Começam as inscrições para o Concurso Internacional de Redação de Cartas

Estão abertas, até o dia 15 de março, as inscrições para o 46° Concurso Internacional de Redação de Cartas, realizado no Brasil pelos Correios. O concurso é promovido em todo o mundo pela União Postal Universal (UPU) — entidade que reúne os operadores postais de 192 países — com o objetivo de incentivar crianças e adolescentes a expressarem a criatividade e aprimorarem seus conhecimentos linguísticos.

O tema dessa edição é: “Imagine que você é um(a) assessor(a) do novo secretário-geral da ONU – Qual é o problema mundial que você o ajudaria a resolver em primeiro lugar e de que forma você o aconselharia para isso?”.

Redações – Para escrever suas redações, os estudantes podem buscar inspiração nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, material que pode ser acessado por meio do endereço https://www.unicef.org/agenda2030/files/TWWW_A4_Single_Page_LowRes_Spanish.pdf.

As redações devem ser em formato de carta, escritas a mão, usando caneta esferográfica preta ou azul, contendo no máximo 900 palavras. O estudante interessado em participar deve passar por uma seleção prévia em sua escola. Cada escola pode inscrever no máximo duas redações.

Prêmios – Os três primeiros colocados na fase estadual e as respectivas escolas recebem prêmios em dinheiro. O vencedor da fase nacional, além de troféu e R$ 5 mil, representará o Brasil na etapa internacional. A escola receberá o valor de R$ 10 mil.

Em 2016, o concurso teve a participação de mais de quatro mil escolas públicas e particulares em todo o Brasil. Laryssa da Silva Pinto, moradora de Porto de Trombetas, no Pará, foi a vencedora nacional e ficou com menção honrosa na fase internacional. O Brasil é o segundo país em número de vitórias no concurso, com três medalhas de ouro, atrás apenas da China, com cinco.

Artesão macaibense entre os vencedores do 8º Prêmio vitrine de artesanato

 

A XXII Edição da Feira Internacional de Artesanato terminou neste domingo, dia 29, premiando as três melhores peças colocadas na votação popular por aplicativo e na escolha de uma comissão, do 8º Prêmio Vitrine de Artesanato. A primeira colocação ficou com o artesão Samer Zonta e sua obra “Pérola Negra”, tendo madeira como matéria prima. A segunda peça escolhida foi do artesão Aldo Rodrigues, que utilizou em sua “Santa Ceia” argila e cimento. A peça intitulada “Sapo” da artesã Maria do Carmo ficou na terceira posição, com ela utilizando argila em sua concepção.

Segundo Neiwaldo Guedes, coordenador da XXII Fiart, “o prêmio serve como estímulo para os artesãos e movimentou os visitantes em torno de uma disputa sadia. A Fiart este ano ocorreu dentro de um contexto de recuperação da economia e mesmo assim tivemos boa visitação e fomos bem avaliados pelos que pudemos conversar informalmente. Vamos seguir com este empreendimento e buscar sempre incorporar novidades”, finalizou otimista.

 Durante os dez dias de realização do evento nenhum problema foi registrado, com toda a programação anunciada ocorrendo, muita comercialização de produtos regionais, nacionais e internacionais, tendo a Espacial Eventos contado com o apoio do Governo do Estado/Sethas, Prefeitura da Cidade do Natal, SEBRAE/RN e Programa do Artesanato Brasileiro do Governo Federal para sua execução.

Levantamento sobre infestação do mosquito passa a ser obrigatório

O Levantamento Rápido do Índice de Infestação para Aedes aegypti (LIRAa), ferramenta criada para identificar os locais com focos do mosquito nos municípios, passa a ser obrigatório para todas as cidades com mais de 2 mil imóveis. O objetivo é que, com a realização do levantamento, os municípios tenham melhores condições de fazer o planejamento das ações de combate e controle do mosquito Aedes aegypti. A portaria com a medida foi publicada, nesta sexta-feira (27), no Diário Oficial da União. Até então, o levantamento era feito a partir da adesão voluntária de municípios. A obrigatoriedade da realização do levantamento é uma proposta do ministro Ricardo Barros e foi acordada com estados e municípios durante a reunião da Comissão Intergestores Tripartite (CIT), realizada nesta semana.

Os municípios que não realizarem o levantamento não receberão a segunda parcela do Piso Variável de Vigilância em Saúde, recurso extra que é utilizado exclusivamente para ações de combate ao mosquito. Em 2017, o Piso Variável de Vigilância em Saúde é R$ 152 milhões e será liberado aos gestores locais em duas etapas.

Vale esclarecer que o repasse do Piso Fixo de Vigilância em Saúde não depende da realização do levantamento. Este recurso é destinado à vigilância das doenças transmissíveis, entre elas dengue, Zika e chikungunya, e repassado mensalmente a estados e municípios. O Piso Fixo de Vigilância em Saúde cresceu 83% nos últimos anos, passando de R$ 924,1 milhões para R$ 1,70 bilhão em 2016. Para 2017, a previsão é de o orçamento do piso fixo chegue a R$ 1,96 bilhão.

Para municípios com menos de dois mil imóveis,  o repasse do recurso extra dependerá da realização do Levantamento de Índice Amostral (LIA). As cidades sem infestação do mosquito devem realizar monitoramento por ovitrampa ou larvitrampa. Excepcionalmente, serão consideradas as metodologias alternativas de levantamento de índices executados pelos municípios, desde que essas informações sejam repassadas ao Governo Federal. As metodologias alternativas são medidas utilizadas pelas vigilâncias locais para monitorar o nível de infestação do mosquito.

No último LIRAa, realizado no segundo semestre de ano passado, 2.284 municípios participaram do levantamento, o que representa 62% das cidades com mais de 2 mil imóveis. Em comparação com 2015, houve um aumento de 27,3% em relação ao número de municípios participantes. Realizado em outubro e novembro deste ano, o levantamento é um instrumento fundamental para o controle do mosquito Aedes aegypti. Com base nas informações coletadas, o gestor pode identificar os tipos de depósito onde as larvas foram encontradas e, consequentemente, priorizar as medidas mais adequadas para o controle do Aedes no município.

Empresários devem quitar taxa da contribuição sindical até 31 de janeiro  

 

Cerca de 30 mil empresas dos segmentos do comércio, serviços e turismo que atuam no Rio Grande do Norte têm até o dia 31 de janeiro de 2017 para quitar Contribuição Sindical, no valor mínimo de R$ 215,03.

A Fecomércio RN tem 14 sindicatos filiados no Estado, sendo seis deles em Natal, e os demais nos municípios de Assú, Caicó, Currais Novos, Macaíba, Mossoró, Nova Cruz, Santa Cruz e São Paulo do Potengi.

A contribuição é anual e está prevista na Constituição Federal, bem como na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), como recolhimento obrigatório. Os boletos para pagamento na rede bancária já estão sendo enviados pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Rio Grande do Norte (Fecomércio RN) no início do mês de janeiro.

A Fecomércio tem o papel de orientar e defender os interesses do setor do comércio de bens, serviços e turismo do Estado, e representa legalmente as atividades dessas categorias econômicas, buscando a valorização social e econômica das empresas. A instituição oferece uma série de produtos e serviços exclusivos para fomentar os negócios nos municípios potiguares, e conta principalmente, para a realização desse trabalho, com recursos oriundos da Contribuição Sindical.

O pagamento em dia deste tributo, que é compulsório, vale lembrar, fortalece a categoria na defesa dos direitos e interesses junto aos sindicatos, que são as instituições que lutam por melhores condições nas áreas de atuação fundamentais ao segmento empresarial.

 

Inscrições para o Sisu começam nesta terça-feira, 24

Os alunos que realizaram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2016 podem efetuar a partir desta terça-feira, 24, as inscrições no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) para ingresso em 2017 nas instituições de ensino superior. O processo é realizado até sexta-feira, 27, exclusivamente pela internet, no endereço sisu.mec.gov.br. A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) disponibiliza 6.898 vagas, sendo 4.614 para o primeiro semestre e 2.284 para o segundo semestre.

A pró-reitora de Graduação da UFRN, Maria das Vitórias Almeida Vieira de Sá, explica que os estudantes podem optar por dois cursos em diferentes instituições e áreas de ensino, mas antes de inscrever-se é importante conhecer os editais de cada instituição e ficar atento à escolha da modalidade de concorrência. O edital de ingresso, o quadro de vagas e outras informações sobre o Sisu na UFRN estão disponíveis no site sisu.ufrn.br

Fiart: Grupos macaibenses participam de festival danças folclóricas

 

A XXII Edição da Feira Internacional de Artesanato prossegue no Pavilhão das Dunas do Centro de Convenções até o próximo domingo, dia 29, das 16 às 22h, com o melhor do artesanato nacional e internacional, além de eventos como o Salão do Artesanato Potiguar, Salão dos Mestres, Cultura Indígena, 15º Festival de Danças Folclóricas e Contemporâneas do RN, palhaços, malabaristas, cordel, cultura oriental, exposição fotográfica, seminários, praça de alimentação e outras atrações. Na quarta-feira (25), grupos folclóricos de Macaíba (Filhos da Artes e Contemporâneo) participam do evento.

A programação cultural acontece sempre das 18 às 22h e nesta terça, dia 24, começa com o festival Fiart in Concert apresentando a banda de música Fanfarra, seguindo grupo TTT da STTU e os culturais de Ceará Mirim, APAE, Trup Ashak Cia de Dança, Danc’Art, Extremoz e termina com show artístico de Amazan e outro de Alan Miranda.

A quarta, dia 25 começa com a Orquestra Sinfônica de Parelhas e segue com o 15º Festival de Danças Folclóricas e Contemporâneas do RN que apresenta os grupos: Brasileirinho/Parelhas, Cia. Parafolclórico Raízes Potiguares / Santo Antônio, Estrela Matutina / Monte Alegre, Encantos / São Jose de Mipibú, Xaxado / Parnamirim, Filhos da Arte / Macaíba, Contemporâneo/Riacho do Sangue/Macaíba, Studio de Dança Soraya Lima e o Recrear-te – Companhia Quilombo/Cajazeiras/ Santo Antônio e termina com show da banda Forrozão Cacetada do Forró.

 A programação da quinta, dia 26 oferta a banda de música de São Gonçalo do Amarante e dentro do 15º Festival de Danças Folclóricas e Contemporâneas do RN tem a Companhia  Riverdance / Maxaranguape, -Grupo de Dança Mistura de Ritmos / Touros, Flor de Cactos / Parnamirim,  Trup Ashak Cia de Dança,  Cia. de Dança Remix, Capoeira Show Celeiro de Bamba, Balé Folclórico Terras Potiguares/Passa e Fica e o Grupo GDEC Dança e Expressão Corporal. A noite termina com show de Joãozinho e banda Kairus.

 

Sisu: IFRN ofece 897 vagas em cursos de graduação

A Pró-Reitoria de Ensino divulgou o Edital Nº 03/2017 referente ao processo seletivo para os cursos de graduação via SISU. Estão sendo ofertadas 897 vagas, sendo 272 para cursos de licenciatura, 585 para cursos de tecnologia e 40 vagas para o curso superior de Engenharia de Energias. Os cursos são divididos entre treze campi do IFRN: Natal-Central; Natal-Zona Norte; Macau; Parnamirim; Apodi; Caicó; Ipanguaçu; João Câmara; Currais Novos; Canguaretama; Nova Cruz e São Gonçalo do Amarante. 

As inscrições serão realizadas através do site do SISU entre os dias 24 e 27 de janeiro. O Processo Seletivo para ingresso prevê início das aulas para o 1º semestre letivo de 2017.

Durante sua inscrição o candidato deve especificar em qual perfil se encaixa, podendo ser:

a)AmplaConcorrência.
b) L1 – Candidatos com renda familiar bruta per capita inferior ou igual a 1,5 salário mínimo que tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas (Lei nº 12.711/2012).

c) L2 – Candidatos autodeclarados pretos, pardos ou indígenas, com renda familiar bruta per capita inferior ou igual a 1,5 salário mínimo e que tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas (Lei nº 12.711/2012).

d) L3 – Candidatos que, independentemente da renda (art. 14, II, Portaria Normativa nº 18/2012), tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas (Lei nº 12.711/2012).

e) L4 – Candidatos autodeclarados pretos, pardos ou indígenas que, independentemente da renda (art. 14, II, Portaria Normativa nº 18/2012), tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas (Lei nº 12.711/2012).

O resultado final, tem publicação prevista para o dia 30 de janeiro de 2017, podendo no mesmo dia aqueles que não forem classificados se inscrever para participar da lista de espera, cujo resultado será divulgado em 16 de fevereiro.

Os alunos selecionados terão de 03 a 07 de janeiro para realizar a matrícula na Diretoria Acadêmica responsável pelo seu curso, nos horários estabelecidos no Anexo I do Edital.