Esporte

Pesquisa traça perfil do torcedor potiguar: inseguro, envelhecido e arredio

 

Itamar Ciríaco

Editor de Esportes do jornal Tribuna do Norte.

Homem, maduro, temeroso pela violência, arredio, descontente e insatisfeito com o preço. Esse é parte do perfil do torcedor potiguar descrito na pesquisa feita pela Smart Pesquisa de Opinião, em 2015, encomendada pela Federação Norte-rio-grandense de Futebol – FNF.

A pesquisa ouviu torcedores em Natal, Ceará-Mirim, Goianinha, Caicó, Assú e Mossoró.  “A metodologia aplicada na pesquisa seguiu o método de observação direta, objetivando diagnosticar quantitativamente; Aplicamos a técnica de entrevistas em local pré-determinado de forma sistemática, utilizando questionário como instrumento de investigação”, explicou em seu relatório o diretor-presidente da Smart, Tadeu de Oliveira.

Foram ouvidas 510 pessoas entre os dias 28 de Novembro e 07 de Dezembro de 2015, com estratificação da amostragem foi formada por sexo, idade, renda familiar, grau de estudo, ocupação e time que torce; O intervalo de confiança é de 95% e a margem de erro de 4,0%.

“Essa pesquisa é muito importante sob todos os aspectos. Analisa à fundo o comportamento e as opções dos torcedores. Pode ser usado como uma grande arma para o marketing de clubes e da Federação em relação aos seus campeonatos”, analisou Tadeu.

Os dados apontam para números que preocupam sob alguns aspectos. No entanto, um aspecto surge como o ponto de partida para várias outras situações observadas pela pesquisa: a insegurança.

O medo da violência é apontado por 26,93% dos entrevistados como o principal motivo para não ir, ou diminuir a frequência com que as pessoas vão aos estádios no Rio Grande do Norte.

Esse índice alto de temor reflete diretamente em outros dados. Por exemplo a baixa presença de mulheres nos jogos de futebol. Dos pesquisados, 88,24% eram homens e apenas 11,76% foram mulheres.

O reflexo da insegurança também pode ser observado no que diz respeito à faixa etária dos frequentadores dos estádios no Estado. O medo da violência tem feito os pais evitarem levar os filhos para os jogos e o público potiguar tem envelhecido ao longo desses anos. Atualmente, a maioria tem de 36 a 59 anos (40,59%), seguido de 26 a 35 anos (25,49%), até 25 anos (23,92%) e acima de 59 anos (10,00%).

Mas os torcedores não estão preocupados apenas com sua segurança. Os resultados ruins dos clubes, como por exemplo, o rebaixamento do ABC e a não ascensão do América refletem nas ausências, além do preço dos ingressos, principalmente em um ano marcado pela crise econômica em todo País.

Com relação ao grau de escolaridade, 56,27% possuem ensino médio, enquanto que sem instrução, ensino fundamental e ensino superior apresentaram os respectivos percentuais: 2,55%, 16,67% e 24,51%.

Na ocupação dos entrevistados, tivemos a seguinte distribuição: funcionário de empresa privada (25,88%), autônomo (23,54%), estudante/sem ocupação (18,43%), funcionário público (14,31%), empresário (10,00%) e aposentado/pensionista (7,84%). Enquanto que a renda familiar, tivemos o seguinte resultado: até 3 salários mínimos (38,43%), entre 3 e 5 salários mínimos (38,82%), entre 5 e 8 salários mínimos (19,42%) e acima de 8 salários mínimos (3,33%).

Fidelidade

Outro dado também deve chamar atenção para os que gerem o futebol no Rio Grande do Norte. A frequência na qual o torcedor volta ao estádio para acompanhar seu clube de coração tem diminuído. Ou seja, o espectador passa cada vez mais tempo para retornar às “arquibancadas”.

Comparando os últimos três anos, 58,24% afirmaram terem reduzidos sua frequência em estádios de futebol, enquanto que 32,55% permanecem estável e 7,84% aumentaram sua ida em estádios de futebol. O maior percentual em ida aos estádios de futebol do RN foi apresentado no município de Ceará – Mirim, no estádio Barrettão, sede do Globo. (Informes da Tribuna do Norte, edição de domingo 17.01.16.)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: