Mais exercícios, menos medicamentos: as particularidades do tratamento do diabetes na terceira idade

Dados da International Diabetes Federation (IDF) colocam o Brasil como a quarta nação do mundo em número de pessoas com diabetes – 13 milhões de pacientes. Destes, grande parte já está na terceira idade, faixa que pede cuidados especiais no manejo da doença, a fim de atingir as metas de controle metabólico e preservação arterial e de massa corporal. Para se ter uma ideia, de acordo com levantamento da Pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel), quase um terço das pessoas com diabetes têm mais de 65 anos.

Primeiramente, é necessário considerar que o idoso já está mais predisposto a complicações cardiovasculares. Além disso, está mais sujeito a ser poli medicado e ter perdas funcionais e cognitivas, que se somam a problemas como depressão, quedas e fraturas, incontinência urinária e dores crônicas. Ou seja, a atenção a esta população deve ser diferenciada e respeitar todas essas condições na hora de pensar a estratégia para tratamento do diabetes.

João Salles, médico endocrinologista e vice-presidente da Sociedade Brasileira de Diabetes, esclarece que um terço dos idosos apresenta algum tipo de alterações no metabolismo da glicose e, por isso, é fundamental atentar-se às questões que tangem o acompanhamento comportamental e nutricional. O especialista, que também é coordenador do Departamento de Diabetes no Idoso da SBD, afirma ainda que o diabetes tipo 2 está ligado ao envelhecimento, ao sedentarismo e à obesidade. “Estes dois últimos fatores podem ser potencializados com o avançar da idade – por isso, o controle da doença passa pela prática de atividades físicas regularmente e pela dieta saudável e equilibrada”.

Corpo em movimento para a produção de insulina não parar!

Uma das razões para o aumento da incidência de diabetes na terceira idade é a diminuição da produção de insulina, hormônio responsável por manter a glicose dentro das células. Logo, sua falta acarreta em mais açúcar na corrente sanguínea e na sobrecarga do pâncreas. Além disso, é nessa fase da vida em que há redução da prática de exercícios, já que se observa diminuição da massa muscular, a sarcopenia.

“Os músculos consomem glicose e contribuem para regular os níveis dela no sangue. Com a sarcopenia e a falta de exercícios, cresce a massa gorda: mais gordura, maior resistência à insulina. Esse quadro abre espaço não só para o surgimento do diabetes tipo 2, mas, também, para suas complicações”, avalia Salles.

O médico da SBD também indica a prática de atividades aeróbicas, como caminhada, e de resistência, por exemplo, a musculação. “Mas, é claro, sem descuidar do cardápio! Em geral, nessa fase ingerem-se menos fontes de proteínas e mais de carboidratos – até por serem mais fáceis de mastigar. Assim, durante o acompanhamento nutricional, é fundamental manter uma dieta rica em fibras e proteínas, reservando a qualidade na nutrição”.

Estilo de vida saudável é um mecanismo de prevenção e de controle do diabetes, inclusive passível de ser prescrito no consultório médico. Soma-se também à realização de exames para checar o bom funcionamento dos olhos, rins e coração. Além disso, os índices glicêmicos devem sempre ser monitorados, para que não haja hipoglicemia. “Os quadros de hipoglicemia podem ser revertidos rapidamente – os sinais de alerta são escurecimento da visão, suor excessivo, fome, arritmia e tremores”, comenta o vice-presidente da Sociedade Brasileira de Diabetes.

Cuidado com a medicação!

A Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG) recomenda, no documento “Escolhas Sensatas na Assistência ao Paciente Idoso”, não prescrever medicamentos com intuito de atingir alvos de hemoglobina glicada menor que 7,5% em idosos diabéticos com declínio funcional e/ou cognitivo ou em extremos etários. Considerando tal indicação, Salles afirma que é importante manter-se atualizado acerca das alternativas terapêuticas capazes de controlar o diabetes e evitar suas complicações.

“Conhecimento e acesso aos tratamentos adequados são fundamentais para cuidar da doença no idoso e aumentar sua expectativa e qualidade de vida. Principalmente, na terceira idade devemos avaliar e respeitar toda a amplitude do paciente na hora de tomarmos decisões clínicas”, conclui o especialista.

MPE apreende 130 mil panfletos irregulares em comitê de Fátima Bezerra

O alvo da apreensão foram os impressos com o nome de Lula como candidato a presidente

O Ministério Público Eleitoral, com o apoio da Polícia Militar e do Ministério Público Estadual, cumpriu – na tarde desta sexta-feira, 28 – mandados de busca e apreensão em endereços vinculados a candidatos da Coligação “Do Lado Certo” (PT / PHS / PC do B), com o intuito de apreender material de propaganda eleitoral que contivesse o ex-presidente Lula ainda como candidato à Presidência da República.

Luiz Inácio Lula da Silva teve o registro de sua candidatura indeferido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que proibiu, também e em virtude disso, a continuidade da aparição do ex-presidente – na condição de candidato – em qualquer meio de propaganda eleitoral divulgada pelos partidos integrantes da coligação composta pelo Partido dos Trabalhadores (PT).

Nesta semana, o TSE autorizou os juízes auxiliares da propaganda eleitoral – em todo o País – a mandar apreender qualquer material que constatassem nessa condição, ressalvados, porém, os impressos em que Lula aparece apenas como apoiador, a exemplo do que utiliza o slogan “Haddad é Lula”.

Em alguns estados foi detectada a continuidade da utilização e da distribuição do material proibido, mesmo depois da decisão do TSE. No Rio Grande do Norte, inúmeras denúncias chegaram ao Ministério Público Eleitoral, inclusive instruídas com vídeos e fotografias do material verificado. A partir delas, a Procuradoria Regional Eleitoral (PRE) instaurou uma investigação e, com as provas que reuniu, requereu do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) as buscas e apreensões cumpridas nesta sexta-feira.

Dentre os endereços inspecionados, o material proibido foi encontrado no Diretório Municipal do PT em Mossoró e no comitê de campanha de Fátima Bezerra, candidata ao governo do Estado pela Coligação “Do Lado Certo”, em Natal. Nesse último, cerca de 130 mil impressos, dentre panfletos e “santinhos”, foram apreendidos por apresentarem a figura do ex-presidente Lula ainda como candidato presidencial.

MEGA-SENA PODE PAGAR R$ 3 MILHÕES NESTE SÁBADO

Neste sábado (29), a Mega-Sena sorteia o prêmio de R$ 3 milhões do concurso 2.083, que será realizado a partir das 20h (horário de Brasília) no Caminhão da Sorte da CAIXA, estacionado em Palmas, interior do Paraná.Caso apenas um ganhador leve o prêmio e aplique todo o valor na Poupança da CAIXA, receberá mais de R$ 11 mil em rendimentos mensais. O valor também é suficiente para adquirir 75 carros populares.Como apostar: As apostas podem ser feitas até às 19h (horário de Brasília) em qualquer lotérica do país e também no Portal Loterias Online (www.loteriasonline.caixa.gov.br). Clientes com acesso ao Internet Banking CAIXA podem fazer suas apostas na Mega-Sena pelo seu computador pessoal, tablet ou smartphone. Para isso, basta ter conta corrente no banco e ser maior de 18 anos. O serviço funciona das 8h às 22h (horário de Brasília), exceto em dias de sorteios (quarta e sábado), quando as apostas se encerram às 19h, retornando às 21h para o concurso seguinte.Para jogar pela internet, no Portal Loterias Online, o apostador precisa ser maior de 18 anos e efetuar um pequeno cadastro. O cliente escolhe seus palpites, insere no carrinho e paga todas as suas apostas de uma só vez, utilizando o cartão de crédito. O valor mínimo da compra no Portal (que pode conter apostas de todas as modalidades disponíveis no site) é de R$ 30,00 e máximo de R$ 500,00 por dia

Inscrições abertas para Congresso de Empreendedorismo

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), em parceria com o Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN), a Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) e a Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa), realiza o Congresso de Empreendedorismo Universitário (CEU), de 16 a 18 de outubro. Os interessados podem se inscrever até 16 de outubro.

A abertura do evento acontece no dia 16 de outubro, com a mesa-redonda e a roda de discussão Cenários futuros e as oportunidades para empreender, com as participações de Edwin Aldrin, do Sebrae-RN; Júlio Maia, da Farmafórmula; e Jaime Araújo, do Meu Planejamento de Futuro (MeF), sob a mediação de Marcelo Bandeira, no auditório da Reitoria.

O evento segue no Instituto Metrópole Digital (IMD), entre os dias 17 e 18 de outubro. A programação completa do evento está disponível no site da Pró-Reitoria de Pesquisa da UFRN (Propesq)

Prazo para saque de cotas do PIS/Pasep termina nesta sexta (28)

Cotistas do Programa de Integração Social (PIS) e do Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público têm até a próxima sexta-feira (28) para sacarem os benefícios fora dos critérios estabelecidos em lei. Desde junho, trabalhadores cadastrados em um dos fundos entre 1971 e 4 de outubro de 1988 estão autorizados e receber o saldo disponível nas contas.

Com o fim do prazo, os saques voltarão a ser permitidos somente para pessoas com 60 anos ou mais, aposentados, herdeiros de cotistas, pessoas em situação de invalidez ou acometidos por doenças específicas.

Para saber se tem direito ao benefício do PIS e do Pasep, a Caixa Econômica Federal também possibilita a consulta pelo telefone 0800-726-0207 ou nos caixas eletrônicos da instituição, desde que o interessado tenha o Cartão Cidadão. No Banco do Brasil, os trabalhadores podem entrar em contato pelos números: 4004-0001 ou 0800-729-0001. As regras para o saque podem ser conferidas aqui.

Campanha Ação Infância e Vida entra na Semana da Solidariedade em todo país

Faça sua doação em reais, pontos Livelo, Dotz, Pontos para Sua Empresa e Incentivo Fiscal

“Para cada ponto doado, um abraço apertado”, é com esse lema que a Campanha Ação Infância e Vida 2018, promovida pela Confederação Nacional das Instituições de Apoio e Assistência à Criança e ao Adolescente com Câncer (Coniacc) em parceria com o Banco do Brasil, dá início a Semana da Solidariedade, que acontece a partir desta segunda-feira (24) e segue até o dia 28 de setembro em todo o Brasil.

Se você é cliente Livelo (Banco do Brasil ou Bradesco), para participar da Semana da Solidariedade é simples. Até o dia 28 deste mês, você pode cadastrar-se na promoção,  transferir seus pontos Livelo para Smiles ou TudoAzul e ganhar até 70% de bônus.  A Smiles e a TudoAzul irão ajudar a Ação Infância e Vida no combate ao câncer infantojuvenil com mais 10%.

A Semana da Solidariedade assim como as demais atividades da Ação Infância e Vida, tem o intuito de mobilizar  funcionários, clientes do BB e a sociedade em geral para apoiar as instituições que lutam pela visibilidade e, principalmente, pela cura do câncer infantojuvenil no país.

A Ação Infância e Vida é considerada uma das mais importantes do Brasil na divulgação e conscientização do diagnóstico precoce do câncer infantojuvenil. Na última edição, realizada em 2017, arrecadou mais de meio milhão de reais, distribuídos entre a Coniacc e as filiadas, para projetos voltados à melhoria da qualidade de vida das crianças e adolescentes assistidos. Confira mais detalhes da Ação no site bb.com.br/infanciaevida

Para transferir qualquer valor em reais, o interessado, sendo ou não cliente BB, deve utilizar a conta da Coniacc:

Banco: 001

Agência: 2870-3

C/C: 33000-0

CNPJ: 10.807.169/0001-01

Universitários realizam campanha “Faça uma Criança Feliz” em Capoeira

Um grupo de estudantes da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) organiza a terceira edição do projeto Faça uma Criança Feliz, ação social comemorativa ao Dia das Crianças, a ser realizada no dia 13 de outubro, na comunidade Capoeira, na zona rural de Macaíba.

A campanha tem como objetivo arrecadar doações de brinquedos novos ou em bom estado de uso, alimentos não perecíveis, roupas também em bom estado e materiais de higiene pessoal. Pessoas da comunidade externa também podem colaborar com a ação.

De acordo com a jornalista Amanda Costa, que ainda como estudante organizou a primeira edição da campanha, um dos modelos de doação é por apadrinhamento. Ou seja, o doador pode ter acesso a uma lista em que pode escolher qual criança quer presentear. Na lista consta nome e idade das crianças.

Os organizadores também abrem espaço para que os doadores participem da ação. Segundo Amanda Costa, a intenção é que além de colaborar com algum material, os participantes também possam “doar um pouco de seu tempo e distribuir alegria”.

Mais informações sobre a campanha pelos números 98715-8355 (falar com Fernando Pontes), 9988-6002 (falar com Amanda Costa) ou 99951-6384 (falar com Sarah Meira).