“Gestão escolar ainda é assunto pouco pesquisado no Brasil”, diz especialista

Os excessivos cortes em investimentos no ensino superior associados à ausência de incentivos na formação do professor justificam a falta de pesquisa em gestão em escolar no Brasil, segundo o pesquisador em educação Aloirmar José da Silva. Ele defendeu que o ensino começa com uma boa gestão durante participação no 6º Congresso das Escolas da Província Nossa Senhora das Neves. O evento reúne mais de 400 educadores do Nordeste nesta sexta-feira (18) e neste sábado (19), no Colégio Nossa Senhora das Neves, em Natal.

Para o educador, que participou da palestra de abertura sobre as “Múltiplas dimensões da gestão escolar” – tema central do encontro – não é possível formar bons cidadãos em sala de aula sem que haja os meios adequados para capacitar profissionais gestores qualificados.

“A gestão escolar está além de um cargo administrativo. Na educação, todos são gestores. Precisamos valorizar mais essa área e fincá-la nas ciências da educação. Também é preciso sensibilidade por parte dos governantes e interesse dos educadores nesta linha de pesquisa tão importante no ensino público e privado”, ressalta o educador, que também é autor do livro Eficácia Escolar e Gestão Aprendente, produto de mestrado pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB).

Apesar das iniciativas que surgem no país para alavancar os estudos sobre educação, na avaliação de Aloirmar, ainda são tímidas as propostas em gestão escolar, o que faz a área não ser promissora nos próximos anos. “Temos vivenciado muitos cortes em financiamentos educacionais e limitação de acesso em espaços de formação. Mas tenho esperança que mesmo neste cenário continuemos com nossos estudos”, deseja

Inscrições abertas para a 4ª Caminhada Histórica do Senac RN

O Sistema Fecomércio RN, por meio do Senac, realiza, no sábado (26), sua 4ª Caminhada Histórica em homenagem ao mês do Guia de Turismo. O evento visa divulgar e fortalecer o turismo cultural na Cidade. Este ano, será trabalhado o tema “Natal na Segunda Guerra”, com um passeio pelas ruas da Ribeira.

 Os interessados podem realizar as inscrições doando 1kg de alimento não perecível (exceto sal), no Senac Centro (Rua São Tomé, 444, Cidade Alta), das 9h às 15h, a partir de segunda-feira (21). Os participantes receberão camisa de identificação do evento. A expectativa é reunir mais de 500 pessoas, entre guias de turismo, profissionais do segmento, estudantes e público em geral.

 Com cerca de três horas de duração, a caminhada terá início às 14h, englobando o bairro da Ribeira, segundo mais antigo da cidade. Acompanharão o trajeto instrutores do Senac das áreas de História, Turismo e Inglês, apresentando curiosidades sobre os pontos visitados, com tradução para a língua estrangeira.  

 O evento tem como ponto de concentração e encerramento o Sesc Cidade Alta. No local, a partir das 11h, estará disponível uma vasta programação para os visitantes, inclusive com exposições e oficinas sobre a Segunda Guerra em Natal, além da venda de almoço e lanches àqueles que quiserem participar de todas as atividades.

 Estarão expostos quadros com fotos da época, capacetes, roupas, maquetes, munições, entre outros objetos do acervo da Fundação Rampa. Também haverá vídeos com depoimentos e informações sobre a presença americana em Natal. Outro destaque será um mapa gigante da Capital e uma oficina interativa, com o intuito de resgatar a memória dos potiguares sobre a Segunda Guerra.

 Para o coordenador do eixo de Turismo e Hospitalidade do Senac, Marcelo Millito, o evento ajuda a preservar a história da cidade com ênfase no bairro da Ribeira. “A programação proposta para este ano contribui para a formação participativa de um dos mais autênticos produtos turísticos potiguar, Natal na Segunda Guerra Mundial. Cada momento foi pensado para que os participantes interajam e se redescubram como parte do tradicional bairro boêmio da Ribeira, que foi palco principal da interação entre os residentes e americanos no período da Guerra”, explica.

 A 4ª Caminhada Histórica conta com parceria do Sesc RN, Fundação Rampa, Sebrae RN e Exército Brasileiro. Também foram acionados órgãos públicos para o apoio ao evento, como STTU, SEMOB, Urbana, Polícia Militar e Guarda Municipal.

 Saiba mais – Em virtude de sua localização geográfica privilegiada, sendo o ponto da América do Sul mais próximo da Europa e África, Natal recebeu, na década de 1940, a maior base aérea norte-americana fora dos EUA. Com isso, estabeleceu-se uma ponte aérea ligando a América com as bases americanas no norte da África, facilitando o envio de tropas, mantimentos e materiais bélicos, que ajudariam na luta contra a Alemanha Nazista. A convivência com os americanos trouxe diversas influências para a cultura potiguar. Estima-se que, na época, cerca de 10 mil americanos se instalaram em Natal, cuja população era de aproximadamente 55 mil habitantes.

 Confira o Roteiro da Caminhada:

 Concentração no Sesc Cidade Alta;

Segue na Avenida Câmara Cascudo (contramão);

Primeira parada: Praça Augusto Severo – segue pela Avenida Duque de Caxias;

Segunda parada: Praça Capitão José da Penha – segue pela Tavares Lyra, à esquerda até a Rua Chile;

Terceira parada: Rua Chile em frente ao antigo Palácio do Governo, seguindo até o Largo;

Quarta parada: Esquina da Esplanada Silva Jardim com a Duque de Caxias;

Quinta parada: Praça Capitão José da Penha;

Sexta parada: Praça Augusto Severo e encerramento no Sesc Cidade Alta.

 

Serviço:

4ª Caminhada Histórica do Senac RN pelas ruas de Natal

Data: 26/05/2017 (Sábado) 

Horário: 14h às 17h (Exposição e atividades culturais no Sesc, a partir das 11h)

Inscrições: A partir de segunda-feira (21), no Senac Centro (Rua São Tomé, 444, Cidade Alta), das 7h30 às 20h.

Valor: 1Kg de alimento não perecível (exceto sal)

Concentração: Sesc Cidade Alta (R. Cel. Bezerra, 33)

Informações: 4005-1000

 

Enem 2018: estudantes têm prazo até esta sexta, 18, para se inscrever

Estudantes que desejam fazer as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018 devem ficar atentos. O prazo para fazer a inscrição acaba nesta sexta-feira, 18, às 23h59 (horário de Brasília). Até às 10h do último dia, o monitoramento feito pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), autarquia federal vinculada ao Ministério da Educação, que aplica o exame, registrou 5,9 milhões de inscritos.

O Inep lembra que a data limite para que os interessados paguem a taxa de inscrição, pela Guia de Recolhimento da União (GRU), no valor de R$ 82, termina em 23 de maio, quarta-feira da próxima semana. O órgão recomenda, no entanto, que quem pagou este valor retorne à Página do Participante para conferir a situação de sua inscrição. A confirmação do pagamento do boleto pela instituição bancária pode levar de três a cinco dias úteis.

Para a edição 2018 do Enem, 3.361.468 pessoas já estão beneficiadas com a gratuidade por se enquadrarem em um dos quatro perfis que davam direito à isenção. Neste caso, o Inep faz outro alerta: mesmo com o benefício, esses candidatos precisam se inscrever. Excepcionalmente este ano, em função da mudança no formato que separou a isenção da inscrição, todos os concluintes do ensino médio em 2018, e que estudam em escola da rede pública, estão isentos.

O Inep também reforçou que a gratuidade está garantida mesmo para aqueles concluintes que eram treineiros em 2017 e faltaram às provas, e para aqueles que, por algum motivo, não solicitaram a isenção, em abril. Os concluintes da rede pública, dessa forma, estão dispensados de pagar a taxa de inscrição do exame 2018.

Macaíba será uma das sedes da Supercopa de Futebol Sub-17

A quarta edição da Supercopa de Futebol Sub-17 vai começar no dia 21 deste mês na Região Metropolitana de Natal. Os jogos acontecerão nas cidades de Natal, Macaíba, Parnamirim, São José do Mipibu e Goianinha. A Supercopa já é considerada a maior competição da categoria do Norte e Nordeste brasileiro.

Neste ano, 28 times marcarão presença no torneio, com destaque para as tradicionais equipes do Vitória/BA, Sport/PE, Ceará/CE, Comercial/MA, Porto/PE, Bahia, ABC e América/RN. De acordo com a organização, Supercopa de Futebol Sub-17 é uma oportunidade para reunir equipes de diferentes estados e também uma grande vitrine para os 800 atletas de 15 a 17 anos que estarão em campo, pois “olheiros” de várias partes do Brasil e até de outros países estarão presentes na Copa.

A primeira fase do certame começa concomitantemente em todas as sedes no dia 21 do decorrente mês até o dia 24. A partir do dia 25 inicia a disputa da segunda fase e, no dia 27, na Universidade Federal do Rio Grande do Norte, acontece a grande final. O torneio é divido em sete grupos com quatro equipes em cada um. Natal sediará os jogos dos grupos 1, 2 e 3. As demais cidades vão receber um grupo. Com 19 equipes inscritas no torneio, o estado do Rio Grande do Norte é o que tem o maior número de representantes.

Por Sérgio Silva – blog Clássico Rei – Portal Foco Nordeste.

INSS diminui distância entre segurados e benefícios a partir desta segunda, 21

A partir de segunda-feira (21) o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) vai encurtar a distância entre o segurado e o benefício. Ao acessar o Meu INSS(inss.gov.br) ou ligar para o 135, ao invés de agendar uma data para ser atendido, o segurado receberá direto o número do protocolo de requerimento, eliminando a etapa do agendamento. A medida vale inicialmente para os benefícios de Salário Maternidade e Aposentadoria por Idade urbanos.

É o fim, aos poucos, do modelo convencional em que o segurado agenda uma ida ao INSS para levar documentos e formalizar o pedido. Agora, ao fazer o pedido, o cidadão acompanha o andamento pelo Meu INSS ou pelo telefone 135 e, somente se necessário, será chamado para ir à agência do INSS.

Nos casos em que as informações previdenciárias necessárias para o reconhecimento do direito já constarem nos sistemas do INSS, será possível então a concessão automática do benefício, isto é, a distância.

Com a mudança, não haverá mais falta de vaga e, caso precise ir a uma agência para apresentar algum documento, o cidadão terá a garantia de ser atendido em uma agência perto da sua residência. Além do mais, a mudança representa o fim do tempo de espera para ser atendido.

E com a ampliação da concessão automática, a tendência é que o tempo de análise dos benefícios seja reduzido, ou seja, os cidadãos poderão saber a resposta mais rapidamente. Em breve, outros benefícios também passarão a ser solicitados dessa forma.

Seu INSS

Meu INSS já tem mais de sete milhões de usuários cadastrados e é acessível pelo computador ou celular.

Estão sendo investidos esforços para melhoria do Meu INSS: canal que permite ao cidadão acompanhar o andamento do seu pedido sem sair de casa, consultar extratos e ter acesso a outros serviços do INSS.

E, a partir do dia 24 de maio, vários serviços que antes eram atendidos somente no atendimento espontâneo agora serão realizados com dia e horário marcados, bastando fazer seu agendamento pelo Meu INSS ou telefone 135. Confira a lista dos novos serviços agendáveis abaixo.

Semana de Jornalismo: UFRN realiza debate sobre “Fake News e a Era da Pós-Verdade”

Acontece entre os dias 23 e 25 de Maio, a 2ª Semana de Jornalismo da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), com o apoio do Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes (CCHLA). O tema da edição deste ano é “Fake News e a Era da Pós-Verdade” e será realizado na sede o Departamento de Comunicação Social (Decom). A coordenação do evento, está sob a responsabilidade do professor Daniel Dantas Lemos, do Departamento de Comunicação Social.

Fake News e a Era da Pós-Verdade

A expressão fake news é usada para se referir a notícias falsas ou imprecisas que são divulgadas, em sua grande maioria, na internet. O termo originado da língua inglesa significa literalmente “notícias falsas”, em português. Numa conjuntura em que a sua proliferação se torna uma ameaça ao ofício jornalístico, é responsabilidade de toda uma comunidade refletir, educar e combater tal prática.

Quem faz a Semana de Jornalismo?

A experiência de aprendizado e interação reúne profissionais, docentes e estudantes do Jornalismo para discutir um tema em destaque na área, através de palestras, minicursos, oficinas e intervenções artísticas.

2ª Semana de Jornalismo da UFRN

A programação desta edição conta com oficinas, minicursos, mostras, mesas-redondas e intervenções que englobam a temática do evento. Além disso, no primeiro dia, 23, haverá a conferência de abertura da Semana, com a presença da jornalista Cynara Menezes (Socialista Morena).

Os interessados em participar devem se inscrever no site da Semana de Jornalismo, que pode ser acessado no link bit.ly/2Gc6vsK. Em seguida, os inscritos devem preencher os dados nos formulários em cada oficina que queira participar

Em 2017, o evento contou com a presença de Leandro Fortes, da Agência Cobra Criada, como conferencista principal, além de atividades diversificadas que abordaram as diferentes áreas e formas de praticar o Jornalismo, fazendo jus à temática: “Novos Formatos e Novas Linguagens”.

Em 2017, a 1ª Semana de Jornalismo da UFRN contou com a participação de 28 voluntários do departamento na comissão organizadora. Já em 2018, esse número mais que duplicou: são 68 pessoas, entre alunos e colaboradores, dispostos nas equipes de Apoio Técnico, Assessoria, Fotografia e Redes Sociais.

A programação completa pode ser conferida a seguir:

23 DE MAIO – QUARTA-FEIRA

13h às 15h

Oficina: Jornalismo investigativo: métodos e técnicas de investigação jornalística nos meios digitais. – Daniel Dantas Lemos (SALA 1) – (Parte 1/3).

Oficina: Ciranda textual sobre artigos científicos na área de comunicação – Cida Ramos -(SALA 2).

Oficina: O jornalismo e o equilibrista ou o texto criativo na corda bamba. Uma oficina sobre a escrita jornalística e a criatividade – Thays Helena Silva Teixeira (SALA 3) – (Parte 1/3).

Oficina: Comunicação e expressão corporal: o corpo como instrumento do fazer jornalismo – Manoel Ataide de Melo Neto (SALA 4).

13h -Oficina: Fact-checking – Cledivânia Pereira – (SALA 5) – (Parte 1/2)

15h às 17h

Oficina: Fake News na Cultura Pop – Carla Menezes e Erica Zuza – (SALA 1).

Oficina: Como os perfis literários cumprem uma função de humanizar as pessoas e gerar empatia nos leitores? – Jadeanny Arruda, Michelle Ferret e RN Invisível – (SALA 2).

Oficina: Observatório Amaru: ferramenta de monitoramento das violações de direitos humanos na mídia eletrônica. – (SALA 3).

Minicurso: Videorreportagens na web: formatos e técnicas. Álvaro Miranda e Bruna Justa – (SALA 4) – (Parte 1/2).

Oficina: Jornalismo esportivo. – Bruno Wesckley Batista de Araújo (SALA 5).

15h – Abertura da Mostra Fotográfica – Departamento de Comunicação – UFRN

17h às 19

MOSTRA AUDIOVISUAL – (Auditório do Departamento de Comunicação)

19h às 21h

Conferência de abertura da Semana de Jornalismo 2018 – Cynara Menezes (Socialista Morena).

24 DE MAIO – QUINTA-FEIRA

13h às 15h

Oficina: Jornalismo investigativo: métodos e técnicas de investigação jornalística nos meios digitais. – Daniel Dantas Lemos (SALA 1) – (Parte 2/3).

Oficina: Comunicação para movimentos sociais – Frente Brasil Popular – (SALA 2).

Oficina: O jornalismo e o equilibrista ou o texto criativo na corda bamba. Uma oficina sobre a escrita jornalística e a criatividade – Thays Helena Silva Teixeira (SALA 3) – (Parte 2/3).

Oficina: Linguagem Fotográfica para Dispositivos Móveis – Alice Andrade e Beatriz Paiva – (SALA 4).

Oficina: Usando métodos ágeis e ferramentas digitais na produção diária de conteúdo transmídia – Paulo Roberto Moreira – (SALA 5).

Oficina: Fact-checking – Cledivânia Pereira – (SALA 6) – (Parte 2/2)

15h às 17h

Oficina: Fake News: Baseado em Fatos Reais – Exibição de documentário e debate sobre a relação entre notícias falsas e mídias hegemônicas.– Antonino Condorelli – (SALA 1).

Minicurso: Videorreportagens na web: formatos e técnicas. Álvaro Miranda e Bruna Justo – (SALA 2) – (Parte 2/2).

Oficina: Tópicos básicos em Assessoria de Imprensa. – Stephanie Coelho – (SALA 3) – (Parte 1/2).

Minicurso: O processo criativo na fotografia: entre o documental e a arte contemporânea- Alexandre Ferreira dos Santos – (Parte 1/2) – (SALA 4).

17h 19h

MOSTRA AUDIOVISUAL – (Auditório do Departamento de Comunicação)

18h30 – Intervenção artística do Projeto de Extensão Teles e Textos – entrada do Decom

19h às 21h – Sarau Insurgências Poéticas – (Anfiteatro, frente ao Decom).

25 DE MAIO – SEXTA-FEIRA

13h às 15h

Oficina: Jornalismo investigativo: métodos e técnicas de investigação jornalística nos meios digitais. – Daniel Dantas Lemos (SALA 1) – (Parte 3/3).

Oficina de Agitação e Propaganda – Levante Popular da Juventude – (SALA 2).

Oficina: O jornalismo e o equilibrista ou o texto criativo na corda bamba. Uma oficina sobre a escrita jornalística e a criatividade – Thays Helena Silva Teixeira (SALA 3) – (Parte 3/3).

15h às 17h

Oficina: Jornalismo além das fronteiras: Como se preparar para o mercado de trabalho com experiências fora do RN – Marina Cardoso – (SALA 1).

Oficina: Tópicos básicos em Assessoria de Imprensa. – Stephanie Coelho – (SALA 2) – (Parte 2/2).

Minicurso: O processo criativo na fotografia: entre o documental e a arte contemporânea- Alexandre Ferreira dos Santos – (Parte 1/2) – (SALA 3).

Oficina: Venda Mais nas Redes Sociais: Conheça 4 passos para o Sucesso no Marketing Digital – Vanessa Carvalho – (Sala 4).

17h às 19h – Mesa redonda: – (Auditório do Departamento de Comunicação) – “Fake news e a era da pós-verdade”. Participantes: João Victor Leal – (Agência Saiba Mais), Ricardo Araújo (Tribuna do Norte), Professor Eduardo Pellejero (Departamento de Filosofia da UFRN). Medição: Professora Socorro Veloso.

 

Entenda quais as consequências para quem perdeu o prazo com a Justiça Eleitoral

Os eleitores que perderam o prazo dado pela Justiça Eleitoral para realizar sua inscrição eleitoral, transferência ou atualização dos dados do título eleitoral estão com a situação irregular e não poderão votar nas eleições gerais 2018; além de estarem sujeitos à multa e algumas restrições. Por lei, o cadastro eleitoral em todo território brasileiro permanece suspenso até o período posterior ao pleito; qualquer atualização somente poderá ser feita com a reabertura, no dia 05 de novembro de 2018. O prazo para regularização do título e cadastro eleitoral foi encerrado no dia 09 de maio.

O eleitor que tem 18 anos (ou completará até a data da votação) e não tirou o título eleitoral, o eleitor que nunca procurou a Justiça Eleitoral para realizar a biometria ou, ainda, o eleitor que não votou nem justificou a ausência às urnas em três turnos consecutivos terão uma série de consequências que vão além da impossibilidade de votar neste ano e do cancelamento do título (para os dois últimos casos). Uma vez que a pessoa está com a situação irregular, ela precisa pagar uma multa e também não poderá obter uma Quitação Eleitoral, gerando as seguintes consequências:

– Não poderá obter passaporte nem carteira de identidade;

– Poderá não receber salário de função ou emprego público;

– Não poderá participar de concorrência pública ou administrativa estatal;

– Ficará impossibilitado de obter empréstimos em instituições públicas, de se matricular em instituições de ensino e de ser nomeado em concurso público

Valores das multas:

A multa eleitoral decorrente do não comparecimento injustificado no dia da votação varia de R$ 3,51 a R$ 35,10, dependendo da análise do juiz eleitoral. É importante lembrar que cada turno de um pleito representa uma eleição para efeito dessa contagem. As pessoas que estão com até duas ausências injustificadas têm até o dia 06 de junho de 2018 para procurar a Justiça Eleitoral e pagar a sua multa.

Entenda quais são os casos que levam ao Cancelamento de Título:

O eleitor que não votou em três eleições consecutivas nem apresentou justificativa de ausência às urnas também pode ter o título cancelado. Para regularizar a situação, nesse caso, além de pagar as multas, o eleitor terá de comparecer a um cartório após a reabertura do cadastro, dispondo de documento oficial com foto, comprovante de residência (atual) e do título eleitoral – se o tiver.

Outra situação de cancelamento do título ocorre quando o eleitor não participou do cadastramento biométrico obrigatório no município onde vota ou não compareceu de forma voluntária a um cartório eleitoral até 9 de maio para fazê-lo. É importante ressaltar que o cadastro biométrico foi realizado em todos os municípios do Rio Grande do Norte desde o ano de 2008. A biometria tem como objetivo reforçar a garantia de que o eleitor que se apresentou para votar é o mesmo que foi inscrito na Justiça Eleitoral. Assim como na situação anterior, para regularizar sua situação, o eleitor deve comparecer ao cartório a partir de novembro, com os documentos exigidos (bem como o comprovante de quitação da multa, se houver).

Segunda via do título

O eleitor pode baixar, gratuitamente e a qualquer tempo, a via digital do título por meio aplicativo e-Título, disponível nas lojas Google Play e Apple Store, podendo utilizá-la no dia da eleição. Caso deseje tirar a segunda via de papel, para o caso de perda ou extravio, o eleitor pode solicitar até 10 dias antes do pleito; basta ao cartório eleitoral do município, portando documento de identidade.

Votação 2018

Nas Eleições de 2018, os brasileiros elegerão o presidente e o vice-presidente da República, 27 governadores e vice-governadores de estado e do Distrito Federal, dois terços do Senado Federal (dois senadores por estado), deputados federais e deputados estaduais e distritais. O primeiro turno da eleição ocorrerá no dia 7 de outubro, e o segundo turno – se houver – no dia 28 de outubro.

Pela Constituição Federal, a inscrição eleitoral e o voto são obrigatórios aos brasileiros a partir dos 18 anos e facultativos aos jovens de 16 e 17 anos, aos maiores de 70 anos e aos analfabetos. *Com informações do TSE