Saúde

Água sanitária ajuda a combater o Aedes aegypti e evitar doenças e epidemias

Durante o verão, a  infestação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, chikungunya, zika e febre amarela, é mais intensa. O calor e as pancadas de chuvas frequentes favorecem a reprodução mais rápida do mosquito. Segundo dados do Ministério da Saúde, mais de 500 cidades brasileiras, estão em estado de alerta para surto de dengue, chikungunya e zika.

Como o mosquito gosta de água parada e limpa, é preciso intensificar os cuidados com a casa e o quintal.  A desinfecção deve ser feita com água sanitária para elimina os focos do Aedes aegypti. A ação do produto é reconhecida pelo Ministério da Saúde e foi comprovada por estudo do Laboratório de Radiobiologia e Ambiente do Centro de Energia Nuclear na Agricultura -CENA, da Universidade de São Paulo (USP). Encomendado pela Associação Brasileira da Indústria de Cloro, Álcalis e Derivados (Abiclor), o estudo mostrou que a água sanitária (hipoclorito de sódio diluído) é quase 100% eficaz para este uso.  A solução também é eficaz para prevenir doenças relacionadas com enchentes, como leptospirose, hepatites do tipo A e E e gastroenterites.

A higienização das casas com água sanitária é um hábito que deve ser incorporado à rotina das famílias e empresas, considerando-se que 80% dos focos estão dentro de casa.

Confira dicas de como usar a água sanitária para combater o mosquito e evitar doenças e epidemias:

Garrafas, pneus e plantas:  Faça uma vistoria cuidadosa no quintal, para limpar ou eliminar recipientes que possam acumular água, como garrafas, pneus, bacias, e entulhos em geral.  Não esqueça de verificar se os pratinhos onde ficam os vasos de plantas estão secos e limpos. No caso de plantas que acumulam água entre as folhas e flores, regue com a água sanitária na proporção de uma colher das de sopa por litro de água. Esta solução não faz mal às plantas e evita o desenvolvimento da larva do mosquito.

Ralos:  Despeje solução de água sanitária na proporção de uma colher de sopa por litro de água em ralos de pias, banheiros e cozinha. Procure fazer a limpeza das pias e dos ralos à noite, antes de dormir, para que a água sanitária possa agir por mais tempo.

Caixas d’água: A limpeza deve ser feita a cada seis meses. Feche a entrada de água e esvazie a caixa quase toda. Deixe sobrar água suficiente para lavar, com uma escova, as paredes e o fundo da caixa. Não use produtos de limpeza nessa etapa. Enxágue bem e esvazie toda a água suja, dando repetidas descargas no vaso sanitário. Depois de limpa, encha a caixa novamente e adicione um litro de água sanitária para cada 1.000 litros de água. Espere duas horas e esvazie novamente a caixa, abrindo todas as torneiras, para limpar os canos da casa, até sair água limpa. Depois, encha com água potável e tampe.

Piscina: Mantenha a piscina tratada, mesmo que não esteja sendo usada. Com o tempo, o cloro pode evaporar, e a piscina se tornar um foco da larva do mosquito.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.