Artigo

Francisco Inácio: saída de cena de um dos mais entusiastas repórteres esportivos

Por oito vezes consecutivas o Instituto Smart de Opinião Pública, em parceria com a Acern, concedeu prêmio a Francisco Inácio Sobrinho como o melhor repórter esportivo do Rio Grande do Norte. 
Parece que foi ontem que o jovem Francisco Inácio descia as escadarias da Rádio Rural de Natal com a alegria incontida e os olhos brilhando de contentamento por ter sido selecionado para fazer parte da equipe esportiva liderada por Hélio Câmara e Eli Moraes, eram meados dos anos 80. Alguns diziam, naquela oportunidade, que Chico Inácio (como veio a ser chamado) não tinha voz para o microfone radiofônico, mas Hélio e Eli acreditaram que ia além da própria voz, a condição que o jovem aspirante à repórter tinha de ser vibrante com seu próprio entusiasmo por estar tornando real um sonho que certamente conduzia desde sua infância.

Sua presença nos microfones da Rádio Rural de Natal, que mesmo com sérias deficiências de equipamentos, disputava a audiência do ouvinte de futebol do Rio Grande do Norte, fez o grande nome das transmissões esportivas da terra potiguar, Hélio Câmara, levá-lo para uma empreitada maior, a de ser repórter na equipe campeã de audiência – o Escrete de Ouro da Rádio Cabugi. Contando com melhores equipamentos e uma equipe técnica mais qualificada, Chico Inácio conquistou de vez o ouvinte de futebol pelo rádio em Natal.

A voz, que não era bonita, se transformou na voz da vibração, da informação segura e verdadeira, do entusiasmo autêntico e da interação direta com o torcedor. Chico Inácio representa a força da vocação (que universidade nenhuma consegue dar), o sentimento de pertencimento ao rádio e a uma profissão, o gosto por estar fazendo aquilo que sempre quis. Representa também o que o Rádio, quando feito com total entrega, consegue produzir de maneira diferenciada com relação a qualquer outro veículo de mídia.

Em seu último veículo, a Rádio 98 FM, o areiabranquense Chico Inácio manteve a mesma maneira de utilizar o microfone que lhe fes respeitado e reconhecido pelo torcedor. Trabalhando sempre de forma criteriosa e honesta em suas informações, Chico Inácio conquistou diversos prêmios como o melhor repórter esportivo na opinição do torcedor natalense.

O parece que foi ontem de Chico Inácio, falecido na última segunda-feira (15), vítima de parada cardíaca, em Natal, vai continuar apontando sempre para a importância de um rádio que traga em suas ondas, não o saber burocrático dos bancos acadêmicos, mas a comunicação feita com paixão, vocação e integrada diretamente ao gosto do ouvinte.

Veja também no blog Clássico Rei, Portal Foco Nordeste.

Por Isaias Oliveira

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: