Gestão Pública

Instituto Santos Dumont: instituição com sede em Macaíba discute parcerias com Governo do RN

Com o objetivo de estreitar laços e ampliar parcerias visando o desenvolvimento do Rio Grande do Norte, o Governo do Estado reuniu a equipe para receber o Instituto Santos Dumont (ISD), uma das principais instituições de ensino e pesquisa do país que tem sede em Macaíba.

Sob a chefia da governadora Fátima Bezerra, a equipe do Governo debateu com o neurocientista Miguel Nicolelis, idealizador e presidente do Conselho de Administração do ISD, e o diretor-geral do instituto e professor da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Reginaldo Freitas Júnior, os encaminhamentos para importantes parcerias nas áreas de saúde, educação e pesquisa científica.

“É dever e uma decisão Governo do Estado cooperar com o Instituto Santos Dumont, para que esta semente não morra. Sabemos da capacidade intelectual e da honestidade de todos os envolvidos, representados pelo professor Nicolelis”, destacou a governadora Fátima Bezerra.

Durante a reunião, os membros do Governo já encaminharam conversas sobre ações que aproveitem a expertise do ISD, como a melhoria da educação inclusiva na rede pública estadual e o aproveitamento do modelo instalado no Centro de Educação e Pesquisa em Saúde Anita Garibaldi.

As equipes também debateram a ampliação dos trabalhos conjuntos já desenvolvidos entre ISD e Fundação de Apoio à Pesquisa do RN (Fapern) na parte de iniciação científica e com a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) na reabilitação de pacientes.

“O modelo de policlínicas que o Governo está desenvolvendo é justamente o que fazemos no Anita Garibaldi, em Macaíba. Estamos abertos ao que o Governo necessitar. É preciso um movimento de reconhecimento do ISD como patrimônio do RN, pois muitas pessoas ainda não sabem do nosso trabalho”, pontuou o diretor-geral Reginaldo Freitas.

O pesquisador Miguel Nicolelis também apresentou a ideia de utilizar a força do instituto no exterior para captar investimentos diretos no estado. “Esta é uma possibilidade única para o Rio Grande do Norte. O estado tem um potencial que outros não têm como competir e eu gostaria muito de ajudar, abrindo portas no mundo inteiro. Podemos montar aqui, com base na pesquisa desenvolvida pelo nosso Instituto de Neurociências, um centro de reabilitação único no Brasil”, afirmou o cientista. A sugestão foi totalmente acatada pela governadora. “Vamos amadurecer essa ideia e levar para o Consórcio Nordeste, que está dentro dessa perspectiva muito realista de gestão e desenvolvimento”, completou Fátima.

O Instituto Santos Dumont já investiu cerca de R$ 250 milhões no RN, onde está instalado há mais de dez anos, e é uma referência científica no mundo inteiro. Com foco nas instalações de Macaíba, o trabalho do instituto vai desde os mestrados – 1º mestrado de neuroengenharia do Brasil – no Instituto Internacional de Neurociências Edmond e Lily Safra, até o atendimento à população por meio do Centro de Educação e Pesquisa em Saúde Anita Garibaldi. Dentre os êxitos recentes do ISD está a ação desenvolvida na comunidade quilombola Capoeiras, batizada de Projeto Barriguda, que já venceu quatro prêmios internacionais.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: