Rio Grande do Norte tem saldo negativo de vagas de emprego

O Rio Grande do Norte teve redução no número de empregos formais em novembro, apontam dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) anunciados no final de 2016. No mês, as empresas do estado contrataram 10.617 trabalhadores e dispensaram 11.437, com um saldo negativo de 820 postos de trabalho (redução de 0,19% em relação a outubro). Macaíba precisa, urgente, de eficiente política de geração de emprego e renda.

O ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, disse acreditar na recuperação do nível de emprego no estado. “No ano que vem, temos certeza de que os números serão melhores, para que os trabalhadores possam ter ocupação e renda e garantir o sustento de suas famílias e o crescimento do país”, disse o ministro. “Só o trabalho vai assegurar um Brasil forte, com crescimento sustentável e oportunidades a todos”, declarou.

O comércio, com um saldo positivo de 444 vagas, foi o único setor com desempenho positivo em novembro. A construção civil teve uma redução de 654 vagas formais, seguido da agropecuária, com menos 250 vagas.

Dos 16 municípios do estado com mais de 30 mil pessoas, 6 tiveram saldo positivo na geração de empregos formais, com destaque para São Gonçalo do Amarante (268 vagas) e Parnamirim (215 vagas). A capital, Natal, teve mais perda de vagas formais:  -760.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s