Rodriguinho: A supremacia do menino do bairro das Rocas

Por Isaias Oliveira

“Viveu momentos de contestação ao longo da campanha, mas se consolidou como um dos maiores assistentes e fez gols importantes contra Atlético-GO e Atlético-MG. Chegou a ser convocado para a seleção e faturou o segundo título nacional pelo Corinthians”, diz o portal UOL analisando o desempenho do elenco do campeão brasileiro de 2017.

O UOL, contudo, não diz tudo sobre o meia potiguar que saiu das Rocas, Natal, para tentar a sorte no futebol do principal centro econômico e esportivo do país, o Sudeste. Rodriguinho é inegavelmente o motor do Corinthians, se ele joga bem o time invariavelmente ganha, se ele joga mal o time perde. Ele é o condutor da bola no atual elenco do campeão brasileiro, é quem pensa o jogo, quem faz a transição entre a sólida defesa corintiana e o ataque com capacidade cirúrgica. É Rodriguinho quem tem a responsabilidade real de surpreender o adversário e promover os contraataques tão mortais nesse time efetivo do Corinthians.

Rodriguinho, filho do bairro das Rocas, Natal-RN, surgiu para o futebol profissional no Abc F.C., como um jogador capaz de surpreender o adversário por pensar rápido e visar sempre o ataque, mas tinha contra si o questionamento de gostar de farras e de noitadas. Foi para a região Sudeste do país em busca de voos mais altos no futebol. No América mineiro protagonizou grandes embates contra os chamados times grandes das Minas Gerais, Cruzeiro e Atletico, mas foi na sua ida para o Corinthians, clube de maior torcida em São Paulo, que ele enfrentou seu maior desafio.

O Corinthians, segundo time em torcida do Brasil, é o foco principal dos holofotes da mídia esportiva paulista e, porque não dizer, brasileira. Sua chegada ao Corinthians foi, de saída, contestada por muitos analistas, alguns deles ex-jogadores de futebol, como o ex-boleiro do próprio clube, Neto. Diziam que Rodriguinho não tinha a personalidade necessária para um jogador corintiano, pura bobagem reveladora de ignorância discriminatória contra um profissional nordestino. As “queimações”, ninguém sabe a mando de quem, feitas por Neto e companhia tiveram o impacto de fazer, logo de saída, com que Rodriguinho fosse recebido com desconfiança pela torcida.

Acontece que com o andar da carruagem e dos jogos, Neto e companhia começaram a serem desmentidos dentro de campo. Na conquista do primeiro título brasileiro pelo Corinthians, Rodriguinho não era titular, mas era uma arma usada por Tite para  mudar o ritmo do jogo quando necessário e sempre que entrava ajudava seu time a ganhar. Foi nessa época que começou uma das duplas mais exitosas do futebol brasileiro dos últimos anos: Rodriguinho e Jadson.

Com o elenco reduzido e considerado fraco pelos “analistas” do futebol brasileiro, o Corinthians começou o ano de 2017, como todos já sabem, visto como a quarta força de São Paulo. Elenco esse que tem Rodriguinho como principal motor de jogo. O apelido de quarta força foi logo desmentido dentro de campo com o Corinthians e Rodriguinho não encontrando adversários dentro do campeonato paulista e se tornando campeão inquestionável do certame. O campeonato brasileiro chega e a descrença dos “analistas” continua: ganho o paulista, mas o brasileiro é muito mais difícil e demorado, não tem elenco para disputar o título. Mais uma vez o Corinthians e Rodriguinho, com a participação de jogadores que também se superaram como Jô, e do próprio Jadson, superam os times que mais gastaram com contratações no ano, Palmeiras e Flamengo, e conquistam o título com tres rodadas de antecedência.

Rodriguinho é das Rocas, é do Rio Grande do Norte, é do futebol, é transformador de sonhos em realidade, é do Corinthians paulista, é hepta campeão brasileiro, é vitorioso, é presente e tem tudo para ser futuro.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s