empresários e movimenta a economia do estado, pois essas empresas juniores prestam serviço para pessoas físicas e jurídicas”, comenta.

A Proex é a unidade responsável pelas iniciativas de empreendedorismo no âmbito da UFRN. Em julho deste ano, incorporou ao seu organograma a Central de Empresas Juniores, criada em 2008 com o objetivo de apoiar e coordenar as ações do Movimento Empresas Júnior da UFRN. No Rio Grande do Norte, esse movimento teve início em 1991, com a fundação da ADM Consult, empresa júnior de Administração na UFRN. Desde então, a Universidade tem consolidado ações e investimentos no apoio a iniciativas empreendedoras, consideradas importante estratégia para contribuir na formação profissional dos seus discentes.

Edvaldo Vasconcelos acrescenta ainda que, atualmente, a UFRN possui 30 empresas juniores credenciadas e duas iniciativas em processo de credenciamento, contemplando aproximadamente 700 alunos e 40 docentes envolvidos com o Movimento Empresa Júnior da UFRN. O papel da Pró-Reitoria de Extensão (Proex) é acompanhar esse trabalho desde o credenciamento das empresas.

Esta foi a terceira edição do  Ranking de Universidades Empreendedoras realizado pela Brasil Júnior que listou 123 instituições, elencando dados, práticas e percepções de estudantes de universidades de todas as regiões do país e que oferece uma contribuição ao  entendimento do que ocorre nesse âmbito da vida acadêmica do país. Os aspectos analisados na formulação do ranking são Extensão, Inovação, Cultura Empreendedora, Internacionalização, Infraestrutura e Capital Financeiro.

Na Análise por Região, a Brasil Júnior ranqueou 37 Instituições de Ensino Superior (IES) no Nordeste, entre federais (18), estaduais (24), particulares (2) e comunitárias (3). A UFRN conquistou a primeira colocação nesse ranking.

Neste ano, a UFRN alcançou números proeminentes para a realidade do Nordeste e se destacou também no Ranking Universitário da Folha (RUF), que a colocou  em 13º no país no número de patentes pedidas, como divulgado em matéria deste mês de outubro.

Por  José de Paiva Rebouças e Enoleide Farias – Agecom.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: